Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "São José do Cerrito"

Eletrosul inaugura usina milionária na Serra

11 de novembro de 2013 1
Ao custo de R$ 172 milhões, a PCH João Borges está localizada no Rio Caveiras entre os municípios de Lages, Campo Belo do Sul e São José do Cerrito. Foto: Hermínio Nunes, Eletrosul, Divulgação

Ao custo de R$ 172 milhões, a PCH João Borges está localizada no Rio Caveiras entre os municípios de Lages, Campo Belo do Sul e São José do Cerrito. Foto: Hermínio Nunes, Eletrosul, Divulgação

A Eletrosul Centrais Elétricas, empresa subsidiária da Eletrobrás e vinculada ao Ministério de Minas e Energia, está de volta ao mercado de geração de energia em Santa Catarina depois de 15 anos. E nesta segunda-feira, a companhia inaugurou o seu mais recente investimento.

A Pequena Central Hidrelétrica (PCH) João Borges, localizada no Rio Caveiras, entre os municípios de Lages, Campo Belo do Sul e São José do Cerrito, na Serra, está em operação plena desde julho com capacidade instalada de 19 megawatts (MW), o suficiente para abastecer uma população de 150 mil pessoas.

A energia gerada escoa pelo sistema nacional e possa ser consumida em qualquer parte do Brasil.
Com investimentos de R$ 172 milhões, a PCH João Borges é o maior empreendimento em volume de recursos por parte da Eletrosul em Santa Catarina, mas não o primeiro, desde 1998, quando a geração de energia foi privatizada.

Em janeiro deste ano, foi inaugurada a PCH Barra do Rio Chapéu, no Rio Braço do Norte, entre os municípios de Rio Fortuna e Santa Rosa de Lima, no Sul do Estado.

O investimento foi de R$ 141 milhões e a usina, com capacidade instalada de 15,15 MW, poderia abastecer uma população de 128 mil pessoas.

Antes, porém, a Eletrosul havia inaugurado dois empreendimentos no Rio Grande do Sul: uma usina eólica no município de Santana do Livramento, em maio de 2011; e uma hidrelétrica em Roque Gonzales, em março de 2012.

Continua…

Bookmark and Share

Próximo investimento será novamente na região

11 de novembro de 2013 0

Em Santa Catarina, o próximo investimento em geração de energia será a construção da PCH Santo Cristo, no Rio Pelotinhas, entre Lages e Capão Alto.

Serão aplicados R$ 183 milhões para uma capacidade instalada de 19,5 MW, o que abasteceria aproximadamente 143 mil pessoas. A inauguração de Santo Cristo está prevista para dezembro de 2015.

Além destes empreendimentos hidrelétricos, a Eletrosul investe R$ 9,5 milhões na montagem de uma usina fotovoltaica de 1 megawatt-pico (MWp) em seu prédio-sede, no Bairro Pantanal, em Florianópolis, para a geração de energia solar.

A capacidade da usina seria suficiente para abastecer aproximadamente 570 residências, além de fomentar as pesquisas sobre energia solar no Brasil.

A companhia também aplica outros R$ 10 milhões em um projeto para transformação de resíduos da suinocultura em biogás em Itapiranga, no Extremo-Oeste do Estado. O programa ainda está em fase de pesquisa e, futuramente, pode se tornar um produto comercial.

Continua…

Bookmark and Share

Entrevista com o presidente da Eletrosul

11 de novembro de 2013 0
Eurides Mescolotto falou ao DC sobre os investimentos da companhia. Foto: Hermínio Nunes, Eletrosul, Divulgação

Eurides Mescolotto falou ao Diário Catarinense sobre os investimentos da companhia no Estado. Foto: Hermínio Nunes, Eletrosul, Divulgação

* DC: Os investimentos em geração de energia são uma estratégia de crescimento da Eletrosul ou uma necessidade do Brasil?

MESCOLOTTO: Uma está diretamente ligada à outra. A energia precisa acompanhar o crescimento econômico do Brasil. Hoje não existe nenhuma perspectiva de colapso de energia no país. Para até 2030 existe um planejamento sério e bem aprofundado.

* DC: As hidrelétricas são seguras o suficiente para garantir energia ao país?

MESCOLOTTO: O sistema hidrelétrico é muito seguro no mundo inteiro. Porém, é finito, pois não conseguimos inventar rios. No Sul do Brasil, principalmente, os empreendimentos estão terminando porque não há mais onde colocar, assim como na Europa, que está apostando na energia nuclear, o que não é o caso do Brasil.

