Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de dezembro 2006

Leitura

29 de dezembro de 2006 1

Dono do cofre petista, o tesoureiro Paulo Ferreira está lendo O Operador, livro do jornalista Lucas Figueredo que conta a trajetória do empresário Marcos Valério de Souza. Ferreira está contrariado com o que considera “imprecisões” do livro sobre a relação do ex-ministro José Dirceu com Valério, mas adorou a parte em que o jornalista expõe as relações do empresário com o PSDB mineiro, que resultaram na criação do valerioduto.

Postado por Fábio Schaffner

Ponto a ponto

29 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
Em café da manhã com jornalistas, ontem, a ministra Dilma Rousseff (foto) fez dois esclarecimentos que considera pertinentes para a virada do ano. O primeiro é de que os 5% de crescimento preconizados pelo presidente Lula são uma meta a ser perseguida. Ou seja, o governo busca, mas pode não alcançar. O segundo é que o Planalto considera o apagão aéreo um aprendizado. Na visão da ministra, a crise da aviação será um instrumento para reestruturar o setor.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Grana para o RS

28 de dezembro de 2006 0

Saiu agora há pouco o esperado repasse de dinheiro do Planalto para o governo gaúcho. Foram liberados R$ 250 milhões, oficialmente para serem utilizados no pagamento de professores e custeio de despesas da Secretaria de Educação. Há um estranho silêncio no Planalto sobre o assunto. Cogita-se que o tema esteja sendo tratado em sigilo para não melindrar outros governadores em apuros financeiros. Segundo uma fonte ligada ao Ministério da Articulação Política, a liberação do dinheiro foi negociada hoje com Rigotto e “a forma legal encontrada para o repasse foi via Ministério da Educação”.
Na verdade, o Planalto fez questão de que o próprio Rigotto anunciasse a medida, para evitar que outros governadores aterrisem em Brasília de pires na mão.

Postado por Fábio Schaffner

Passando o chapéu

28 de dezembro de 2006 0

Palavra do tesoureiro do PT, Paulo Ferreira: o partido já começou a quitar as dívidas da campanha do presidente Lula à reeleição. Ao final da disputa, o caixa petista estava com um rombo de R$ 10,3 milhões. Pelo menos R$ 1,8 milhão já teria sido pago com recursos próprios do partido. O restante está sendo negociado. De acordo com Ferreira, a legenda aguarda novas doações de empresas que contribuíram durante a campanha para saldar o resto dos débitos. Os dirigentes estão apenas esperando o final das festas de final de ano para voltar a passar o chapéu.

Postado por Fábio Schaffner

Olho em 2008

28 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
Na reunião com o presidente Lula, Maria do Rosário (foto) não perdeu a chance para destacar o que considera uma das grandes conquistas do segundo mandato petista: atrair o PDT. Disse estar empenhada em se aproximar da ala gaúcha do partido. A deputada, claro, está de olho em 2008. É candidatíssima à prefeitura da Capital e vê com bons olhos ter um vice do PDT. Nomes não faltam, como Vieira da Cunha e José Fortunati.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

A posse da reeleição

27 de dezembro de 2006 0

O Palácio do Planalto divulgou hoje como será a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula e a primeira-dama Marisa Letícia, acompanhados do vice José Alencar e de sua mulher, Mariza Gomes da Silva, deixam o Palácio da Alvorada às 15h45min, em direção à Catedral de Brasília. De lá, os quatro embarcam no Rolls-Royce da Presidência e, escoltados por batedores e cavaleiros dos Dragões da Independência, percorrem a Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional. No plenário da Câmara, o presidente e o vice prestam juramento constitucional. Em seguida, Lula faz o primeiro discurso como presidente empossado. Na saída, será recebido com uma salva de 21 tiros de canhão e a execução do Hino Nacional e passa em revista as tropas. Lula e Alencar seguem em carro aberto até o Palácio do Planalto, onde aguardam o deslocamento dos convidados. Às 18h, Lula sai por um acesso lateral do Palácio do Planalto e, com a faixa presidencial a tiracolo, sobe a rampa. Em seguida, o presidente se dirige ao parlatório, de onde discursa para 1,6 mil convidados e uma multidão estimada em 50 mil pessoas.

