Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dal Pozzo renova com a Chapecoense por mais um ano

06 de dezembro de 2013 0

O técnico Gilmar Dal Pozzo renovou com a Chapecoense por mais um ano. O acerto ocorreu por volta das 12 horas de hoje. Inicialmente o técnico havia pedido um valor acima do que o clube ofereceu, mas foi encontrado um denominador comum. -As duas partes queriam então conseguimos chegar a um consenso, dentro dos padrões salariais do clube- disse o diretor de futebol, Mauro Stumpf.
Stumpf disse que pesou a intenção da diretoria e do técnico em dar continuidade a um trabalho vencedor. Dal Pozzo chegou em setembro de 2012 e conquistou os acessos para a Série B e Série A, além do vice-campeonato Catarinense.
-A renovação do Gilmar era um passo muito importante- disse Stumpf. O time também já renovou com onze atletas outros estão em negociação. O preparador físico Anderson Paixão deve renovar na segunda-feira.

Bookmark and Share

Só 20% pagaram ingresso na Efapi

05 de dezembro de 2013 2

Apenas 20% dos frequentadores da Exposição Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de Chapecó pagaram ingresso segundo dados da comissão organizadora, divulgados nesta quinta-feira. Do público anunciado de 557 mil visitantes, foram 114 mil pagantes.

Segundo o coordenador geral da Efapi, Américo do Nascimento Júnior, essa diferença é em virtude de dias gratuitos, idosos, crianças e expositores, que vão várias vezes durante os dez dias da feira e são computados. Logo, a feira não teve os 557 mil visitantes, pois muitas pessoas são computadas várias vezes.

A feira apresentou um movimento de R$ 2,7 milhões e despesas de 2,8 milhões, se forem incluídos R$ 309 mil em investimentos no parque. A feira foi realizada de 4 a 13 de outubro, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó.

Bookmark and Share

Chapecoense vai trocar ônibus Série D por um Série A

29 de novembro de 2013 2

onibus-plotagem-indio[1]

O velho ônibus 82, que acompanhou a Chapecoense da Série D para a Série A, será aposentado. Ele cumpriu bem seu papel mas chegava a ser constrangedor ver aquela “relíquia” buscar os jogadores no aeroporto enquanto os adversários desfilavam com veículos maiores e mais modernos. Jogadores e comissão técnica às vezes faziam cara feia e ir para os treinos longe e com um veículo não tão confortável. Mas relevaram pois sabiam que o clube está se estruturando e o resultado dentro de campo veio mais rápido do que muitos pensavam. Na comemoração do acesso para a Série A, no retorno do jogo contra o Paraná, o técnico Gilmar Dal Pozzo foi um dos que pulou no teto do ônibus, junto com jogadores como Soares, Alemão e o preparador físico Anderson Paixão.  Este garantiu que o objetivo não era danificar o ônibus velho para que fosse finalmente trocado. -Temos que valorizar nossas raízes- disse Paixão. Tudo bem, mas que um clube de Série A merece um ônibus novo, isso ninguém duvida. A imagem mostra como deve ficar o novo veículo do Verdão para 2014.

Bookmark and Share

A alegria do capitão

27 de novembro de 2013 0

 

 

Sirli FreitasEle passou por desemprego, doença da filha, não pagamento de salário em outros clubes. Na Chapecoense, enfrentou a reserva no início e chorou com a pera do título Catarinense para o Criciúma. Mas isso fortaleceu o zagueiro Rafael Lima. Como capitão do time na maioria dos jogos da Série B, ele comandou o time nos momentos difíceis. E na Chapecoense viveu uma de suas maiores alegrias no futebol. Tanto que na quinta-feira seu empresário estará em Chapecó, para tratar da ampliação do contrato, que vai até maio de 2014. A Chapecoense deve contar com essa liderança e alegria na Série A.

