Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2006

Dilema eleitoral

30 de abril de 2006 0

Pesou o pragmatismo eleitoral e a figura quase messiânica do presidente Lula dentro do PT. Foi esse o saldo do encontro petista deste final de semana. Em nome da reeleição e do projeto nacional, a vontade de Lula é que prevalecerá. É ele quem manda. E com razão. Depois do escândalo do mensalão, o PT cada vez mais gira na órbita de Lula. A ordem é não restringir alianças. Pelo contrário, partidos mensalistas como PL, PP e PTB serão convidados para o palanque. Daí os recados ao catarinense José Fritsch e a Olívio Dutra. As duas candidaturas estão na contramão do Planalto ao restringir alianças. Olívio já havia dito que o governo Lula deveria ficar longe das más companhias. E agora escolheu o PC do B para compor a chapa. Levou um puxão de orelhas em público. Já Fritsch poderá ter o tapete puxado numa operação silenciosa engendrada pelo Planalto. Ao se lançar candidato, Fritsch contrariou a vontade de Lula de formar uma aliança com o PMDB em Santa Catarina. De qualquer forma, Lula não terá trabalho para enquadrar os chamados puristas do partido. Além da restrição das alianças, eles defendiam punições aos petistas que cometeram desvio ético e financeiro. Mas a roupa suja só será analisada depois das eleições. Se Lula se reeleger, é provável que seja escondida debaixo do tapete. Ninguém vai querer remexer na sujeira após uma vitória eleitoral.

Íntegra da coluna de segunda-feira de Klécio Santos em Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Gazeteiros

30 de abril de 2006 0

Teve deputado gaúcho e catarinense, pelo menos por omissão, ajudando a absolver os colegas-mensalistas. Um levantamento feito pelo jornal Correio Braziliense revela que mais da metade dos 513 deputados faltou pelo menos uma vez às sessões de cassação. Entre os mais faltosos estão os petistas Paulo Pimenta (RS) e Mauro Passos (SC), cada um com seis ausências.

Postado por Fabio Schaffner

Invasão

30 de abril de 2006 0

O presidente Lula irá invadir sua casa hoje à noite. Calma, será pela televisão. A partir das 21h, Lula fará um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV para falar sobre o Dia do Trabalho. O presidente deverá celebrar as realizações de seu governo, que contabiliza aumento real da massa salarial de 12,5%.

Postado por Fabio Schaffner

Gushiken fala

29 de abril de 2006 0

Gushiken falou duas horas ao blog/BG Press
Zero Hora de domingo, que começa a circular daqui a pouco, traz uma entrevista exclusiva do ex-ministro e um dos principais conselheiros de Lula, Luiz Gushiken. Na conversa de duas horas com o editor da sucursal da RBS em Brasília, Klécio Santos, Gushiken falou sobre o indiciamento, a crise política, os adversários, reeleição de Lula e sua vida pessoal. Não se furtou a atacar o candidato tucano à Presidência, Geraldo Alckmin:

_ Ele não decola, não tem carisma e autoridade. Isso vai ser letal.

Postado por Fábio Schaffner

Economia e eleições

29 de abril de 2006 0

As decisões na área econômica, agora, levarão em conta o fator eleitoral. Um bom exemplo é a mudança de atitude do governo em relação à Varig. Depois de negar ajuda, o presidente Lula pediu exame da situação. Outro exemplo é o reajuste dos combustíveis. Com a alta do petróleo no mercado externo, os derivados deveriam ser reajustados. Depois da megafesta da auto-suficiência, o consumidor teria dificuldade de entender o aumento dos preços que ocorrerá depois das eleições.

- Leia a coluna completa de Ana Amélia Lemos no jornal Zero Hora

Postado por Sucursal Brasília

Baldeação

28 de abril de 2006 0

Irineu Dalla Valle/Agência RBS
O deputado catarinense Cláudio Vignatti (PT), relator da medida provisória do novo salário mínimo, sentiu na pele ontem os reflexos da crise da Varig. O petista tinha um passagens compradas para as 9h, de Brasília para o Rio. Como o vôo foi suspenso, Vignatti teve de apelar à TAM e fazer escalas em Goiás e São Paulo antes de aterrisar na Cidade Maravilhosa.

Postado por Klécio Santos

Hora da verdade

28 de abril de 2006 1

Antonio Cruz, ABr
Será que o presidente Lula vai repetir no encontro do PT o que disse para jornalistas na manhã de hoje? Lula afirmou que o partido deve ficar atento as alianças e brigar com o inimigo e não com eventuais aliados. Combinado com a declaração de que quer ajudar Renan Calheiros a apaziguar o PMDB, o presidente definiu a estratégia: a melhor maneira de “apaziguar” o virtual aliado é dar um pito no PT. Se conseguir evitar um colapso de relacionamento entre PT e PMDB em estados estratégicos como Santa Catarina e Goiás, Lula estará fazendo sua parte.

