Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Polêmica previdenciária

25 de março de 2009 15

Leia a coluna publicada hoje em Zero Hora e Diário Catarinense

Quando o Senado aprovou o projeto do senador Paulo Paim, a equipe econômica do governo entrou em pânico. Contaminada por interesses políticos, a extinção do fator previdenciário sugerida por Paim ressuscita a farra das aposentadorias precoces e ameaça a saúde fiscal da Previdência. Nenhum senador, contudo, parou para analisar o impacto da proposta. Na contabilidade dos parlamentares, só foram levados em consideração os dividendos eleitorais. Até mesmo tucanos e democratas, criadores do fator à época do governo Fernando Henrique Cardoso, aderiram ao populismo previdenciário. O objetivo era tirar proveito da medida, seja capitalizando votos ou desgastando o governo. Em defesa de suas bandeiras históricas, Paim teve o mérito de trazer à baila a discussão de um tema que angustia e sufoca os contribuintes. Sem alternativa e emparedado pela aprovação do texto, restou ao Planalto encontrar uma saída que não melindrasse trabalhadores, tampouco provocasse uma sangria nos cofres da Previdência. Esse meio-termo foi concentrado na proposta do relator Pepe Vargas. Foi assim que Lula conseguiu convencer as centrais sindicais no final do ano passado, prometendo buscar uma fórmula que contemplasse a todos. O problema para o governo é que a bandeira de Paim não se esgota no fim do fator. Na esteira dessa proposta, vieram outras duas, com apelo popular ainda maior e também já aprovadas pelo Senado. Paim quer corrigir as aposentadorias com o mesmo percentual de reajuste do salário mínimo e também recuperar perdas salariais. Tudo muito justo. Mas em ano de crise econômica, falta garantir disponibilidade de caixa do governo.

Postado por Sucursal Brasília

Comentários (15)

  • celso s nogueira diz: 25 de março de 2009

    como pode essa pessoa dizer em farra dos aposentados??farra é oque estao fazendo com os brasileiros ;essa roubalheira pelo brasil afora!politico aumenta os salarios deles como querem;presidente lula ja vetou ano passado esse aumento para os aposentados que contribuiram com muito;esperando uma velhice razoavel;e diz que veta de novo;esquecendo que nos o elegemos;confiando nas promeças mentirosas feitas nos palanques;esqueçe tambem que nos ainda temos direito ao voto somando com os votos de nosso

  • Oede Oliveira Passos diz: 25 de março de 2009

    Para quem derramou suor nos pisos das industrias lutando em prol do crescimento desse país, e contribuindo para previdência durante 35 anos e qdo se aposenta receber o título de “farra”, a pessoa que esceveu isso, ou nasceu em berço de ouro ou não sabe o que é enfrentar turnos numa indústria. E tem mais, nós contribuimos com um valor X e quando nos aposentamos somos roubados em mais de 40%, tendo que permanecer no trabalho para sobreviver.

  • Luiz Carlos S.Turci diz: 25 de março de 2009

    Jornalista é para escrever mas para fazer contas é uma lastima. Rapaz, estamos falando de quebra de contrato, mudanças unilaterias DURANTE a vigência, aumento de aliquota, aumento de tempo de contribuição, criação de Salario de Referencia, calculo de média reduzida a 80%, principio de irredutibilidade, reciprocidade das contribuições etc Para pagar a aposentadoria INTEGRAL PUBLICA c/quinquenios,premios,gratificações etc. fizeram a fusão com a Privada. O tal ROMBO pago por quem só contribui.

  • Luiz Carlos S.Turci diz: 25 de março de 2009

    Mais uma coisa … seria precoce se não tivessemos contribuido os 35 anos LEGALMENTE EXIGIDOS e na calada da noite alterado com o “toma lá da cá”

  • Alfredo Alkbino Jardin diz: 25 de março de 2009

    Você que escreveu este comentário por certo não tem amigos ou familiares, que estão para se aposentar. Depois de 35 anos de contribuição o trabalhador é tratado como um cão vagabundo, pelos nossos governos.

