Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Areia movediça

27 de março de 2009 3

Leia a coluna de Klécio Santos, publicada em Zero Hora e Diário Catarinense
Ressabiada pela crise institucional provocada pela Satiagraha, a Polícia Federal volta a campo com suas megaoperações. As consequências políticas, contudo, são inevitáveis. O envolvimento da construtora Camargo Corrêa com sete partidos reacendeu a polêmica sobre o suposto uso partidário da PF. Das grandes legendas do cenário nacional, só o PT ficou de fora do rol de suspeitas levantadas na investigação. Vem daí a chiadeira, principalmente da oposição, que se vale da ausência do adversário no inquérito para levantar dúvidas sobre a ação da PF.
Ontem, o ministro Tarso Genro se viu obrigado a mais uma vez negar as intenções e o caráter político da operação. Bem mais esperto, Lula cobrou diretamente da PF o fim da pirotecnia nas operações. Há 15 meses vasculhando os contratos da Camargo Corrêa, a Castelo de Areia revela uma prática corriqueira nos subterrâneos das campanhas eleitorais. São as empreiteiras que financiam boa parte das despesas dos candidatos. O repasse de dinheiro pode até ser legal, como juram os partidos envolvidos. Mas mesmo que os recursos tenham sido contabilizados nas prestações de contas, o problema é a origem suspeita do dinheiro. Segundo a PF, as doações são provenientes do superfaturamento de obras públicas. Esse é o mais movediço dos terrenos da política. São usuais as trocas de favores e as licitações dirigidas.
Embora não apareça nos primeiros relatórios divulgados pela PF, o PT está de orelhas em pé. O partido mantém relações amistosas com a empreiteira e algumas das obras sob suspeita integram o guarda-chuva do PAC. A preocupação dos petistas é que a descoberta de alguma ilegalidade nos empreendimentos do programa respingue na candidatura de Dilma Rousseff. Isso sem falar no receio de que as construtoras passem a evitar as doações de campanha, sob pena de entrarem na mira da PF.

Postado por Sucursal Brasília

Comentários (3)

  • Hermes Guterrez diz: 28 de março de 2009

    Oi! Passei por aquí para perguntar a quantas anda aquele negócio do Paranoá. Alguma novidade? Abraços.

  • Roberto Flech diz: 28 de março de 2009

    hahahahh, o PIG é muito engraçado. todos os seus representantes envolvidos até o pescoço em falcatruas e a questão para eles é a preocupação dos petistas devido a “relações amistosas” com os suspeitos. vocês são o máximo. parabéns!

  • QUE CAPACIDADE!!! diz: 29 de março de 2009

    QUE CAPACIDADE,COMO GOSTAM DE FAZER DE CONTA QUE TODOS ESTÃO SURPRESOS,QUE NINGUÉM SABIA QUE ISSO ACONTECE A MILENIOS,COMO O CASO RECENTE QUE ESTÁ NO SITE DO GOOGLE SOBRE O FILHO DO LULA QUE ACABA DE ADQUIRIR UMA MEGA FAZENDA DE R$47 MILHÕES DE REAIS EM VALPARAISO E QUE COMPROU OUTRAS EM PARÁ EM SOCIEDADE COM DUDA MENDONÇA E DANIEL DANTAS NO VALOR DE ACUMULADO DE R$100 MILHÕES DE REAIS,E FICA TODO MUNDO QUIETINHOS ATÉ TRANSBORDAR O PIRÃO PRA DEPOIS DIZEREM”AH É,VÊ SÓ,ISSO EU NÃO SABIA.FALA SÉRIO

Envie seu Comentário