Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Thumbnail

Quer Ler em Inglês? Conheça os Readers!

Hello, there! Seguidamente meus alunos me pedem indicações de livros...

Thumbnail

Fluência ou proficiência? Qual a diferença?

  Você é fluente em inglês? Muito provavelmente se você...

Thumbnail

Resumão sobre o uso dos artigos A/An e The

  Parece simples, mas muita gente se embanana com o...

Thumbnail

Chato é "boring"? Sim, mas tem mais outros "chatos" que podemos usar!

  Eu sei o que você está pensando: “lá vem...

Thumbnail

Demonstrando - em inglês - Interesse na Conversa

  Hello!!!! Sabe quando você está conversando, e a sua...

Chato é "boring"? Sim, mas tem mais outros "chatos" que podemos usar!

30 de junho de 2016 2

boring

 

Eu sei o que você está pensando: “lá vem aquele chato do Fábio me dizer que não posso mais usar tanto a palavra boring, que eu uso para dizer chato desde que me conheço como aluno de inglês.”

Acertei?

Pois é! Vejam a seguinte frase:

- Que chato, é a segunda vez que eu tenho que parar de jogar futebol por causa de uma dor chata na perna.

Acima temos dois “chatos’ diferentes. Olha como se traduz:

What a shame, this is the second time I’ve had to stop playing soccer because of a troublesome pain in my leg!

Viu? até agora nada de boring!

Outro exemplo:

- Que cara chato! Sempre acelerando aquele maldito carro enquanto o bebê está dormindo!

What an inconsiderate bastard! He’s always accelereting that damn car while the baby is asleep!

Ainda sem boring.

- Deixa de ser chato e me deixe em paz!

Stop being so annoying and leave me alone!

Ok, agora vamos ao famoso:

- Ainda bem que você me ligou! Estava chato ficar sozinho hoje de noite!

Thank God you called me! It was boring staying alone tonight!

Sacou? Boring significa chato no sentido de entediante! Uma situação em que a pessoa não aguenta mais de tédio.

 

Aprendeu? I’m sorry I’ve been so annoying, but I know this is a very useful piece of information!

Resumão sobre o uso dos artigos A/An e The

30 de junho de 2016 0

a-an-the

 

Parece simples, mas muita gente se embanana com o uso dos artigos em inglês. Quando se usa The, e An?

Imagine que alguém chega para você dizendo: Hey, eu vi o Porsche branco!

A sua reação seria:”mas que mané Porsche branco que esse cara está falando?”
E sabe por quê? Porque ele, em português, usou incorretamente o artigo definido o. Quando você está falando pela primeira vez sobre qualquer substantivo, o artigo que deverá ser usado é o indefinido um ou uma. Olha como muda:

- Hey, eu vi um Porsche branco!
- Mesmo? Onde?

Percebeu a diferença? Usando erroneamente o artigo definido o, você passa a impressão que o seu interlocutor tem a obrigação de saber do que você está falando. Mas quando se usa o um ou uma, não.

E em inglês é assim também! Você vai usar o artigo indefinido a/an quando estiver apresentando, colocando um substantivo novo na frase pela primeira vez:

- Hey, I saw a white Porsche!
– Really? Where?

Somente a partir daí, que você pode colocar o artigo the na frente do Porsche:

- Hey, the white Porsche is back!……………… Hey, o Porsche branco voltou!
- Oh, damn, I missed it again!…………………. Oh, droga, perdi de vê-lo de novo!

Ah, e lembrando que você vai usar o a diante de palavras que começam com consoante:

a car
a dog
a cat

E o an diante de palavras que começam com vogal ou som de vogal:

an umbrella
an apple
an old friend

 

ATENÇÃO

Quando a palavra começar com a vogal u, mas tendo o som de (iú), você vai usar a, ao invés de an:

a university
a user

Quando começar com ‘eu’ e temos o som (iú) também usamos o a, ao invés de an:

A European country

 

Ok, my friends? See you soon!

 

Resumão sobre o verbo "to be"!

29 de junho de 2016 5

tobe

 

O verbo To Be (ser/estar) é um dos primeiros verbos aos quais o aluno de inglês é apresentado. E não é por menos, é um verbo importante por se tratar de um verbo auxiliar.

 

E o que seria um verbo auxiliar?

O verbo auxiliar, como o próprio nome indica, auxilia na estrutura da frase quando a transformamos em negação e interrogação. E isso porque a partícula NOT (não) precisa estar acompanhada de um verbo auxiliar para entrar na frase. E aí começa uma pequena mudança de paradigma, pois em português transformamos uma frase em negativa apenas pela inclusão do “não” antes de qualquer verbo.

 

Conjugação do verbo To Be no Present Simple:

I ……….am
You ……are
He ……..is
She …….is
It ……….is
We …….are
You ……are
They …..are

 

Negação

I ……….am not – I’m not
You ……are not – aren’t  …ou…… you’re not
He ……..is not – isn’t ……..ou….. he’s not
She …….is not – isn’t ……..ou….. she’s not
It ……….is not – isn’t ………ou…. It’s not
We …….are not – aren’t …..ou….. we’re not
You ……are not – aren’t ……ou…. you’re not
They …..are not – aren’t ……ou…. they’re not

 

Interrogação

Am I?
Are you?
Is he?
Is she?
Is it?
Are we?
Are you?
Are They?

