Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ministros privilegiam seus Estados

26 de setembro de 2011 0


Os ministérios são responsáveis por políticas públicas em todo o país, mas na hora de definir que Estados visitar, ministros têm predileção por seus locais de origem. Levantamento realizado pelo jornal O Globo indica que, embora a federação tenha 27 unidades, pelo menos 30% das viagens de ministros são para seus redutos eleitorais.
O pente-fino indica, inclusive, que grande parte das agendas dos ministros “emendam” nos finais de semana. O levantamento considera apenas as viagens com justificativa de trabalho. Graças a um decreto presidencial de 2002, os ministros podem usar aviões comerciais e da Aeronáutica também para voltar para “a cidade de residência fixa”, só para descansar.
Promovido a ministro da Pesca em junho, Luiz Sérgio (PT) já fez 20 viagens desde então, das quais 11 para eventos no Rio, alguns sem conexão com as missões da pasta. Em 5 de agosto, uma sexta-feira, o único compromisso marcado na agenda foi a participação nas comemorações dos cinco anos da Lei Maria da Penha, na Fundição Progresso, no Rio. Estado “top” na agenda do ministro, o Rio é o nono produtor de pescado, segundo estatística da pasta. Santa Catarina e Pará, líder e vice-líder nesse ranking, mereceram uma visita cada.
Ministra faz 37% das viagens para seu Estado
Magnetismo semelhante exerce o Espírito Santo sobre a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes (PT), cotada para concorrer à prefeitura de Vitória. Desde janeiro, foram 48 viagens nacionais e internacionais, sendo 18 (37%) para a terra da moqueca. Em 17 de janeiro, a petista saiu pela primeira vez de Brasília. Escolheu a capital capixaba, onde se reuniu com parlamentares e o governador Renato Casagrande (PSB).
A secretaria alega que o Espírito Santo “tem de ter uma atenção especial”, por estar à frente no ranking de assassinatos de mulheres. A taxa de homicídio, em 2008, foi de 10,9 (a cada 100 mil habitantes). Segundo no ranking, Roraima não recebeu a ministra nenhuma vez.


CONTRAPONTOS

O que diz Iriny Lopes
A ministra, além do Espírito Santo, viajou a outros Estados e países, disse a assessoria. E que a Secretaria de Políticas para as Mulheres repactuou o Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher no Espírito Santo, iniciativa que será propagada pelo país.
O que diz Orlando Silva
O Ministério do Esporte informou que os compromissos em São Paulo são, na maioria, ligados à Copa e ao esporte.
O que diz Ana de Hollanda
A pasta informou que no Rio estão entidades vinculadas à pasta, como Funarte, Ancine, Biblioteca Nacional e Museu de Belas Artes, além de patrocinadores da cultura, como Petrobras e BNDES.
O que diz Fernando Bezerra
O ministério atribuiu as viagens a Pernambuco à presença de órgãos como Codevasf, Sudene e Dnocs, além de projetos importantes, como a Integração do São Francisco e a Ferrovia Transnordestina.
O que diz Afonso Florence
A assessoria alegou que as viagens se baseiam em ações do governo e que Florence também atende a convites do Estado.

Envie seu Comentário