Postado por Roberto Maltchik

Sem espaço para polêmica

28 de abril de 2006 0

Divulgação / clicRBS
A nova presidente do Supremo Tribunal Federal não perde a chance… de evitar a polêmica. Estilo completamente oposto ao do antecessor, o gaúcho Nelson Jobim. Ellen Gracie atendeu a imprensa por um pouco mais de 30 minutos hoje pela manhã. As respostas rápidas para perguntas recheadas de segundas intenções demonstram a velocidade de raciocínio. Só não quis responder quando a polêmica extrapola o limite imposto pela toga. Aborto e união civil de homossexuais devem se apresentar em breve como temas de julgamento pelo pleno da suprema corte.

Postado por Roberto Maltchik

Postura de candidato

28 de abril de 2006 0

Rose Brasil / Agencia Brasil
O presidente Lula começa a moldar-se para a disputa presidencial. Até agora, era evidente que Lula seria candidato, mas o presidente mantivera intocada a prática de falar somente nos discursos. Por três dias consecutivos, Lula concedeu entrevistas coletivas. Duas em Brasília e uma em São Paulo. No Palácio, o porta-voz, André Singer, fala todos os dias com os repórteres para repassar “assuntos que possam interessar as redações”. Ações de governo, escondidas pela crise política. O anúncio mesmo só saí em junho, como já repetiu diversas vezes o presidente-candidato.

Postado por Roberto Maltchik

Em campanha

28 de abril de 2006 0

Genaro Joner, Agência RBS
O senador José Agripino Maia tenta, de todas as formas, legitimar a disputa pela vaga de vice na chapa com Geraldo Alckmin.
Fala com desenvultura sobre as articulações para uma nova consulta dentro do PFL para tratar da escolha. Da primeira consulta, o senador pernambucano José Jorge foi o vitoriso. Acredita que as conversas nos últimos dias favorecem a ele. O potiguar também conta com um apoio de peso. Alckmin prefere Agripino. O problema se chama Jorge Bornhausen.

Postado por Roberto Maltchik

Junto com Lula

28 de abril de 2006 0

Fiel escudeiro do governador Germano Rigotto, o senador Pedro Simon brincava durante a posse da nova presidente do STF, ministra Ellen Gracie.

-Se o Lula, candidato do jeito que é, não precisa anunciar, porque o Rigotto anunciaria.

Perguntado pelo blog se isto significava que Rigotto deve aguardar o anúncio de Lula, Simon deu a pista:

-É por aí… O próprio Rigotto não esconde a animação para iniciar a campanha.

Postado por Roberto Maltchik

Toga justa

28 de abril de 2006 0

Banco de dados / ZH
Durante entrevista coletiva, a nova presidente do STF, ministra Ellen Gracie, fez uma revelação. Quando foi ao Palácio do Planalto entregar o convite da posse para o presidente Lula, ouviu que durante a cerimônia ele anunciaria o nome do novo ministro que ocupará a vaga deixada por Nelson Jobim. A posse foi ontem e nada de anúncio. A ministra deixou claro que todos aguardam ansiosamente a indicação.

Postado por Patrícia Cavalheiro

Menos política

27 de abril de 2006 0

Por mais que Ellen Gracie tenha feito uma cortesia com o seu padrinho Nelson Jobim no discurso de posse, engana-se quem imagina que o estilo será o mesmo do seu antecessor. Com Ellen, o Supremo Tribunal Federal será mais ritualístico e menos político. Talvez por isso Ellen tenha se limitado a fazer um agradecimento a Fernando Henrique, que a indicou para a Corte, sequer mencionando o presidente Lula, o que causou estranheza. Os últimos três presidentes do Supremo se notabilizaram por palpitar sobre tudo. Marco Aurélio Mello falava até do Flamengo. Maurício Corrêa se tornou célebre por ser o maior crítico do governo Lula, e Jobim deixou o cargo sendo acusado de ser o líder dos dois últimos governos no STF. Por conta do cargo e das eleições, Ellen pode se tornar pioneira não só no Supremo. Em maio, com a viagem de Lula ao Exterior e o impedimento de seus substitutos imediatos a ministra deverá ser a primeira mulher a assumir a Presidência da República. Com Ellen, o Supremo volta a falar nos autos. O juiz não opina, decide. E de palpiteiro, o Brasil está repleto. O papel de polemista, ontem, ficou mais uma vez reservado à OAB. Roberto Busato não chegou a pedir o impedimento de Lula – como têm proposto setores da entidade –, mas disse que o país perdeu a compostura.
Íntegra da coluna de sexta-feira de Klécio Santos em Zero Hora

Postado por Klécio santos

Novo estilo no STF

27 de abril de 2006 0

Amanhã, às 11h, a nova presidente do STF, Ellen Gracie Northfleet, vai finalmente conversar com a imprensa sobre os seus planos à frente do Supremo. Algumas dicas, ela já adiantou no discurso de posse, hoje à tarde. Não houve provocações políticas, e ela preferiu falar da democratização da Justiça. Além do tom sereno da presidente, todo mundo notou o estilo do novo coque. Cabelereiro de Ellen há mais de 10 anos, Fernando Mendes veio direto de Porto Alegre para Brasília somente para cuidar do penteado de Ellen.

