Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Correia Pinto"

Klabin Papéis troca de direção em Santa Catarina

26 de fevereiro de 2014 0
Sadi Carlos de Oliveira troca Correia Pinto e Otacílio Costa por Ortigueira, no Paraná. Foto: Guto Kuerten, setembro 2006

Sadi Carlos de Oliveira troca Correia Pinto e Otacílio Costa por Ortigueira, no Paraná. Foto: Guto Kuerten, setembro 2006

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, está com nova direção em Santa Catarina.

Sadi Carlos de Oliveira deixou a chefia das Unidades Otacílio Costa e Correia Pinto para assumir o desafio de liderar a nova fábrica de celulose da companhia, que será instalada na cidade de Ortigueira, no Paraná.

Arthur Canhisares, atual diretor industrial da Unidade Monte Alegre (PR) assume, também, a partir deste mês, a direção das fábricas de Otacílio Costa e Correia Pinto.

Com a mudança, Josué da Silva Vargas passa a ocupar o cargo de gerente geral das unidades de papéis de Santa Catarina, apoiando diretamente Arthur Canhisares em sua nova função.

* Com informações da assessoria de imprensa da Klabin.

Bookmark and Share

Suspeitos de estupro coletivo estão na cadeia

18 de dezembro de 2013 0
Toda a investigação do caso foi feita pela equipe do delegado Fabiano Henrique Schmidt, que garante não ter dúvidas sobre os suspeitos. Foto: Vani Boza, abril 2013

Toda a investigação do caso foi feita pela equipe do delegado Fabiano Henrique Schmidt, que garante não ter dúvidas sobre os suspeitos. Foto: Vani Boza, abril 2013

Após dois meses de investigação, a Polícia Civil de Correia Pinto, na Serra Catarinense, prendeu nesta terça-feira quatro pessoas suspeitas de envolvimento em um estupro de duas menores de 14 anos ocorrido na madrugada de 21 de outubro.

O quarteto teria praticado os crimes em uma casa diante de várias outras pessoas, inclusive menores.

O delegado Fabiano Schmidt e sua equipe ouviram as vítimas, os suspeitos e testemunhas e requisitaram perícias para esclarecer os fatos.

Além dos quatro presos, que ficarão à disposição da Justiça no Presídio Regional de Lages, os pais das vítimas serão indiciados pelo crime de omissão quanto ao exercício do poder familiar.

* Com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil de Santa Catarina.

Bookmark and Share

Correia Pinto tem a melhor merenda do país

10 de dezembro de 2013 1
Qualidade da alimentação foi reconhecida nacionalmente. Foto: Pablo Gomes

Qualidade da alimentação foi reconhecida nacionalmente. Foto: Pablo Gomes

Quatro cidades de Santa Catarina estão entre as 26 do Brasil reconhecidas pelo governo federal e pela ONG Ação Fome Zero por terem as melhores merendas escolares do país.

Correia Pinto, na Serra; São Domingos, no Oeste; Brusque, no Vale do Itajaí; e Santa Terezinha, também no Vale; receberam o Prêmio Gestão Eficiente da Merenda Escolar, que objetiva desenvolver ações para garantir a correta e adequada aplicação do dinheiro público em alimentos de qualidade, com regularidade e em quantidade necessária ao desenvolvimento físico e intelectual dos alunos da rede pública de ensino.

Realizado há 10 anos consecutivos, o prêmio recebeu nesta edição as inscrições de 889 das 5.570 cidades brasileiras.

Destas, 54 foram pré-selecionadas e, após visita surpresa de técnicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), 26 foram escolhidas como as melhores do país.

Além das quatro catarinenses, apenas São Lourenço do Sul e Teutônia, ambas no Rio Grande do Sul, integram a seleta lista no Sul do Brasil.

Continua…

Bookmark and Share

Muito além das exigências do governo

10 de dezembro de 2013 0
A meta é chegar a 2014 com 100% dos produtos adquiridos da agricultura familiar. Foto: Pablo Gomes

A meta é chegar a 2014 com 100% dos produtos adquiridos da agricultura familiar. Foto: Pablo Gomes

Finalista há quatro anos consecutivos e premiada há dois, a merenda escolar de Correia Pinto, cidade de 15 mil habitantes e distante 25 quilômetros de Lages, tornou-se referência em Santa Catarina.