Postado por Fábio Schaffner

Agronegócio

27 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
O setor agrícola aguarda com expectativa a sanção presidencial da MP 321, que ampliou o prazo de quitação das parcelas de securitização, Pesa e Recoop, que se encerraria no próximo dia 29. O texto, já aprovado na Câmara e no Senado, remete o pagamento para 30 de abril. De acordo com o deputado Luis Carlos Heinze (PP,foto), não há risco de veto, considerando-se o acordo firmado com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Bernard Appy.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Quem dá mais

26 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
Impressiona até os petistas mais otimistas a animação do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP, foto) para a disputa à presidência da Câmara. O líder do governo não continha a euforia nem mesmo no jantar de confraternização, justamente na casa do principal adversário, o atual presidente Aldo Rebelo (PC do B-SP). Na verdade, Chinaglia percebe um flanco aberto no enorme desgaste público sofrido pelo comunista com a tentativa de estabelecer como remuneração parlamentar o teto do funcionalismo.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Contando os estragos

26 de dezembro de 2006 0

O último balanço da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mostra que os incômodos dos passageiros que passaram pelo Rio Grande do Sul no Natal não foram tão grandes quanto os de São Paulo, onde fica o centro nervoso do tráfego aéreo brasileiro. Os dados da agência fiscalizadora mostram que dos 47 vôos previstos em Porto Alegre, 11 foram cancelados e 4 atrasaram mais de uma hora. Em Santa Catarina, a situação foi menos tumultuada no Natal. Dos 25 vôos previstos em Florianópolis, cinco atrasaram mais de uma hora e outros cinco foram cancelados.

Postado por Gustavo Bernardes

Só rezando

22 de dezembro de 2006 0

Preocupados com o caos nos aeroportos, muitos parlamentares apelaram para a fé. O deputado catarinense Carlito Merss (PT), um dos últimos a deixar o gabinete do Congresso Nacional após a votação do Orçamento 2007, confessou que iria para o aeroporto rezando.
- Graças a Deus não vou passar por São Paulo – disse o parlamentar preocupado.

Postado por Gustavo Bernardes

Olhar clínico

22 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
O presidente Lula confirmou na reunião com a bancada do PP que dará prioridade, no segundo mandato, às regiões que enfrentam maiores dificuldades econômicas. E, mais uma vez, incluiu o Rio Grande do Sul na lista. Ao pé do ouvido, o deputado eleito Afonso Hamm (foto) ouviu do próprio presidente que o papo é sério. Hamm levou fé e se prontificou para a interlocução com o Palácio Piratini, principalmente para tratar de agricultura.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Colorado de cargo novo

21 de dezembro de 2006 0

Vice-presidente interino do Banco, Dercí Alcantara/Divulgação
O novo vice-presidente de agronegócios do Banco do Brasil é um gaúcho e fã do “vermelho”. Dercí Alcantara ocupará interinamente o lugar de Ricardo Conceição, ex-executivo que ficou por 12 anos à frente da vice-presidência de uma das carteiras mais lucrativas do banco. A oficialização do cargo ocorrerá apenas em janeiro. Mas as apostas dos diretores, inclusive gremistas, é que o “colorado” convicto pode fazer carreira semelhante ao antecessor, que trabalhou por 42 anos na empresa.

Postado por Gustavo Bernardes

Colorado

21 de dezembro de 2006 1

Divulgação/clicRBS
Feliz com a vitória do Inter no Japão, o presidente Lula ganhou de presente uma camiseta do novo campeão do mundo. O mimo foi entregue pelo deputado Beto Albuquerque (PSB, foto). O presidente confidenciou ao vice-líder do governo que chegou a pensar em vestir o abrigo do colorado para cumprimentar a turma que fica na frente da residência oficial à espera de um abraço. Lula deixou o abrigo de lado, mas nas peladas do presidente é normal vê-lo usando o calção oficial do clube.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Contando os minutos

20 de dezembro de 2006 0

A ansiedade de alguns ministros deve terminar hoje. Em jantar marcado, no Palácio da Alvorada, o presidente Luis Inácio Lula da Silva se encontrá com todos os ministros do governo. A ocasião, vista pelo Palácio do Planalto apenas como uma comemoração de fim de ano, já é apontada por alguns membros do primeiro escalão como uma das mais importantes reuniões de trabalho do ano.
- O presidente ainda não tocou no assunto. Mas pode ser que hoje à noite essa dúvida acabe – disse o ministro da Agricultura, Luiz Carlos Guedes Pinto, quando perguntado se fica ou não à frete da pasta.

