Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PMDB suspende filiação de Pinho Moreira

30 de junho de 2010 3

A reunião da executiva do PMDB hoje, em Brasília, tomou duas decisões: Eduardo Pinho Moreira teve a filiação suspensa e não haverá intervenção no diretório catarinense. O resultado da convenção foi mantido. Ou seja, a cúpula aceitou a aliança com o DEM, mas Pinho Moreira não será o vice de Raimundo Colombo, tampouco permanece à frente do partido no Estado. A filiação dele foi suspensa cautelarmente e o pedido de expulsão será analisado pelo Conselho de Ética da legenda. Com a punição, João Matos é o novo presidente do diretório.

Ainda assim, o processo de intervenção permanece aberto e inclusive foidesignado como relator o ex-governador do Rio Moreira Franco. O processo é uma prevenção da cúpula do partido, que não aceita o PMDB ocupando a vaga de vice na chapa de Raimundo Colombo (DEM).  Se o diretório estadual insistir em indicar alguém para o lugar de Pinho Moreira, haverá intervenção, ameaçou Michel Temer.

Comentários (3)

  • Germano diz: 30 de junho de 2010

    João pra Vice ! ! !

    Homen integro e um autêntico peemedebista. 7 mandatos perfeitos ! Tem a cara que o PMDB precisa em SC se é que querem juntar os cacos .

  • ODIR CALDAS diz: 30 de junho de 2010

    É uma grande injustiça. Pinho Moreira é sul catarinense, foi governador e merece respeito inclusive do PMDB que não pode compactuar com esta arbitrariedade contra seu maior dirigente no Estado.
    Odir Caldas, de Floripa Capital Turistica do Mercosul para o Mundo.

  • G.Cesar Santos diz: 30 de junho de 2010

    Temer tem essa característica.
    É masgistrado e cortou o mal pela raíz.
    Ele não esbravejou; foi educado e incisivo.
    Orientou como Mestre e as suas recomendações não foram consideradas por quais deveriam. E ele tomou a decisão que é terapêutica para o PMDB – SC.
    Esse episódio ficará na história.
    Antes e depois da ação de Temer.
    Se fez respeitar e a decisão do Diretório Nacional.
    Respeito e ética.

Envie seu Comentário