Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vem aí o bolsa-combustível

23 de março de 2010 1

A edição de um decreto presidencial que concede ajuda de combustível aos ocupantes de cargos comissionados no governo deixou a oposição em estado de alerta. Apelidado de bolsa-combustível, a criação do benefício foi publicada ontem no Diário Oficial da União. O decreto autoriza cerca de 6 mil servidores de confiança a receberem indenização pelo uso de veículo próprio em serviços externos.
Cada um deles pode embolsar até R$ 374 extras ao mês e a conta pode chegar a R$ 25 milhões anuais para os cofres públicos. Os partidos de oposição se reúnem hoje para definir medidas destinadas a anular o benefício.
– Não bastasse o governo ter aparelhado toda a máquina pública, agora o presidente cria essa ajuda de custo para sua tropa, com fins nitidamente eleitorais – atacou o deputado Raul Jungmann (PPS-PE).
O PSDB e o DEM também acham esse o caminho mais adequado para barrar o que consideram ação indevida do governo para favorecer sua candidata à sucessão presidencial, a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Dos 22 mil CCs existentes no governo federal, mais de 80%, segundo cálculos de Jungmann, são ocupados por militantes do PT e dos partidos da base. A indenização por uso de transporte próprio já valia para os servidores que são do quadro efetivo. Agora passa a valer para os de livre provimento, quase todos militantes e cabos eleitorais levados pelo PT e os partidos da base.

Comentários (1)

  • FALA SÉRIO diz: 24 de março de 2010

    IMAGINEM ESSE CRUSTÁCEO DE SECRETÁRIO GERAL DA ONU,COMO ELE CONSEGUIRÁ ANGARIAR FUNDOS PRA TANTA “BOLSA”QUE IRÁ DISTRIBUIR MUNDO AFORA….

Envie seu Comentário