Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pescando votos

15 de outubro de 2009 0

Klécio Santos

A caravana de Lula às margens do Rio São Francisco foi concebida nos mínimos detalhes para se transformar em um evento midiático. Entre os 26 jornalistas que acompanham a viagem, há correspondentes do jornal francês Le Monde, da revista alemã Der Spiegel e da rede britânica BBC.
Além de apresentar os grotões do Nordeste a Dilma Rousseff, a viagem intenciona também galvanizar a imagem de sua ministra-candidata. Mas por que então Lula resolveu acoplar na bagagem Ciro Gomes? Logo Ciro, que Lula e o PT tanto gostariam de ver longe da disputa presidencial e concorrendo ao governo paulista.
Ao contrário de Dilma, o socialista está à vontade. Conhece como ninguém a região, onde ostenta bons índices nas pesquisas. A presença de Ciro suscita dúvidas sobre os planos de Lula. Com Dilma patinando nas pesquisas, o deputado poderia ser um plano B.
A cúpula petista, porém, diz que a inclusão de Ciro na viagem é um ato de gratidão do presidente. Afinal, foi ele, ainda quando ministro da Integração Nacional, quem iniciou o projeto de transposição. Faz mais sentido, contudo, outra explicação que corre nos bastidores petistas. Lula estaria aproveitando a incursão pelo semiárido para, num tête-à-tête com Ciro, convencê-lo a ser o palanque de Dilma em São Paulo.
Com ele no páreo, Lula corre o risco de ter sua candidata fora do segundo turno, péssimo para a imagem de um presidente tão popular. De qualquer forma, o palco foi montado para Dilma brilhar. Ciro é coadjuvante. É ela quem aparece ao lado do presidente pescando nas águas do Velho Chico.

Postado por Sucursal Brasília

Envie seu Comentário