* DC: A saída seria investir em fontes alternativas?

MESCOLOTTO: Outras energias são muito importantes, pois se não tiver, teria que usar diesel. O Brasil tem muita água, muito vento e muito sol, mas a energia eólica, a solar e o biogás não podem ser as primárias e fundamentais do país, pois não há reserva. O sol só aparece por oito ou nove horas por dia e a eólica só funciona quando tem vento. O carvão é importante, e com o avanço tecnológico podemos utilizá-lo de maneira mais sustentável para o mundo e suprir as nossas necessidades.

* DC: A energia solar, que a Eletrosul está implantando em seu edifício-sede, em Florianópolis, pode virar uma realidade?

MESCOLOTTO: A energia solar não é competitiva e é muito cara, pois todo o material precisa ser importado. Com experimentos e tecnologia é possível fazer os preços caírem e construir grandes parques, pois o Brasil tem potencial para isso.

* DC: O verão está chegando, e quais os riscos para o setor?

MESCOLOTTO: A Eletrosul supre a energia mesmo com a estiagem, mas os distribuidores sofrem pelo alto consumo, pois a carga de determinadas cidades fica muito elevada. Em Florianópolis faltava capacidade de distribuição nos finais de ano. E quando falta chuva é necessário acionar as usinas térmicas, e isso é muito caro.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Desmatamento de araucárias em São José do Cerrito

25 de junho de 2013 0

A Polícia Militar Ambiental de Lages encontrou na Localidade de São João das Palmeiras, no interior de São José do Cerrito, um desmatamento de araucárias.

Foi averiguado um corte seletivo de 75 árvores em uma área de 1,62 hectares, sendo que 0,91 hectares de desmatamento foi em área de preservaçãso permanente (APP). O proprietário já tinha vendido a maior parte das madeiras.

A polícia encontrou o local através de denúncia anônima e o proprietário foi autuado em R$ 18 mil e vai responder processo administrativo e criminal.

Informações e fotos da Assessoria de I mprensa da Polícia Ambiental de Lages,
Susana Cardoso*

Bookmark and Share

Trânsito fez quatro vítimas na Serra Catarinense no final de semana

24 de junho de 2013 0

Quatro pessoas morreram em acidentes de trânsito na Serra Catarinense nesse final de semana.

O primeiro acidente foi em Otacílio Costa, no domingo, e provocou a morte de dois homens. Foi por volta das 15h, na SC 114. Um ônibus com placas de Caçador, conduzido por Angelo Maximo Veloso, de 32 anos, bateu num veículo com placas de Otacílio Costa, conduzido por Dilmar Pereira de Jesus, de 38 anos.

Dilmar e o passageiro que viajava ao seu lado, Julio Valdecir Alves Siqueira, de 46 anos, morrem na hora. Outro ocupante do veículo foi encaminhado para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres com ferimentos leves. O motorista no ônibus e os passageiros não sofreram nenhum ferimento.

Outro acidente aconteceu no sábado, 22, às 19h30, na BR 282, em São José do Cerrito. Clóvis Valdir da Silva, de 56 anos, e a esposa Catarina de Fátima Xavier Canani, de 58, estavam num carro com placas de Lages que colidiu frontalmente com uma van, placas de Blumenau.

O casal morreu no local, enquanto o motorista da van sofreu apenas ferimentos leves.

Bookmark and Share

Polícia encontra desmatamento de quase 200 araucárias

12 de março de 2013 0

FOTOS: Polícia Ambiental de Lages

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Lages encontrou nesta segunda-feira (11), na localidade de Campina Dorgelo, interior de São José do Cerrito, um desmatamento de 187 araucárias.

A polícia chegou até o local através de denúncia anônima e encontrou as toras das árvores jogadas em duas propriedades.

Em uma área de 0,10 hectares, foram encontradas 13 araucárias e em outra área vizinha de 2,6 hectares, foram localizadas 174 toras de pinheiro brasileiro ou como é mais conhecida, a araucária.

Os proprietários das duas áreas são irmãos e foram notificados através de um auto de infração ambiental. Eles responderão processo criminal e ambiental, devido ao corte ilegal de espécie nativa.

O valor da multa ainda não foi fixado, porque mais diligências deverão ser feitas nos locais, a fim de averiguar se há mais desmatamento nas áreas.

*Com informações da Assessoria de imprensa da Polícia Ambiental de Lages

Bookmark and Share

Nova ponte da BR-282 fica pronta em junho

25 de fevereiro de 2013 0

Obra é realizada entre os municípios de São José do Cerrito e Vargem. Foto: Vani Boza

A nova ponte construída na BR-282 por conta de um alagamento provocado por uma usina hidrelétrica deve ficar pronta em junho.