Em novembro, 15 cidades enviaram representantes a Correia Pinto para aprender mais sobre o sistema que tem funcionado tão bem.

A secretária municipal de Educação, Lucia Raquel Rodrigues Ortiz, destaca que o ponto forte de Correia Pinto para garantir alta qualidade à merenda é a participação coletiva.

O governo federal exige que pelo menos 30% dos alimentos fornecidos aos alunos sejam adquiridos da agricultura familiar, mas em Correia Pinto esse índice é bem maior.

Em 2012, a taxa foi de 54% e, neste ano, saltou para 80%. E já para 2014 a proposta é ousada: chegar a 100%.

Tudo produzido e comercializado por famílias agricultoras do próprio município, o que contribui diretamente com a economia local.

Continua…

Bookmark and Share

Metade da alimentação é orgânica

10 de dezembro de 2013 0
Frutas são servidas na sobremesa e servem para fazer sucos. Foto: Pablo Gomes

Frutas são servidas na sobremesa e servem para fazer sucos. Foto: Pablo Gomes

O cardápio tem 140 variedades de alimentos, e pelo menos a metade tem certificação orgânica.

Diariamente são servidas 5,5 mil refeições a todos os 2,4 mil alunos matriculados nas 24 escolas da rede municipal, mais a Apae.

O investimento por ano só com merenda escolar em Correia Pinto chega à casa dos R$ 500 mil, sendo R$ 190 mil do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o restante custeado pela prefeitura.

_ É muito bom e eu como bastante todo dia _, resume, de boca cheia bem na hora do almoço, a pequena Rakelly Preisler Machado, de três aninhos e aluna do Centro de Educação Infantil Criança Feliz, no Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Continua…

Bookmark and Share

Qualidade começa com palestras às merendeiras

10 de dezembro de 2013 0

Entrevista com a nutricionista Giselle de Oliveira Faccin, responsável técnica pela merenda escolar de Correia Pinto

* DC: O que é levado em conta na hora de preparar a merenda escolar em Correia Pinto?

GISELLE: Começa com as palestras de boas práticas de higiene e preparo de alimentos entre as profissionais. Não usamos temperos prontos, só naturais e geralmente vindos da agricultura familiar. Temperamos a salada com limão e azeite de oliva, e não vinagre. Evitamos tudo o que é industrializado, não usamos corantes e buscamos o mais natural possível. Nosso cardápio tem alimentos funcionais como linhaça, gergelim, granola, azeite de oliva, pão e arroz integrais, frutas e vegetais orgânicos. Os alimentos são consumidos no dia seguinte à colheita. Também usamos frutas vermelhas em forma de sucos, que são naturais ou integrais. É tudo altamente nutritivo.

* DC: Crianças geralmente gostam de refrigerantes, doces e salgadinhos. Como fazê-las se interessar por uma alimentação natural e saudável?

GISELLE: Além do trabalho de educação nutricional, elaboramos pratos com carinhas e animaizinhos. As merendeiras enfeitam os alimentos para estimular as crianças.

* DC: E qual o papel dos pais nesse processo?

GISELLE: Temos um trabalho de educação nutricional com os pais para que saibam o que os filhos estão comendo na escola e tenham noção da importância de manter essa alimentação por toda a vida. E eles acabam se motivando. A maioria das crianças não leva lanche para as escolas, e muitas até voltam quando estão em casa só para comer e pedem para os pais fazerem em casa o que elas comem na escola.

* DC: Quais os benefícios de uma alimentação saudável para as crianças?

GISELLE: São muitos, mas previne colesterol, triglicerídeos e diabetes e pode tratar hipertensão e obesidade. Também melhora o aprendizado, a concentração, o comportamento e a adesão à sala de aula. De maneira geral, aumenta a qualidade de vida.

