Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pampa ameaçado

22 de julho de 2010 3

Uma pesquisa inédita do Ministério do Meio Ambiente registrou o desmatamento de 53,96% do Pampa Gaúcho. Até 2008, último ano de avaliação, apenas 36,05% da vegetação nativa ainda sobreviviam. Outros 9,99% eram de corpos d’água.
De 2002 a 2008 foram devastados 2.183 mil km2, o que representa 1,2% da área total.

Comentários (3)

  • Pedro diz: 22 de julho de 2010

    Pois é, mensagens como essa, apenas, desqualifica a notícia. Sabemos que a terra não se desmata por si mesma. Assim, se tanto foi desmatado, quem foram os desmatadores? Preciosa informação negada ao leitor. Ou será que é por que não foi a agricultura familiar responsável por tal calamidade?

  • ATÉ QUANDO MEU DEUS!!!! diz: 22 de julho de 2010

    a pergunta que não cala;por que espanto?se, esse “orgão” pertence ao governo federal,não pode estar nem um pouco espantado,pois se esse desmatamento ainda existe é tudo culpa do lula que “teima”em pensar que “vale a pena”o desmatamento em prol do “biocombustivel”e a “criação de gado”…

  • Roberto Vieira Junior diz: 24 de julho de 2010

    Aí está. Mais uma vez o principal foi omitido. O agronegócio é a principal causa de desmatamento e poluição. Mas sempre haverá uma “Ana Amélia” para defender essa verdadeira máfia que se esconde sobre o véu da “produção de alimentos”. Só falta agora usar a mesma justificativa hipócrita dos “tradicionalistas” e para manterem sua “tradição” submetem animais ao sofrimento em nome da defesa de uma cultura ficcional, criada por um bando de irresponsáveis. Até quando a falta de racionalidade, a supremacia do “crescimento econômico” e o antropocentrismo vão justificar o padecimento do ambiente?

Envie seu Comentário