A obra é executada no quilômetro 291 da rodovia, no limite entre os municípios de São José do Cerrito, na Serra, e Vargem, no Meio-Oeste.

Os trabalhos começaram em outubro do ano passado e consistem em disponibilizar uma nova passarela para os veículos sobre o Rio Canoas, já que a atual, com 224 metros de comprimento e nove de largura, sem acostamentos, ficará muito vulnerável à água devido ao alagamento e, eventualmente, poderá até ficar submersa, principalmente em épocas chuvosas.

A estrutura, construída há aproximadamente 60 anos, passou por uma reforma completa há meia década, mas já apresenta danos visíveis e necessita passar por nova restauração.

Já a nova ponte terá 300 metros de comprimento e 13 de largura, com acostamentos, e ficará seis metros acima da atual e a pelo menos cinco do nível da água após o alagamento.

_ O sistema de fundações é um dos mais modernos do mundo. Escavamos o fundo do rio e, quando encontramos a rocha, perfuramos mais quatro metros. O sistema de travamento é muito forte. A ponte é de classe 45, com capacidade adequada à nova frota do país, e pode ficar lotada com carretas dos dois lados o tempo que for sem oferecer qualquer tipo de risco _, garante o engenheiro Mario Weber, responsável pela obra.

Continua…

Bookmark and Share

Obras integram investimentos de hidrelétrica

25 de fevereiro de 2013 0

Além da ponte, estão sendo feitos dois novos pequenos trechos de pista nas proximidades. Os trabalhos são executados pela Triunfo Construtora, num total de 210 operários, e fiscalizados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), que aprovou o projeto.

_ A área só poderá ser alagada quando estiver tudo pronto, pois o tráfego não pode ser interrompido _, diz o engenheiro Enio Spieker, do escritório regional do Dnit em Lages.

Tanto a nova ponte como os novos trechos de pista estão dentro de um pacote de R$ 780 milhões de investimentos por parte da Usina Hidrelétrica Garibaldi, em implantação no Rio Canoas, entre os municípios de Abdon Batista e Cerro Negro.

A área alagada englobará cinco municípios – Abdon Batista, Campo Belo do Sul, Cerro Negro, São José do Cerrito e Vargem -, num total de 17 quilômetros quadrados.

A barragem tem 40 metros de altura e 191,9 megawatts de potência, o suficiente para fornecer energia elétrica a uma cidade de 500 mil habitantes, como Joinville, por exemplo.

Neste momento, 2.020 operários trabalham na obra, prevista para ser concluída em agosto deste ano.

Pablo Gomes, São José do Cerrito

Bookmark and Share

Acidente deixa dois jovens mortos na Serra

14 de janeiro de 2013 0

FOTO: REPRODUÇÃO RBS TV

Um acidente em São José do Cerrito, na Serra Catarinense, deixou dois jovens mortos na noite de ontem. O carro onde os dois estavam se chocou de frente com um caminhão.

Os jovens Volnei da Silva Antunes dos Santos, de 25 anos, e Andrei Rodrigues de Moraes, de 22 anos, que eram de Correia Pinto, estavam numa camionete com placas de Florianópolis e iam sentido à Lages quando se chocaram de frente com um caminhão com placas de Braço do Norte que vinha no sentido contrário.

Os dois jovens morreram na hora. Dos ocupantes do caminhão, um homem, a esposa e uma filha de um ano, apenas a mulher sofreu ferimentos leves. O nome dos três não foi divulgado.

A Polícia Rodoviária Federal ainda não sabe quais as causas do acidente.
Volnei e Andrei estão sendo velados em Correia Pinto e serão sepultados na tarde dessa segunda-feira no Cemitério Municipal.

Bookmark and Share

Idoso é assassinado com tiro no peito

10 de fevereiro de 2012 1

A polícia de São José do Cerrito, na Serra Catarinense, investiga um assassinato que ocorreu na madrugada desta sexta-feira.

O crime ocorreu na localidade de Salto dos Marianos, interior do município. Segundo informações da polícia, ladrões invadiram a casa de Jovino Barbosa, de 81 anos, para praticar um assalto.

A vítima teria reagido e levou um tiro no peito. Jovino morava sozinho e morreu na hora. Até o início da noite, ninguém havia sido preso.

Pablo Gomes, São José do Cerrito

Bookmark and Share