Postado por Carolina Bahia

Votos gremistas

27 de abril de 2006 0

Divulgação / clicRBS
Cristão novo na Câmara, o deputado José Otávio Germano foi alvo de brincadeiras dos colegas durante a primeira reunião da bancada gaúcha que presidiu, ontem à tarde. O colega Mendes Ribeiro Filho não perdeu a oportunidade de se divertir com a %22sorte%22 de Germano com a decisão do presidente do Grêmio, Paulo Odone, de concorrer a deputado estadual. Dessa forma, Germano – que é dirigente do tricolor e candidato à reeleição na Câmara – não dividirá os votos com Odone.

- Mas os votos dos torcedores do Grêmio são meus, que tenho meu filho jogando lá – advertiu Luciana Genro, disseminando gargalhadas entre os presentes.

Postado por Fábio Schaffner

Remendando o tanque

26 de abril de 2006 0

Mais uma vez, a Câmara age no afogadilho. Teve de vir a público o escândalo dos R$ 41 milhões torrados em gasolina em 2005 para que o presidente Aldo Rebelo reduzisse o valor gasto com combustível. A medida é um freio para os deputados que fazem campanha com o dinheiro público, locando carros para circular pelos Estados propagandeando seu trabalho parlamentar. A denúncia de que eles estavam abastecendo até mesmo os carros de suas empresas denegriu ainda mais uma legislatura que já está em frangalhos. Mensalão, absolvições, propinas, renúncias, salários extras e pouco trabalho. Aldo se viu obrigado a reagir, como já havia feito no início do ano, quando os deputados embolsaram R$ 98 mil por conta da convocação extraordinária e não apareceram em Brasília para cumprir a pauta. É óbvio que entre os parlamentares existem aqueles que usaram a verba de forma moderada como a deputada Luciana Genro, que nos quatro meses deste ano gastou só R$ 2,7 mil. Mas nem aqueles que abusaram estavam cometendo uma ilegalidade – se não ficar provado que as notas eram frias. Afinal, estavam amparados na chancela da Câmara. De qualquer forma, não basta agora só reduzir a verba se o sistema de fiscalização continuar suscetível a fraudes.
Íntegra da coluna de quinta-feira de Klécio Santos em Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Desempregados gaúchos em Brasília

26 de abril de 2006 0

Os gaúchos preparam uma nova marcha a Brasília. Mais de 2 mil desempregados devem aterrisar na capital no dia 10 de maio. O protesto está sendo organizado por empresários exportadores. Representantes das indústrias coureiro-calçadista, moveleira e até mesmo de balas e pirulitos pretendem locar 50 ônibus para trazer os ex-funcionários. O objetivo é pressionar parlamentares e o o governo a mexer na taxa de câmbio ou então criar mecanismos de compensação às empresas exportadoras.

Postado por Fábio Schaffner

Boas novas aos arrozeiros

26 de abril de 2006 0

Ulisses Job/DC
O líder do PT na Câmara, Henrique Fontana, se reuniu com líderes arrozeiros hoje e anunciou boas novas. Fontana disse que o Itamaraty está convocando os países membros do Mercosul para uma reunião om o objetivo de pactuar a celeuma do arroz. Há queixas de parte a parte – principalmente envolvendo Brasil, Uruguai e Argentina – e tudo será posto na mesa de negociações. O petista confirmou ainda a liberação de R$ 300 milhões para aquisição de arroz por parte do governo. A terceira novidade é a intenção de a Receita Federal retomar o controle sobre as balanças nos postos de fronteira, tornando mais transparente e rígida a fiscalização das cargas de arroz importado.

Postado por Fábio Schaffner

Deputados torcedores

26 de abril de 2006 0

Jasper Juinen / AP
Teve alta audiência na Câmara o jogo entre Barcelona e Milan pela Copa dos Campeões. Os deputados lotaram a sala do cafezinho para assistir a partida entre os times de Ronaldinho Gaúcho, Edmilson e Beletti (Barcelona) contra o de Cafu, Dida e Kaka (Milan). Alguns só levantaram do sofá aos 40 minutos do segundo tempo, quando o presidente Aldo Rebelo convocou os parlamentares para uma votação nominal.

