Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Turnê eleitoral

13 de outubro de 2009 2

Elza Fiuza/ABr
Klécio Santos
A imersão de Dilma Rousseff no Nordeste faz parte de uma estratégia concebida por Lula. Trata-se de uma aula preparatória de como se comportar em meio ao povo nas eleições de 2010. Ao lado do padrinho, a ministra começa a incursão pelas obras de transposição do Rio São Francisco.
Para evitar qualquer saia justa, o governo tratou inclusive de despachar para longe o bispo Dom Cappio, que havia feito greve de fome em protesto à transposição. O roteiro foi minuciosamente planejado para se tornar um sucesso de marketing eleitoral. Dilma vai dormir em uma barraca do Exército e, no dia seguinte, tomar café no acampamento dos operários. É só uma amostra de como será a agenda de Dilma daqui em diante.
Num esforço para alavancar sua candidatura, a ministra percorrerá o país a pretexto de vistoriar as obras do PAC. No ambiente interno, ela também não descuida dos conchavos partidários. No final de semana, Dilma trabalhou para aparar arestas no PMDB ao elogiar Jader Barbalho no Pará e tentar aproximar Geddel Vieira Lima e Jaques Wagner na Bahia. Hoje, ela janta com o PR, sigla que engordou no Congresso com o recente troca-troca eleitoral.
O ponto nevrálgico, contudo, continua sendo São Paulo. Com o PT local conflagrado, Dilma deve ampliar suas viagens ao Estado nas próximas semanas. O objetivo é disputar com José Serra as atenções da mídia e compensar a ausência de um palanque forte no principal território tucano no país.

Postado por Sucursal Brasília

Comentários (2)

  • DÉLVIO OVIEDO diz: 14 de outubro de 2009

    O PT NUNCA MAIS VAI SER O PT QUANDO A DILMA FOR PRESIDENTA, E TAMBÉM DUVIDO QUE A DONA DILMA DEPOIS DE ELEITA FIQUE NO PT. ELA JAMAIS VAI CONVIVER COM ESSA GENTE DO PT E PMDB.CÂNCER ELA JÁ TEVE E ESTA CURADA…VCS NÃO CONHECEM A FERA… NÃO BRINCA EM SERVIÇO… DÉLVIO OVIEDO

  • joão carlos faraco diz: 14 de outubro de 2009

    Quem diria!!! a dilma morando numa barraca do Exército!!!Dizem uns que não foi reconhecida, depois da plástica.

Envie seu Comentário