Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Convêniencias

26 de junho de 2006 1

José Cruz, ABR
O único petista vaiado durante a convenção foi o senador licenciado e candidato ao governo do Mato Grosso do Sul Delcídio Amaral. O rancor da platéia por Delcídio remonta ao episódio da votação do relatório da CPI dos Correios, quando o senador impediu que a bancada governista fizesse alterações no texto. Até mesmo adversários históricos do PT como o ex-presidente José Sarney foram saudados pelos petistas. Já o presidente do partido que denunciou o mensalão, o petesbista Flávio Martinez, usou o microfone para afiançar apoio informal à reeleição de Lula. Foi o que bastou para um gaiato da platéia alfinentar:

- Ele só não disse que vai querer três ministérios no segundo mandato.

Postado por Fábio Schaffner

Comentários (1)

  • João Roberto Gullino diz: 27 de junho de 2006

    J. Sarney, agredido moralmente por Lula no passado, iguala-se ao agressor, pois é um político de calças puídas – sempre em cima do muro, balançando-se de acordo com o vento das circunstâncias, sob a aragem das conveniências, dentro de seus interesses particulares – esse é o tipo de “política” que a maioria dos políticos manipula (como agora Lula) e nunca “política” em favor do povo e do país. Esquecem-se somente de um detalhe – de tanto se balançarem vão desgastando suas bases.

Envie seu Comentário