Postado por Gustavo Bernardes

De molho

20 de dezembro de 2006 2

Divulgação/clicRBS
Depois de vibrar com a conquista do título mundial do Inter, o ex-governador e colorado roxo Olívio Dutra (foto) já reservou uns dias em janeiro para molhar os pés na praia do Cassino. Olívio pretende agradecer a votação que teve em Rio Grande, uma das cidades onde conseguiu virar a eleição no segundo turno, superando Yeda Crusius.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klácio Santos

Biocombustíveis em alta

19 de dezembro de 2006 0

Agora também o Rio Grande do Sul participa da febre do biodiesel. O deputado da bancada gaúcha Luis Carlos Heinze se reúne amanhã com integrantes do Ministério da Agricultura para acertar um planejamento sobre combustíveis renováveis no sul do país. O plano de pesquisa envolve cana-de-açúcar, canola e girassol. Pelotas, Passo Fundo e Bagé estão na lista das cidades contempladas com recursos para pesquisa ainda em 2007.

Postado por Márcia Lopes

Corrida contra o tempo

19 de dezembro de 2006 2

Reclusos nos gabinetes, os presidentes da Câmara e do Senado buscam uma saída que permita a ambos o menor desgaste possível diante da verdadeira epopéia que virou o aumento dos parlamentares. A decisão do Supremo Tribunal federal, hoje pela manhã, que coloca um freio na gula dos congressistas, terá repercussão imediata sobre a programação de fim de ano. Preparados para votar o orçamento na quinta e dar o pé de Brasília, os parlamentares deverão se submeter a uma votação em plenário que tem tudo para corrigir o acintoso auto-reajuste anunciado no final da semana passada. Só pra lembrar: 91% significa R$ 24, 5 mil por mês. Se não votarem, o tema ficará em aberto e será motivo de mais depreciação da imagem do parlamento logo na abertura dos trabalhos, em fevereiro de 2007.

O que vai acontecer daqui para diante?

- Os líderes devem se reunir ainda hoje ou no mais tardar na manhã de quarta-feira. Decidirão a redação do decreto legislativo que será levado ao plenário. Ou seja, decidirão o índice de reajuste. Podem manter os atuais R$ 24, 5 mil ou poderão seguir o exemplo do resto da população, e terão a correção da inflação acumulada nos últimos 4 anos. Os salários passariam de R$ 12, 8 mil para R$ 16, 5 mil.

 - O segundo e último passo será a votação em plenário. Existe enorme chance da necessidade de votação nominal. Cada um terá que colocar a digital e dizer para toda população como votou.

Postado por Roberto Maltchik

Pecado original

19 de dezembro de 2006 0

Contrário ao reajuste de 91% aos parlamentares, o vice-líder do governo Beto Albuquerque (PSB-RS) afirma que a tentativa de aumentar o salário para R$ 24,5 mil decorre de um %22pecado original%22, cometido em 2003. Ele lembra que isso só acontece hoje porque a reforma da Previdência definiu esse valor como teto para todos os servidores da ativa nos três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário.

- Esse teto é uma afronta à realidade da grande maioria dos brasileiros. É demais não só para o Congresso, mas também para os demais poderes -, pondera o deputado, que subscreve projeto de decreto legislativo para reajustar o salário pelo índice da inflação do período.

Postado por Fábio Schaffner

De saída

19 de dezembro de 2006 0

Rolf Hackbart/Roosewelt Pinheiro/Abr
Rolf Hackbart está de saída do Incra, mas não de Brasília. O presidente do órgão já expressou sua vontade de deixar o cargo e assumir uma assessoria técnica do PT no Senado. A tendência é de que fique no governo só até janeiro, quando Lula deverá promover a maioria das mudanças no governo.

