Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Klabin anuncia demissões em unidade de Lages

28 de março de 2014 0
Trabalhadores da unidade 2 de Lages se reuniram nesta sexta-feira para discutir o assunto. Foto: Pablo Gomes

Trabalhadores da unidade 2 de Lages se reuniram nesta sexta-feira para discutir o assunto. Foto: Pablo Gomes

Uma das principais potências industriais de Santa Catarina confirmou nesta sexta-feira o encerramento de algumas linhas de produção e a consequente demissão de funcionários em uma das suas cinco fábricas no Estado. Maior produtora e exportadora de papel do Brasil, a Klabin não entra em detalhes, mas admite o desligamento de pessoal na unidade 2 de Lages.

A decisão da companhia foi comunicada na quinta-feira ao Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Papel de Lages (Sitipel). Na tarde desta sexta, cerca de 50 dos 70 funcionários da unidade se reuniram no local, às margens da BR-282, no Bairro Bates, para discutir o assunto.

O maior temor deles é a perda de garantias trabalhistas, principalmente quem tem estabilidade, como os que estão em pré-aposentadoria (acordo entre o Sitipel e a Klabin garante o emprego por dois anos antes da aposentadoria), auxílio-doença, vítimas de acidente de trabalho, dirigentes sindicais e membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

O presidente do Sitipel, Pedro Paulo de Oliveira, diz ter sido informado pela própria companhia que metade dos 70 trabalhadores da unidade será dispensada. O sindicato tentará convencer a Klabin a realocar os dispensados para as outras três fábricas da empresa na região serrana – uma em Lages, uma em Correia Pinto e uma em Otacílio Costa (há ainda uma unidade em Itajaí). Caso contrário, acionará a Justiça.

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a Klabin explica que, devido ao processo de reestruturação do negócio Sacos Industriais, deixará de fabricar o saco da linha SOS (Self Opening Sacks), e por isso encerrará algumas linhas de produção.

Assim, com a redução das atividades, a força de trabalho da fábrica será readequada e parte será dispensada. A companhia, porém, não informa a quantidade de funcionários que serão desligados. A Klabin garante ainda que oferecerá aos demitidos um pacote de benefícios que inclui gratificação por ano trabalhado, seguro de saúde e cesta básica.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Acusada de matar o marido é condenada e presa

25 de março de 2014 0
Araci da Rosa Quirino está no presídio de Lages. Foto: Polícia Civil de São Joaquim, Divulgação

Araci da Rosa Quirino está no presídio de Lages. Foto: Polícia Civil de São Joaquim, Divulgação

A Polícia Civil de São Joaquim prendeu na tarde de segunda-feira Araci da Rosa Quirino em cumprimento ao mandado de prisão por sentença definitiva pela prática do crime de homicídio qualificado contra o marido dela, em 2004.

Araci foi condenada a mais de 24 anos de prisão e na época o crime chocou a população de São Joaquim. Araci ficará à disposição da Justiça no Presídio Regional de Lages.

* Com informações da Polícia Civil de São Joaquim.

Bookmark and Share

Idoso perde R$ 8 mil no golpe do falso sequestro

25 de março de 2014 0

A Polícia Civil abriu investigação para tentar descobrir o autor de um golpe que resultou em um prejuízo de R$ 8 mil a um idoso de Lages, na Serra Catarinense. O homem, de 60 anos, recebeu um telefonema em que um desconhecido dizia ter sequestrado o filho da vítima e, para libertá-lo, exigiu o pagamento do resgate. O idoso não resistiu à ameaça, pagou a quantia exigida e, para a polícia, é praticamente nula a chance de ele conseguir o dinheiro de volta.

O caso ocorreu no início da tarde de segunda-feira, no Bairro Penha. O homem recebeu a ligação de um celular do Rio de Janeiro e o suposto sequestrador disse que só libertaria o filho da vítima mediante o pagamento do valor exigido.

Do total, segundo o delegado José Rogério de Castro Filho, R$ 7 mil foram depositados em duas contas da agência do Itaú no Bairro Coral, em Lages, e outros R$ 1 mil em uma conta da Caixa Econômica no Rio de Janeiro.

O delegado explica que, apesar de as contas terem sido identificadas, os titulares provavelmente são pessoas que já morreram ou jamais existiram. As contas geralmente são abertas com documentos falsos por alguma pessoa que tem ligação com os criminosos autores dos telefonemas, na maioria das vezes feitos de dentro de presídios.

— Vamos verificar os nomes dos titulares das contas, enviar ofícios aos gerentes das agências, pedir imagens dos bancos para tentar identificar algum saque e fazer todo o trâmite necessário. Iremos até o fim, mas dificilmente esse tipo de caso tem solução. E quando conseguimos informações sobre os titulares das contas, na maioria das vezes constatamos que são moradores de rua, pessoas falecidas ou que nunca existiram —, diz o delegado.

Ainda na segunda-feira, uma mulher de 66 anos, moradora do Bairro Araucária, também em Lages, quase foi vítima do mesmo golpe. O suposto sequestrador exigiu um depósito de R$ 5 mil para libertar a filha, o genro e o neto da idosa, mas antes de fazer qualquer tipo de pagamento ela acionou a Polícia Militar e foi orientada a entrar em contato com a filha, constatando, em seguida, que estava tudo bem e que o telefonema era uma tentativa de golpe.

— Ao receber esse tipo de telefonema é preciso manter a calma e confirmar se a pessoa supostamente sequestrada está mesmo em poder dos criminosos. Se de fato houver o sequestro, tem que chamar a polícia imediatamente e não fazer nenhum pagamento. Aquela história de não chamar a polícia não resolve nada. A única chance é com a polícia. Aqui em Santa Catarina, 90% dos sequestros foram resolvidos —, conclui o delegado.

Pablo Gomes, Lages

 

Bookmark and Share

Humberto Gessinger participa de evento em Lages

17 de março de 2014 0
Músico e escritor gaúcho fará um bate-papo cultural durante o Salão do Livro. Foto: Divulgação

Músico e escritor gaúcho fará um bate-papo cultural durante o Salão do Livro. Foto: Divulgação

A Fundação Cultural de Lages (FCL) confirma a presença do escritor Humberto Gessinger no Salão do Livro da Serra Catarinense, que ocorre entre os próximos dias 24 e 30, na praça Joca Neves.

Pouco depois da abertura oficial do evento, marcada para as 19h do dia 25, uma terça-feira, o papo com Gessinger girará em torno do tema “Música e literatura: mapas do acaso”, com entrada franca.

A mediação é de Demétrio Panarotto, cineasta, doutor em literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) e fundador da Banda Repolho.

Fundador das bandas Engenheiros do Hawaii e do projeto Pouca Vogal, em parceria com Duca Leindecker, o cantor, multiinstrumentista e compositor Humberto Gessinger já lançou 20 discos e seis DVDs.

Estreou na literatura em 2008 com o infanto-juvenil “Meu pequeno gremista”. Publicou também “Pra ser sincero – 123Variações Sobre Um Mesmo Tema”, em 2009. “Mapas do acaso – 45 Variações Sobre Um Mesmo Tema” veio dois anos depois, em 2011.

No ano seguinte, em 2012, lançou “Nas entrelinhas do horizonte”. E “Seis segundos de atenção” é seu mais recente trabalho, apresentado em 2013.

Depois do bate-papo, Gessinger fará uma sessão de autógrafos. De acordo com informações da FCL, o Salão tem capacidade para acolher até 250 pessoas sentadas.

* Com informações da assessoria de comunicação da Fundação Cultural de Lages (FCL).

Bookmark and Share

Fiscalização eletrônica começa segunda em Lages

14 de março de 2014 0
Cidade passa a contar com fiscalização eletrônica após mais de um ano sem nenhum dispositivo. Foto: Pablo Gomes

Cidade passa a contar com fiscalização eletrônica após mais de um ano sem nenhum dispositivo. Foto: Pablo Gomes

Começa a funcionar na próxima segunda-feira, dia 17, o novo sistema de fiscalização eletrônica no trânsito de uma das maiores cidades de Santa Catarina.

Lages, na Serra, tem 160 mil moradores e mais de 90 mil veículos, mas está há mais de um ano sem um único dispositivo para controlar a velocidade em suas principais ruas e avenidas.

O novo sistema começou a ser implantado há três meses para testes nos equipamentos e será colocado em prática a partir das 8h da próxima segunda.

Num primeiro momento serão acionadas duas lombadas eletrônicas – uma na Avenida Santa Catarina e outra na Avenida Dom Pedro – e um “furão”, aparelho que fiscaliza simultaneamente a velocidade, o avanço de sinal vermelho nos semáforos e a parada sobre a faixa de pedestres, no cruzamento das avenidas Belizário Ramos e Presidente Vargas.

O diretor de trânsito da prefeitura de Lages, Diego Oliveira, destaca que até o fim do ano todo o sistema deve entrar em funcionamento e contemplará um total de 20 lombadas eletrônicas cobrindo 52 faixas de tráfego e 11 furões com abrangência de 69 faixas.