Continua…

Bookmark and Share

As 26 cidades premiadas em todo o país

10 de dezembro de 2013 0

Aiuaba (CE), Alto Garças (MT), Alto Taquari (MT), Aracruz (ES), Belém (PA), Brasilândia do Tocantins (TO), Brusque (SC), Cachoeiro de Itapemirim (ES), Cacoal (RO), Correia Pinto (SC), Dracena (SP), Guarantã do Norte (MT), Iguatu (CE), Olho D’Água do Borges (RN), Paragominas (PA), Paraíba do Sul (RJ), Presidente Dutra (BA), Ribeirão Preto (SP), Rio Branco (AC), Santa Terezinha (SC), São Domingos (SC), São Gonçalo do Rio Abaixo (MG), São Lourenço do Sul (RS), Tangará da Serra (MT), Teutônia (RS) e Vila Nova do Piauí (PI).

Pablo Gomes, Correia Pinto

Bookmark and Share

Manifestação em Correia Pinto

11 de julho de 2013 0

FOTOS: VANI BOZA

Cerca de 500 pessoas estão no pedágio da BR 116, em Correia Pinto.

Os manifestantes são de várias cidades da região Serrana e contam com o apoio do Movimento Sem Terra (MST) e do sindicato dos Trabalhadores Rurais.

As cabines de cobrança do pedágio foram fechadas, mas os veículos têm passe livre, sem cobrança, pelas vias laterais.

A informação passada pelos manifestantes é que às 14h o movimento deve se deslocar para Lages, onde se reuniram em frente ao Banco do Brasil.

Vani Boza, Correia Pinto.

Bookmark and Share

Manifestantes fecham a BR-116 contra pedágio

29 de junho de 2013 0

Moradores de Correia Pinto querem ficar isentos do pagamento da tarifa de R$ 3,60 (R$ 7,20 ida e volta) no trecho que liga a Lages. Fotos: Pablo Gomes

Manifestantes fecharam a BR-116, uma das principais rodovias do Brasil, na tarde deste sábado, em Correia Pinto, na Serra Catarinense. Aproximadamente 200 dos 15 mil moradores da cidade protestaram contra a cobrança do pedágio no trecho que liga a Lages, distante 25 quilômetros.

Eles querem que os correiapintenses fiquem isentos do pagamento da tarifa, atualmente em R$ 3,60 (R$ 7,20 ida e volta), já que muitos deles precisam passar todos os dias pela praça de cobrança, localizada no Km 233.

Outras bandeiras levantadas foram melhorias na BR-116 no perímetro urbano de Correia Pinto, transporte gratuito para quem estuda em Lages, geração de empregos, qualidade no atendimento médico e efetivação de um juiz e um promotor de Justiça na cidade.

O ato foi organizado pela internet e acompanhou a onda de protestos que se espalhou pelo país. Escoltados pela Polícia Militar, os manifestantes marcharam por algumas ruas do Centro e foram até a BR-116.

A rodovia foi fechada por 25 minutos, e o ato não chegou a causar congestionamento, pois os motoristas utilizaram as vias marginais para desviar o bloqueio.

Da rodovia, o protesto seguiu para o prédio da prefeitura e da Câmara de Vereadores, onde os manifestantes cantaram o Hino Nacional, e encerrou em frente ao Fórum. Não houve atos de vandalismo ou confronto com os policiais.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Manifestantes prometem fechar a BR-116

26 de junho de 2013 0

Protesto em Lages reuniu oito mil pessoas na semana passada. Foto: Pablo Gomes

Depois de movimentar multidões em centenas de cidades de todo o Brasil, as manifestações populares chegam a Correia Pinto, na Serra Catarinense.

O protesto na capital do papel ocorrerá no próximo sábado, dia 29, a partir das 14h. Mesmo que chova, os manifestantes se reunirão no calçadão central, marcharão pela Avenida Tancredo Neves, a principal da cidade, e seguirão até a BR-116, que será fechada por cerca de 15 minutos.

Da rodovia, o grupo irá até o Fórum, que funciona temporariamente em um prédio nas proximidades da prefeitura, onde deixará um documento com as principais reivindicações: melhorias na BR-116 no perímetro urbano de Correia Pinto e passe livre para correiapintenses no pedágio instalado no trecho que liga a Lages.

Pablo Gomes, Correia Pinto

Bookmark and Share