Leia a íntegra da coluna de Klécio Santos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Klécio Santos

Mudanças

18 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
Está nos planos do presidente da CNA, Antônio Ernesto de Salvo (foto), criar um show room de produtos regionais para mostrar às autoridades federais e ao parlamento tudo o que o país produz. %22Faremos o marketing com degustação, na Sala Brasil%22, imagina Antônio Ernesto, dando maior visibilidade à nova sede da entidade em Brasília.

Leia a íntegra da coluna de Ana Amélia Lemos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Sucursal de Brasília

Trensurb

15 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
O grupo de trabalho criado pelo ministro Márcio Fortes (foto) incluiu a expansão do trensurb entre as prioridades do Plano Plurianual de Investimentos (PPI). Estão previstos R$ 600 milhões em quatro anos. A obra aguarda, desde 2001, manifestação do TCU sobre o edital para o trecho São Leopoldo-Novo Hamburgo.

Leia a íntegra da coluna de Ana Amélia Lemos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Sucursal de Brasília

Liderança

14 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
Até o dia 2 de janeiro, o placar pode melhorar para Onyx Lorenzoni (foto), que disputa a liderança da bancada do PFL na Câmara Federal. Dos 65 votos, o gaúcho já conta com 43 certos. Sucederá ao economista Rodrigo Maia. A hegemonia nordestina está sendo neutralizada.

Leia a íntegra da coluna de Ana Amélia Lemos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Sucursal de Brasília

Apagão

13 de dezembro de 2006 0

Divulgação/clicRBS
O relatório sobre o apagão aéreo apresentado ao TCU, ontem, pelo ministro Augusto Nardes (foto) teve a assessoria técnica de um ex-controlador de vôo. Nem o ministro nem o técnico confiam apenas nas orações para a solução do grave problema. Preferem ações rápidas do governo para evitar o pior.

Leia a íntegra da coluna de Ana Amélia Lemos de hoje no jornal Zero Hora

Postado por Sucursal de Brasília

Onde estão os gaúchos?

12 de dezembro de 2006 2

Paulo Pimenta é o único gaúcho membro titular da Comissão de Orçamento.

Foi escolhido, dentro da bancada do PT, para integrar o grupo de orçamento. Existem outros suplentes: Beto Albuquerque (PSB), Julio Redecker (PSDB) e Sérgio Zambiazi (PTB), ausentes na manhã de hoje.

A briga por vagas na Comissão aconteceu meses atrás e foi nesse período que residiu o problema.

A bancada da Bahia, por exemplo, tem 11 membro titulares e suplentes. A bancada do Ceará tem sete. Rondônia tem seis. Valeu o interesse dos parlamentares, dentro da bancada, para a indicação dos nomes e os gaúchos, salvo engano, não se empenharam tanto para participar da comissão.

Detalhe: periodicamente, a bancada gaúcha no Congresso se reúne e trata das questões do Estado. Parece que faltou articulação.

O problema da participação da bancada gaúcha na discussão do orçamento é histório e sempre tem o mesmo resultado: na hora do racha, sempre é um dos Estados menos favorecidos com recursos federais. Depois, não adianta reclamar. 

Postado por Roberto Maltchik

Onde estão os gaúchos? 2

12 de dezembro de 2006 0

Parece que o Rio Grande do Sul não precisa de dinheiro. Parece mais: que a bancada gaúcha no Congresso pensa isso.

Hoje pela manhã, parlamentares de todos os partidos, de diferentes estados, colocaram de lado suas divergências políticas e se uniram. Estiveram presentes na reunião da Comissão Mista de Orçamento, que vota os relatórios setorias (base da peça que vai assegurar recursos no orçamento de 2007).

Mas os gaúchos estão felizes. Tão felizes que não compareceram na reunião. Pelo menos três relatórios foram aprovados, com a presença de apenas um, dos 31 parlamentares gaúchos eleitos para ajudar o Estado a sair da mais grave crise financeira da história.

Paulo Pimenta (PT) era um solitário, indignado com a falta de apoio. E comemorava cada migalha que entrava no orçamento para o Rio Grande do Sul.

- Escreve lá, meu! Não tem ninguém. Tô aqui sozinho, destacando o orçamento para ver se consigo alguma coisa – desabafou Pimenta.

Ou os gaúchos vivem em céu de brigadeiro ou os parlamentares seguiram o exemplo dos controladores de vôo e estão em operação padrão.

Postado por Roberto Maltchik