Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vignatti vai deixar a pasta que tem comando de Ideli

01 de julho de 2011 0

Por Kelly Matos

Nomeado há pouco mais de três meses para a Secretaria Executiva do Ministério das Relações Institucionais, o petista Cláudio Vignatti deixará o cargo nos próximos dias.

A saída já está sendo construída em acordo entre o próprio Vignatti, a ministra Ideli Salvatti e o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. A demissão não significará o afastamento do catarinense do governo Dilma. Na próxima semana, será anunciado o novo posto a ser ocupado pelo ex-deputado federal. Não está descartado assumir um cargo no Estado.
– Vou aproveitar o fim de semana no Estado para conversar com colegas de partido e a minha família para decidir qual será o meu destino.
O processo de troca está sendo coordenado por Gilberto Carvalho. A substituição de Vignatti, inclusive, já foi comunicada às bancadas federais e estaduais do PT de Santa Catarina. Ontem, no Palácio do Planalto, os parlamentares foram recebidos pela primeira vez após a posse de Ideli Salvatti. Na reunião, que também contou com a presença de prefeitos, foi feito um apelo pelas principais demandas do Estado, especialmente obras de infraestrutura.
– Sabemos que a ministra deve ser republicana, mas pedimos que tenha zelo com o nosso Estado – destacou o deputado federal Décio Lima.
Entre as prioridades estão a duplicação da BR-470, confirmada pela presidente Dilma Rousseff ao governador Raimundo Colombo na última semana, em Brasília. Os deputados também pleitearam apoio do governo federal para a conclusão das obras de duplicação da BR-101. Na passagem pelo Palácio do Planalto, aproveitaram para uma conversa com diretor-geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot. Ele se comprometeu a ir à Assembleia, no dia 18, para dar respostas aos principais entraves da obra no Estado. Será apresentado um cronograma sobre o andamento da obra.Em quase duas horas de conversa com a ministra Ideli Salvatti, os parlamentares pediram apoio a candidatura do desembargador Marco Aurélio Buzzi, que concorre à uma vaga no Superior Tribunal de Justiça.


Envie seu Comentário