Bookmark and Share

A cabeleira do Gral se foi

26 de novembro de 2013 0

IMG_5866

O visual à “Vagner Love” do atacante da Chapecoense Rodrigo Gral, em homenagem ao acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, desmanchou. No treinamento desta terça-feira, as tranças de 45 centímetros soltaram. O volante Paulinho Dias, que ganhou uma chuteira personalizada de Gral (Foto Aguante Comunicação), teve que ajudar a retirar os fios sintéticos e barbantes da cabeleira.

As tranças foram confeccionadas no dia 14 de novembro, após a vitória por 1 a 0 contra o Paraná. A cabeleireira Letícia Alves, que faz o cabelo do meia gremista Zé Roberto, viajou de Porto Alegre até Chapecó, para fazer o novo visual do jogador. A previsão era de que não iria durar muito, em virtude do cabelo fino do jogador.

Mas pelo menos deu para animar a torcida quando o atleta entrou na partida contra o Bragantino e também para desfilar em carro de Bombeiro, na festa do acesso.

Bookmark and Share

Vale tudo para assistir ao jogo do Verdão

25 de novembro de 2013 1

DSC_4341 (1)[1]

Bookmark and Share

Papai Noel Verde

21 de novembro de 2013 0

A programação natalina de Chapecó, que inicia no dia 7 de dezembro, terá Papai Noel Verde. Tudo graças ao acesso da Chapecoense para a Série A do Campeonato Brasileiro. A abertura do  “Natal Verde e Branco”, deve ter a presença de jogadores do clube e seus familiares.

Bookmark and Share

Tempo feio, mas a imagem é bonita

20 de novembro de 2013 0

1452247_185135638358413_687948498_n

“O tempo se armou de fato, lá pros lado do Uruguai”, diz a música de Adair de Freitas. Em Chapecó, geralmente as nuvens de chuva vêm do lado da Argentina. É o fotógrafo Márcio Cunha registrou esse momento que inspira medo, energia e beleza. A foto foi tirada no bairro Universitário, na terça-feira à noite.

Bookmark and Share

Na comemoração, Dal Pozzo lembrou os tempos de goleiro

19 de novembro de 2013 0

996659_759015720791571_820210866_nNa comemoração do acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, no sábado, o técnico Gilmar Dal Pozzo foi até a goleira da Ala Sul da Arena Condá e agarrou a rede, extravasando de alegria. Ele disse que na comemoração lembrou dos tempos em que atuava como goleiro.

-Era a comemoração que eu fazia quando marcava gol de pênalti- lembrou. Dal Pozzo informou que além de bom goleiro era um exímio cobrador de pênaltis. -Bati dez e não errei nenhum- afirmou. Um dos gols foi para a filha caçula, Letícia. Em outro, quando jogava no Marítimo, de Portugal, desobedeceu o técnico que não queria permitir que o goleiro batesse a penalidade.

Dal Pozzo bateu e fez. No sábado, ele matou a vontade de comemorar no gol. Agora a torcida da Chapecoense torce para que ele continue comemorando na Arena Condá

Bookmark and Share

Futebol abaixo de zero

23 de julho de 2013 1

darci.debona@diario.com.br

A imagem feita nesta terça-feira na Escola Faxinal dos Rosas, no interior de Chapecó, é um exemplo do motivo pelo qual o Brasil é o país do futebol. Nem a temperatura negativa de 1,2 grau registrada pela Epagri impediu os alunos de praticarem o esporte que uma vez foi bretão, mas agora é brasileiro. Nem o medo de levar uma bolada no frio, que dói muito, inibiu os desportistas. Claro que os movimentos ficaram um pouco limitados por causa dos casacos. Mesmo assim teve gol. Alguns podem dizer que há muitos países com até mais frio e que praticam futebol, como a Federação Russa. Mas dificilmente ele é praticado em larga escala, como aqui.

Pode ser  na rua, no campinho de várzea, no quintal, na quadra de cimento (aquela que rasga o agasalho, o tênis e o joelho), dentro de casa, no calor ou no frio.

Bookmark and Share