  • Juarez diz: 25 de março de 2009

    QUE FARRA PRECOCE DOS APOSENTADOS RAPAZ ? FARRA NENHUMA, COMO É QUE SE TEM UM AUMENTO DE 5 E POUCOU, PARA QUEM GANHA MAIS DE UM SALARIO MINIMO ENQUANTO O SALARIO MINIMIO FICOU EM TORNO DE 12%, E O TEXTO AINDA FALA EM FARRA DE APOSENTADORIA PRECOCE. TENHAM PACIENCIA. O SR. LULA É APOSENTADO PRECOCE ISSO SIM, SÓ PQ FICOU SEM UM DEDO E NINGUEM FALA. TENHAM PACIENCIA. NÃO VOU FALAR MAIS

  • José Marcos Olioni diz: 26 de março de 2009

    Sugiro fazer cálculo atuarial:
    35 anos de Contribuição e taxa de juros de 6% ao ano, somente com a parte descontada dos trabalhadores, 11%, o Nobre Jornalista irá verificar que o Trabalhador poderá resgatar valores por mais de 100 anos. Pergunto? E os outros 25% em média que a Empresa paga a Previdência por cada Trabalhador, sem contar com as outras Receitas da Previdência. Onde foi todo estes Recursos destinados a Previdência.

  • Rubimar taveira dos santos. diz: 27 de março de 2009

    P/ quem fica sentado atras de uma mesa, não arriscando sua vida todos os dias é muito fácil dizer que as aposentadorias são precoces, quem escreveu.
    Temos que acabar é com estas aposentadorias exorbitantes que roubam o nosso dinheiro.

  • QUE CAPACIDADE!!! diz: 6 de abril de 2009

    É INCRÍVEL COMO ESSES PATIFES LEMBRAM DA CRISE SOMENTE QUANDO É PRA BENEFICIAR O POVO,POR QUE ELES NÃO LEMBRAM DA CRISE NA HORA DE VOTAREM O PRÓPRIO AUMENTO NOS SALÁRIOS DELES,AUMENTO PRA CCS,AUMENTO NAS CADEIRAS PRA MAIS PATIFES SUAGAREM NOSSO DINHEIRO,AUMENTO EM VERBA IDENIZATÓRIAS ,ETÇ…

  • Claudiopoa diz: 30 de março de 2009

    Isso mesmo: farra de aposentadorias precocess. Quem não tem parentes ou conhece professoras aposentadas com bem menos de 50 anos. Não existe sistema de previdência que de conta de pessoas contribuindo 25 anos e usufruindo quase 50

  • Claudiopoa diz: 2 de abril de 2009

    Idiotice é acabar com o fator previdenciário sem, pelo menos, substituí-lo por idade mínima! No futuro ninguém poderá se aposentar mais por falta de recursos para pagamento dos benefícios. O Brasil já aplica 12% do PIB em previdência para 7% da população de aposentados, imagina quando a população de aposentados for 18%, como na Europa, de onde virão os recursos? A Previdência do Brasil é um sistema sob REGIME SOLIDÁRIO, em que todos devem ajudar para mantê-la financeiramente equilibrado.

  • roberto/rs diz: 27 de março de 2009

    O Senador Paulo Paim é Político de grande inteligência. Todo seu trabalho é alicerçado com estudo sério. Tem profundo conhecimento da real situação da nossa Previdência. Por isso os seus três projetos!
    Os desvios nas contas da Previdência, desde sua criação, são de conhecimento das pessoas ao menos um pouco esclarecidas… Esse jornalista que fala em “farra” não pode ser pessoa séria!
    Ou trata-se de um falso jornalista…
    Os aposentados pelo RGPS estão sendo humilhados nos seus direitos.

  • marcio pinheiro diz: 25 de março de 2009

    Srs….quem escreveu esta farra não sabe o que ser aposentado nesse pais.Parabém para o SENADOR PAULO PAIM pela luta em prol dos aponsentado.Não e farra com disse é uma vergonha como é tradado aqueles que tanto comtribuiu para o brasil. Um dia vc vai aposentar e vai sentir na pele a dor ser aposentado….

  • Claudiopoa diz: 6 de abril de 2009

    A Previdência, independente do sistema adotado, não passa de uma forma de POUPANÇA; em que se DEPOSITA, quando está ativo no trabalho, e SACA, quando inativo. Quem mais guarda, mais recebe. Algumas pessoas não conseguem formar essa economia depois de uma vida de trabalho, mas mesmo assim o governo deve garantir uma renda mínimo na velhice (assistência ou previdência SOCIAL). Quanto menos autossuficiente for o sistema previdenciária, menos sobrará recursos para distribuir aos que mais necessitam

  • João Carlos diz: 31 de março de 2009

    Realmente. Paguei 35 de aposentadoria- começei aos 16 anos- e são os mesmos que a pessoa que começou a pagar aos 30.Porque ele irá receber 40% a mais? Times de Futebol devem a Previdencia, muitooooo.Empresários recolhem a previdencia de seus empregados e embolsam o dinheiro e não são presos.Para terminar, e os municípios que roubaram a previdencia poderão parcelar seus débitos em 20 anos.Ainda vem um idiota dizer que o trabalhador deve trabalhar até o fim da vida.

Envie seu Comentário