Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Agendas dissonantes

19 de outubro de 2009 6

Klécio Santos
Lina Vieira voltou ao noticiário com sua famigerada agenda. Agora teria como provar o suposto encontro com Dilma Rousseff. Os efeitos práticos da denúncia, contudo, são próximos de zero. No calendário político de governo e oposição já não importa se a ministra mentiu sobre o episódio ou mesmo se teria interferido no andamento de uma investigação tributária que incomodava a família Sarney.
O próprio Lula vem se gabando de que, ao estender a mão a José Sarney durante a crise no Senado, trouxe o PMDB para o palanque de Dilma.
O anúncio oficial da aliança com o partido é esperado para esta semana, embretando a ala tucana da legenda. A agenda que preocupa o Planalto é outra. Em específico, a das costuras políticas com os pequenos partidos que gravitam na órbita do governo. Depois de seduzir PDT, PC do B e PR, Dilma agora assedia o PP. Vai cooptar todos, desnutrindo de vez qualquer aliança mais forte em torno de Ciro Gomes. Foi por isso que Lula pediu a Ciro que só defina seu futuro em março. Até lá, Lula espera empinar a candidatura de Dilma, deixando como única alternativa para o socialista a disputa ao governo de São Paulo.
A desenvoltura de Dilma já causa efeitos colaterais na oposição. O DEM pressiona o PSDB a definir ainda este ano entre as candidaturas de José Serra e Aécio Neves e ir logo para o confronto, sob pena de a oposição continuar sem discurso. E sem agenda.

Postado por Sucursal Brasília

Comentários (6)

  • Pedro de Quadros Du Bois diz: 24 de outubro de 2009

    Caro Colunista, só você, mesmo, para dar guarida a esses factóides. Afinal, a quem interessa, mesmo????? Pois é, e agora a agenda da dita cuja aponta para uma data que até as pedras sabem que foi de uma reunião com a Ministra, mas para outra finalidade. Alguma razão para você não colocar o assunto em dia??? Pois é, o facciosismo e o sectarismo acabam – sempre – por acabar com a credibilidade de qualquer colunista. Cuidado, pois me parece que você está falando, sempre, para a mesma meia dúzia!

  • Afonso Dennis diz: 19 de outubro de 2009

    Denúncias sem nexo… é uma atrás da outra… Quero ver a hora em que provarem que Sarney só quis o melhor para o país… Uma coisa é fato, quem se aliar ao presidente do Senado sairá com pontos positivos na corrida presidencial…

  • Diogo Costa diz: 19 de outubro de 2009

    Klécio, tu tens o diploma de jornalista, ou num lampejo pretérito de premonição, viste que o STF iria retirar a obrigatoriedade do canudo para o exercício da profissão e cursaste qualquer outra faculdade que não, justamente, a de jornalismo? Porque insistem, patéticamente, em repercutir farsas e factóides? É assim que pretendem desgastar Lula para enfraquecer Dilma e eleger Serra em 2010? Pobre PIG (Partido da Imprensa Golpista). Talvez ainda não tenham descoberto que existe uma tal de internet.

  • juan carlos diz: 20 de outubro de 2009

    essa senhora Lina Vieira esta em uma queda de braço de credivilidade com a ministra Dilma Russeff,a agenda e de menor importancia, por que ela pode indicar ou comfirmar o encontro mais não o que se falo no mesmo, emtao,quem das duas senhoras tem mais credivilidade no governo atual,eu como cidadao acredito que e a ministra Dilma, e esta se ussando o fato para criar intrigas politicas, o que em a democracia viro corriqueiro e normal, VAMOS PENSAR NO BRASIL FUTURO,chega de intrigas com o asunto

  • juan carlos diz: 20 de outubro de 2009

    a midia tem que parar de dar espaço para a Lina Vieira,em o dito ou não dito, e palabra de uma e da outra, a agenda marca-se o horario, não e gravador. o que não entendo por que tanto medo de não ter o apoio do Sarnei, si Lula esta fassendo um bom governo, tera o apoio dos eleitores,o Sarney o conhecemos do tempo que apoiava a ditadura militar,se adono doPMDB por que tem docies de todos os corruptos do partido, são a maioria do seus lideres, não fosse assim o PMDB apoiava que fosse investigado

  • Douglas diz: 19 de outubro de 2009

    Esse “súbito aparecimento” da tal agenda da Lina 2 meses depois é um absurdo que vai entrar para a história do anedotário político brasileiro. Só a Veja para vir com essa. Só a oposição sem rumo e sem projeto para ir atrás. Essa “aparecimento” justamente no momento que Dilma começa a ganhar musculatura ao lado de Lula, só escancara o que já se suspeitava. Toda essa marola, esse “não fato” só foi criado para desgastar Dilma.

Envie seu Comentário