Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Salada

24 de março de 2009 1

Leia a coluna publicada hoje em Zero Hora e Diário Catarinense

É apenas uma primeira rodada de pesquisas para governador, mas os números já começam a dar suporte à formação de palanques no país. A partir de uma análise detalhada das intenções de voto e das particularidades políticas regionais, os dois principais presidenciáveis Dilma Rousseff e José Serra traçam cenários para 2010.
Com exceção do Rio Grande do Sul, em todos os Estados onde há possibilidade de reeleição, o atual governante lidera as pesquisas. Esse cenário é bom para Dilma, que poderá ter palanques fortes em Estados governados por aliados como Rio, Pernambuco e Ceará. O PT, porém, terá de abrir mão de candidaturas próprias nesses Estados, em troca de um apoio nacional dos partidos aliados.
A maior dificuldade de Dilma continua sendo São Paulo, onde o PMDB está afinado com Serra e as pesquisas demonstram uma ampla vantagem de Geraldo Alckmin na corrida pelo governo do Estado. Serra, contudo, tem problemas em Minas e no Rio, sem contar o Rio Grande do Sul, onde Yeda Crusius aparece atrás do PT e do PMDB. É por essas e outras que Serra também tenta atrair o PMDB gaúcho, mesmo que para isso tenha de rifar Yeda em prol de José Fogaça ou Germano Rigotto. Nos demais Estados, seu maior parceiro é o DEM, cujo patrimônio eleitoral vem diminuindo a cada eleição.
Aliás, nessa salada de siglas partidárias e diferenças políticas regionais, a única aliança certa para 2010 é PSDB-DEM. Dificilmente o PMDB irá inteiro para uma candidatura. É mais vantajoso para o partido negociar parcerias locais e esperar o vencedor da disputa ao Planalto para então fazer o que mais gosta: aderir ao poder.

Postado por Sucursal Brasília

Comentários (1)

  • joão batista da silva diz: 25 de março de 2009

    Os números indicam q SP vai decidir as eleições no 1ºturno a favor d Serra.no 2ºturno acompanham a salada o pepino do Aécio,Partidos PMDB PT PSD PCdoB o PRB do crivela e Lula tem os nordestinos.no sul existe certa desilusão com o PSDB sendo mais forte no RS e PR pelos abusos dos pedágios e os investimentos feitos pelo governo Lula.SC é parelho.então PDT e o Requião decidem a parada.MG RJ cobrem a perda em SP.penso q depois q elegeu um negro pres.dos EUA uma mulher como Dilma pode surpreender.

Envie seu Comentário