Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mistura catarinense e baiana-Márcio Pazin e Carol Pereyr completam 10 anos preparando segundo disco

15 de novembro de 2010 0

Samba de Maria é a música de trabalho do segundo disco de Márcio Pazin e Carol Pereyr, que está em fase de mixagem e deve ser lançado em dezembro.

Com letra de Tiago Carvalho a faixa tem arranjos de Érico Theobaldo, que trabalhou com Zeca Baleiro. Com uma letra alegre e contagiante ela é a grande aposta da dupla, formada há 10 anos pelo catarinense Márcio Pazin e a baiana Carol Pereyr. Aliás a maioria das letras é de autoria dos dois. Em algumas há a colaboração do poeta baiano Roberval Pereyr, pai de Carol.

O contato com Roberval Pereyr, em 1993, começou uma virada na carreira do artista chapecoense. Na Bahia a dupla fez algumas composições e Márcio musicou poemas de Roberval. De volta a Chapecó lançou dois discos solos: Descalço (1997) e No Desenho da Vida (1998).

Em 2000 Márcio Pazin retornou para a Bahia e encontrou uma Carol que já não era mais a adolescente que tinha conhecido. A sintonia dos dois foi tanta que eles compuseram 50 músicas em três meses. E dessa harmonia veio a paixão que está em algumas faixas. A relação dos dois rendeu o CD Mirante, de 2006. Até quando brigavam saía música, como no caso de Centelhas.

No novo CD, denominado Morada, há também composições sobre o cotidiano do casal. A demora de Carol para chegar num compromisso fez Márcio compor Impaciência do Amor. Nos quase quatro anos em que moraram em São Paulo, compuseram Terra de Fazer Parede. –Cantamos sobre o que a gente acredita, o que a gente sente- disse Carol. Tanto que o nome Morada não é no sentido tradicional e sim estar presente nas coisas, segundo Carol.

O violão de Márcio Pazin e suas composições se unem à voz suave mas forte de Carol e á musicalidade baiana que resultam em canções agradáveis que tocam o sentir. Em 2006 eles ficaram entre os 24 finalistas do Prêmio Visa de Música Brasileira. No mesmo ano venceram o II Festival de Música do Sesc em Santa Catarina com a música Encontro. Suas influências vão desde o jazz, blues, música clássica, música latina e artistas da MPB como Chico Buarque, Milton Nascimento e Caetano Veloso. A dupla se autodefine como “Nova MPB”. –Há uma ligação com a MPB do passado mas com um toque mais moderno- explica Márcio. Quem quiser saber mais sobre a dupla pode procurar os vídeos no www.youtube.com.br ou no http://www.myspace.com/omundodosdois

Bookmark and Share

Envie seu Comentário