De todas as 121 faixas de tráfego, 30 contarão também com o Optical Character Recognition (Reconhecimento Ótico de Caracteres, ou OCR), que consiste em câmeras que identificam imediatamente pelas placas os veículos roubados e até com documentação atrasada.

Outro método que será adotado no novo sistema de fiscalização eletrônica do trânsito de Lages é o radar móvel que foca o veículo, registra a foto e, em caso de infração, envia os dados diretamente ao Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc) para a geração da multa.

Pelo menos um OCR e um radar móvel entrarão em funcionamento junto com o furão e as duas lombadas eletrônicas.

E o diretor de trânsito da prefeitura avisa que, nestes pontos, a fase de testes e adaptações já passou e as notificações já começam na segunda-feira.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Morre um dos personagens da história do Inter de Lages

14 de março de 2014 0

Cópia de Rubão

Cópia de Inter x Metropol_Rubão

De cima para baixo, Rubão em pose para foto; Rubão sofrendo o segundo gol de Anacleto na final do estadual de 1965 e o Inter de Lages campeão. Fotos: Acervo Inter de Lages, Divulgação

De cima para baixo, Rubão em pose para foto; Rubão sofrendo o segundo gol de Anacleto na final do estadual de 1965 e o Inter de Lages campeão. Fotos: Acervo Inter de Lages, Divulgação

O futebol catarinense perdeu neste sexta-feira um dos maiores goleiros de sua história. Rubens Ignácio Vicência não resistiu aos problemas de saúde que o levaram a ser internado em Criciúma, cidade em que viveu alguns de suas maiores glórias, e morreu aos 74 anos.

Rubão, como também era carinhosamente chamado, foi sete vezes campeão catarinense. Cinco dos títulos ele conquistou pelo Metropol, a lendária equipe de Criciúma que dominou o futebol do estado naquele período. E foi nessa época de auge que Rubão entrou para a história do Internacional de Lages.

Era Rubens o goleiro do Metropol no dia 27 de março de 1966, quando o alviverde criciumense enfrentou o Colorado Lageano pela decisão do estadual de 1965.

Rubão já era tricampeão catarinense, mas, naquela tarde, em Lages, foi batido duas vezes por Anacleto. O ponta-esquerda colorado, hoje vice-presidente do clube lageano, foi o herói da decisão que acabou com vitória do Inter por 2 a 1. É o maior título do clube até hoje.

Mesmo com uma conhecida dificuldade para manter o peso, Rubão tinha na agilidade uma de suas principais características.

Depois de deixar o Metropol, em 1969, ele defendeu Grêmio, Atlético Paranaense, Avaí (pelo qual conquistou mais dois estaduais) e Marcílio Dias.

O Inter de Lages lamenta a perda de uma figura maiúscula do futebol catarinense, pelo qual a torcida colorada sempre teve respeito e admiração. O clube manifesta seu pesar aos familiares, amigos e admiradores de Rubão.

* Com informações do Inter de Lages.

Bookmark and Share

GTA Eletrônica é lançada em Santa Catarina

13 de março de 2014 0

Os criadores de equinos de toda Santa Catarina terão mais comodidade para conduzir seus rebanhos a partir de agora.

Entrou em vigor nesta quinta-feira a Guia de Trânsito Animal (GTA) Eletrônica, documento de porte obrigatório durante o transporte de cargas vivas e que até então precisava ser retirado pessoalmente pelos criadores em um dos escritórios da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc) espalhados pelo Estado.

O lançamento da GTA Eletrônica ocorreu durante evento realizado na sede do Movimento Tradicionalista Gaúcho de Santa Catarina (MTG-SC), em Lages, na Serra.

O gerente regional da Cidasc, José Joni Waltrick, lembra que Santa Catarina foi o primeiro estado do Brasil a implantar essa ferramenta online, existente desde março do ano passado para o transporte de bovinos e ovinos.

Como para os equinos há mais dados a preencher, o sistema precisou ser adaptado e só agora se tornou realidade.

Waltrick destaca que a GTA é obrigatória para qualquer movimentação de animais fora das respectivas propriedades.

O documento tem validade de dois dias, e o criador precisa informar o destino o motivo do deslocamento.

Para viagens interestaduais, é necessário comparecer à Cidasc, uma vez que as restrições para sair do território catarinense são maiores e os técnicos precisam conferir a situação sanitária da carga.

A GTA Eletrônica pode ser emitida por qualquer computador conectado à internet. Para isso, o criador precisa ir pessoalmente uma única vez a qualquer escritório da Cidasc no Estado e cadastrar-se para obter gratuitamente uma senha de acesso ao sistema.

