Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Eles já sabiam

28 de junho de 2010 0

Foto: Alan Pedro

Ainda no início da manhã de ontem as bandeiras de Brasil e Holanda já decoravam uma casa em Chapecó, prevendo as vitórias sobre Eslováquia e Chile que confirmaram o confronto nas quartas de final. O casal holandês Joost Ter Heerdt e Mirella Van de Sant já esperava cruzar com o Brasil na briga pelo primeiro título. –A gente já imaginava este confronto- disse Joost, que não quer nem lembrar dos confrontos das quartas-de-final de 1994, quando o Brasil venceu por 3 a 2, e em 1998, quando houve empate por 1 a 1 nas semifinais e o Brasil ganhou nos pênaltis. Para Joost, se a Holanda vencer o Brasil terá grande chance de título, pois não tem medo de Uruguai ou Gana nas semifinais. Apesar das quatro vitórias, ele entende que seu país fez o que era esperado, pois ainda não enfrentou nenhum dos favoritos. -Temos medo do Luís Fabiano- afirmou. Mirella está mais otimista. –Estou feliz com a volta do Robben- disse, lembrando o atacante holandês que não jogou as primeiras partidas da Copa por lesão. Ela espera uma vitória holandesa por 2 a 0, com gols de Robben e Van Persie. Joost lasca um 4 a 3. E está tão empolgado que embarca hoje para a África, com escala em Amsterdam. Na capital holandesa vão sair cinco aviões com 250 pessoas cada. –Esperamos estar em 25 mil laranjas no estádio- afirmou. Ontem o casal holandês assistiu a vitória do Brasil sobre o Chile na companhia do casal catarinense André Benedetti e Marlene Ramos. Pela amizade, os brasileiros torceram para a Holanda. Mas no próximo confronto vai ser diferente. –Vai ser fácil, como sempre- provocou André. Os holandeses, que tem uma fábrica de equipamentos para avicultura, disseram que adoram o Brasil. Mas também adoram futebol e querem o primeiro título mundial.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário