Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Caiu o escudo

28 de junho de 2006 1

Lula perdeu a muralha que continha os ataques de um setor que sempre lhe foi hostil. Roberto Rodrigues servia de anteparo às críticas que, agora, tendem a se acentuar. Até porque é ano eleitoral e a bancada ruralista só poupava Lula por conta do diálogo que mantinha com o ministro.

Embora os motivos da saída não tenham ficado claros, a insatisfação de Rodrigues vem se acumulando desde o começo do governo. Ao longo desse período, o ministro se envolveu em várias batalhas políticas que vão desde o corte de dinheiro para fiscalização sanitária, que agravou ainda mais o quadro da aftosa, até a briga com Marina Silva por conta dos transgênicos.

Como não rezava pela cartilha petista, sua presença era indesejada por muitos do governo, mas Rodrigues sempre contou com o aval de Lula. O problema é que o presidente lhe dava prestígio, mas não recursos para atender os produtores em crise. Só agora, em ano eleitoral, o dinheiro da Fazenda começou a pingar nos cofres da Agricultura. Mas foi insuficiente para conter tanto desgaste. De qualquer forma, o PMDB já está de olho nessa cadeira – sempre eles!

Íntegra da coluna de quinta-feira de Klécio Santos em Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Comentários (1)

  • João Roberto Gullino diz: 29 de junho de 2006

    Acabo de ler, em outro site, que na região agrícola, os carros ostentam um adesivo -”Lula, a maior praga da agricultura”. Aos poucos, o endeusamento,vai caindo, permanecendo somente a opinião dos inconsequentes. Agorta, mais um foge da raia – dentro em pouco, LUla ficará só com sua quadrilha. Leiam hoje a coluna de Miriam Leitão (ex-PT?) que faz um radiografia real do governo Lula e de suas bazófias.

Envie seu Comentário