Postado por Fábio Schaffner

PMDB decide em maio

26 de abril de 2006 0

Garotinho/Banco de Dados/ZH
O presidente do Congresso acaba de anunciar que tem o apoio necessário para chamar no dia 13 de maio uma convenção nacional. Na pauta, a decisão sobre se haverá ou não a candidatura própria. Se a convenção acontecer, de fato, gol contra Garotinho. O ex-governador do Rio insiste na candidatura, mesmo com uma maré de governistas e peemedebistas inimigos dele. Os lulistas, porém, devem manter a atenção. A convenção de maio não suspende a reunião de junho, quando o partido decidirá o futuro em caráter definitivo.

Postado por Roberto Maltchik

Aposentadoria negada

26 de abril de 2006 0

A deputada Angêla Gadagnin/José Cruz / Agência Brasil
A mesa direitora da Câmara decidiu negar o pedido de aposentadoria, solicitado pelo deputado José Janene. Arquiteto do mensalão, Janene queria escapar do processo de cassação. Sem aposentadoria, o deputado do PP vai ter que esperar, licenciado, pelo veredicto dos colegas. Janene sofre de problemas cardíacos, agravados depois que estourou o escândalo. Mesmo adoentado, o deputado usa e abusa da verba de gabinete. A mesa diretora foi além: determinou uma advertência verbal para a deputada Angêla Guadagnin. A petista virou atração nacional depois de protagonizar a lamentável dança da pizza no plenário da Câmara.

Postado por Roberto Maltchik

Corte na gasolina

26 de abril de 2006 0

Os deputados brasileiros deverão gastar menos com gasolina. A decisão foi tomada agora há pouco pela mesa diretora da Casa. Atualmente, cada um recebe por mês R$ 15 mil e pode gastar o dinheiro como bem entender. Com a nova regra, dos R$15 mil apenas R$ 4, 5 mil poderão ser investidos em gasolina ( ou em diesel… no caso de quem anda de caminhão). Problema para o pefelista Francisco Rodrigues, acusado de abastecer a frota de carga com dinheiro do contribuinte. Também foi feita a promessa de que será criado um grupo de trabalho, capaz de desenvolver mecanismos eficientes para o controle da gastança parlamentar. O Tribunal de Contas da União, órgão vinculado ao legislativo, deverá auxiliar.

Postado por Roberto Maltchik

De grão em grão...

26 de abril de 2006 0

Charles Guerra / Agência RBS
Os produtores de arroz do Rio Grande do Sul já começaram as articulações em Brasília para tentar melhorar os preços do grão no mercado. Preocupados com o custo mais elevado da saca, as lideranças do setor prometem ficar na capital até sexta-feira. Eles querem convencer o Ministério da Agricultura a encontrar uma solução nova para levantar os preços do produto. – Se não tiver solução o setor vai sofrer ainda mais – desabafou o presidente da Câmara Setorial do Arroz, Francisco Schardong, que já qualifica a fase como a mais crítica dos últimos 30 anos.

Postado por Gustavo Bernardes

Lula pede ajuda a prefeitos gaúchos (1)

26 de abril de 2006 0

Os prefeitos Luiz Mainardi e Valdeci Oliveira/Montagem sobre fotos da Agência RBS
Reunido por mais de três horas com dois prefeitos gaúchos na segunda-feira à noite, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ajuda na campanha eleitoral. Lula orientou os prefeitos de Bagé, Luiz Mainardi, e de Santa Maria, Valdeci Oliveira, a ampliar a divulgação das ações do governo federal nos municípios. Lula recebeu os petistas no Palácio da Alvorada. Enquanto comiam canapés e bebiam água e refrigerante, Lula manifestou preocupação com a escassa repercussão dos programas do governo, em especial os voltados à área social.

- Ele quer que a gente oriente os demais prefeitos a serem o mais honesto possível. Que deixem claro o que o governo federal está fazendo em cada cidade – revela Mainardi.

Postado por Fabio Schaffner

Lula pede ajuda a prefeitos gaúchos (3)

26 de abril de 2006 0

Valter Campanato / Agência Brasil
Durante o encontro, Lula também solicitou aos gestores que insistam na comparação entre as realizações do seu governo e os dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso. Ele disse que os números são vantajosos para o PT e que essa avaliação também ajuda na construção de futuras candidaturas municipais. Segundo Valdeci, a reunião – que se estendeu das 21h até depois da meia-noite – teve um caráter informal. Escolhido pelo diretório estadual do PT como coordenador da campanha à reeleição no Estado, o prefeito foi alvo de uma brincadeira de Lula

- O Rio Grande do Sul já tem coordenador de campanha sem ainda ter um candidato – disse Lula a Valdeci, provocando risadas nos presentes

Postado por Fabio Schaffner