Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pagot não fará “quarentena”

27 de julho de 2011 0

Após pedir demissão em meio à crise no Ministério dos Transportes, o ex-diretor-geral do Dnit Luiz Antonio Pagot disse ontem que recebeu propostas de trabalho de empresas privadas.
Pagot disse ainda que não irá cumprir a “quarentena’’ imposta a servidores públicos porque tem de pagar suas contas. Um decreto prevê que ocupantes de cargos DAS-6, entre outros, ficam impedidos de exercer atividades ou de prestar qualquer serviço no setor de sua atuação por um período de quatro meses, contados da exoneração.
– Isso (fazer quarentena) não tem nada a ver, até porque não tem nada decidido no governo. Se você olhar o que está aprovado para o PAC, é a mesmice da hidrovia do Tietê-Paraná e tem alguma coisa do Madeira-Amazonas, não tem nenhum projeto ousado – afirmou.
Ele diz ter sido procurado por grupos do Mato Grosso e do Rio Grande do Sul.

Envie seu Comentário