Com isso, o criador imprime um Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (Dare), paga o valor de R$ 1,50 por animal e emite a GTA para transitar legalmente.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Radar detecta incrível tempestade de Urubici

12 de março de 2014 0
Ponto rosa que representa a tempestade foi detectado por radar a 288 quilômetros de Urubici. Foto: Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), Divulgação

Ponto rosa que representa a tempestade foi detectado por radar a 288 quilômetros de Urubici. Foto: Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), Divulgação

Uma das imagens mais impressionantes da tempestade de granizo que atingiu o município de Urubici, na Serra Catarinense, no fim da tarde da última segunda-feira, foi divulgada pelo Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), órgão responsável pela previsão oficial do tempo no estado vizinho.

Era exatamente 16h45min de segunda-feira quando o radar meteorológico do Simepar, localizado na cidade de Teixeira Soares, a oeste da capital Curitiba e com um raio de cobertura de 480 quilômetros, detectou uma poderosa tempestade se formando sobre Urubici.

As cores amarela, vermelha e rosa se destacavam no radar, mas foi um ponto rosa que chamou a atenção dos meteorologistas, afinal, era a cor que representava a tempestade.

_ Foi muito forte, nem tanto pelo tamanho das pedras de gelo, mas pela concentração. Não é comum algo tão grande. Estou há 10 anos no Simepar e esta tempestade foi a que mais me chamou a atenção em relação ao granizo. Igual a essa só em julho de 2003, aqui mesmo em Curitiba. E se o nosso radar detectou Urubici tão forte (distância de 288,2 quilômetros, segundo medições do próprio equipamento), é porque realmente foi uma tempestade incrível _, diz a meteorologista Sheila Paz, do Simepar.

Pablo Gomes, Urubici

Bookmark and Share

Polícia dá flores às mulheres

12 de março de 2014 0
Policiais abordaram as mulheres para... entregar flores. Foto: Polícia Militar, Divulgação

Policiais abordaram as mulheres para… entregar flores. Foto: Polícia Militar, Divulgação

No último sábado, dia 8, o Pelotão de Polícia Militar de São Joaquim, na Serra catarinense, realizou a entrega de 52 rosas a mulheres que circulavam no centro da cidade em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

A entrega foi feita em dois pontos diferentes, e todas as mulheres que passaram em seus veículos ou a pé receberam a singela homenagem.

O comando do Pelotão de São Joaquim teve como objetivo reconhecer o valor das mulheres na sociedade e, além disso, estar cada vez mais próxima da população.

* Com informações da Polícia Militar.

Bookmark and Share

Urubici em situação de emergência pelo granizo

11 de março de 2014 1
Fenômeno atingiu aproximadamente 100 casas e interditou ruas. Foto: Prefeitura de Urubici, Divulgação

Fenômeno atingiu aproximadamente 100 casas e interditou ruas. Foto: Prefeitura de Urubici, Divulgação

A prefeitura de Urubici, na Serra Catarinense, vai declarar situação de emergência por conta dos estragos provocados por uma chove furta de granizo que caiu no município durante 15 minutos no fim da tarde de segunda-feira.

O decreto será útil para que os moradores atingidos, especialmente os agricultores, possam sacar benefícios como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e negociar dívidas junto aos bancos.

A prefeitura calcula que aproximadamente 100 casas tiveram suas coberturas parcialmente ou totalmente danificadas pelo granizo. Algumas residências podem ter ficado comprometidas e não se descarta retirar os moradores para levá-los a um abrigo público.

Ainda na parte urbana, algumas ruas chegaram a ficar interditadas devido a uma grossa camada de gelo de 20 centímetros. Máquinas da prefeitura precisaram ser utilizadas para raspar o granizo e liberar o trânsito.

No interior, a preocupação é com as plantações de tomate, milho, repolho e maçã. Urubici tem 11 mil habitantes e há vários anos ostenta o título de Capital Nacional das Hortaliças, o que leva grande parte da economia do município a depender das lavouras.

_ Os rios estão cheios e precisamos fazer um levantamento no interior, mas há uma grande preocupação com os possíveis estragos nas plantações _, diz o prefeito interino de Urubici, Elói Costa.

Na manhã desta terça-feira, equipes da prefeitura percorriam o município em busca de informações mais completas. O prefeito interino garante que os prejuízos e o decreto de emergência não inviabilizarão a 12ª Festa Nacional das Hortaliças, que ocorrerá nos próximos dias 21, 22 e 23, no Parque de Exposições de Urubici.

Pablo Gomes, Urubici

Bookmark and Share