Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pagot deverá ser chamado a depor

05 de junho de 2012 1

O senador Pedro Taques (PDT-MT) vai pedir à Procuradoria-Geral da República para ouvir formalmente o ex-presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antonio Pagot.
Taques disse que Pagot está “desesperado” para falar, por isso deve ser ouvido pelo Ministério Público Federal para esclarecer denúncias contra partidos e desvios de obras.
– Alguns dizem que ele está como um fio desencapado, então é melhor ele falar. Por que não falar no Ministério Público? De acordo com a sua vontade, que ele fale – afirmou Taques.
O senador disse que as acusações de Pagot de uso de caixa dois em campanhas eleitorais são “graves” e precisam ser esclarecidas.
Em duas entrevistas, Pagot acusou o PT e o PSDB de usarem os governos federal e de São Paulo para bancar as campanhas de Dilma Rousseff e José Serra à Presidência, em 2010. À revista Época, Pagot disse que o alto escalão do PT pediu auxílio para conseguir doações de empresas que tinham contratos com o Dnit para a campanha da presidente Dilma.
Já na Istoé, ele acusou o PSDB de desviar dinheiro da obra do Rodoanel, em São Paulo, para abastecer o comitê do adversário de Dilma na eleição, o tucano José Serra.
Luiz Antonio Pagot foi exonerado do Dnit em 2011.

Comentários (1)

  • Schell diz: 5 de junho de 2012

    Impressiona. O sr. Pagot só seria ouvido pela PGR se lá comparecesse e, além di discurso de delação (só agora dito), levasse provas irrefutáveis do que andou dizendo. Nem em 500 anos. No entanto, como o sr. Taques quer porque quer “desmontar” a Comissão de Inquérito, em auxílio a uns e outros dos de sempre (psdb, dem, psd, certa mídia), a quem interessa “o fim do mundo”, se sai com esse “converserê” de sempre. Haja paciência.

Envie seu Comentário