 

 

Olha só o exemplo:

She is my sister …….. Ela é minha irmã
She is NOT my sister……. Ela não é minha irmã

O verbo to be, já presente na frase, facilitou as coisas. De maneira que tudo o que eu preciso fazer é colocar o not APÓS o verbo, e não antes, como fazemos em português.

Existe a possibilidade de colocar o apóstrofo e encurtar:

She’s my sister / She’s not my sister / She isn’t my sister

 

E na interrogativa?

Para passar uma frase com o verbo to be na interrogativa basta “puxar” o verbo para frente do sujeito ou pronome:

She is your sister – Ela é tua irmã
Is she your sister? – Ela é tua irmã?

 

Simples assim!

 

ATENÇÃO

Na primeira pessoa do singular, o verbo to be não se funde com o NOT, mas com o pronome:

I am a student – Eu sou um estudante
I’m not a student – Eu não sou um estudante

 

Conjugação do verbo To Be no Past Simple

I ………….. was
You ………. were
He………… was
She……….. was
It …………. was
We ………. were
You ……… were
They…….. were

 

Negação

I ………….. was not ….wasn’t
You ………. were not …weren’t
He………… was not ….wasn’t
She……….. was not…..wasn’t
It …………. was not…..wasn’t
We ………. were not…..weren’t
You ……… were nor…..weren’t
They…….. were not …..weren’t

 

Interrogação

Was I?
Were you?
Was he?
Was she?
Was it?
Were we?
Were you?
Were they?

 

 

Ajudou?  Espero que sim!

See you next time

 

Fluência ou proficiência? Qual a diferença?

28 de junho de 2016 0

proficiencia

 

Você é fluente em inglês? Muito provavelmente se você discorrer tranquilamente num diálogo como o abaixo, você é:

- Hello, how are you?
- Hi, I’m fine, and you?
- I’m fine too!

Mas peraí, teacher! Esse diálogo é o supra-sumo da simplicidade! É uma conversa em inglês básico!

Exatamente, mas se a pessoa conseguiu fala-lo sem tropeços e na pronúncia correta, acabou de ser fluente! E estou falando em desenvolvê-lo sem precisar ler, hein?

E é aí que mora o perigo. “Ser fluente em inglês” é um conceito inexato que provoca problemas na hora que uma empresa contrata um candidato que precisa ter o tal “inglês fluente”, quando na verdade, eles procuram alguém com proficiência.
E o que seria ser proficiente? Se você consegue falar inglês na pronúncia correta, utilizando a estrutura correta, tem a habilidade de compreender muitas gírias, phrasal verbs e expressões idiomátias, assim como utiliza-los quando preciso, e consegue ter boa desenvoltura em todos os assuntos, e não esquecendo dominar a escrita com qualidade e leitura sem precisar recorrer sempre a dicionários voilà, você é proficiente.

Ser proficiente é mais do que avançado, é um patamar que somente quem estudou e se dedicou durante alguns anos chega.É praticamente um passo atrás do nativo. E esqueça, você JAMAIS falará como um nativo. A não ser que tenha nascido aqui no Brasil e se mudado pra um país de língua inglesa ainda quando estava nas fraldas.

Para saber se você está nesse nível, o mais indicado é fazer um teste internacional de proficiência. Falo dos principais testes e suas estruturas aqui.

That’s it, my friends! E se você ainda não for proficiente, continue estudando!

See you next time!

 

 

Brexit? Mas o que é Brexit?

28 de junho de 2016 4

image

 

Então, algumas pessoas têm me perguntado o que significa Brexit e como se pronuncia.

Se você não esteve em Marte na última semana, sabe que o Reino Unido fez um referendo para que seus cidadãos decidissem sair ou permanecer na União Europeia.

Deu que o resultado decidiu pela saída – exit – britânica – British! E é essa a razão do nome que junta BR + Exit, ou seja, algo que pode ser compreendido com “saída britânica”.

E como se pronuncia? Apenas adicione o “Br” na frente de “éczit”: bréczit! Lembrando que o R  é o mesmo dito em Brazil, ok?

 

see you next time!

"Por baixo dos panos", "de lascar!" e outras expressões em inglês

28 de junho de 2016 2

poker-face

 

E lá vamos nós com mais uma série de expressões que você fala todos os dias em português, e quer saber como se falam em inglês!

 

De lascar! ………………………… to take the case

- Essa situação é de lascar!
- This situation really takes the case!

 

Por baixo dos panos ……………. under the counter

- Ele gosta de trazer pendrives por debaixo dos panos
- He likes bringing flashdrives under the counter

 

Cara de elevador ………………… poker face

- Eu nunca sei o que ela está sentido com essa cara de elevador!
- I can never tell how she feels with that poker face!

(de repente você usa outra expressão para designar aquela cara sem reação e sem emoção que muitas pessoas fazem. Mas eu falo ‘cara de elevador’. Por quê? Já viu a cara que as pessoas fazem dentro de um elevador, contemplando o nada?)

 

Muito raramente ………………… once in a blue moon

- Eu a vejo muito raramente
- I see her once in a  blue moon

 

Xará ………………………………. namesake

- Meu xará é um famoso cantor
- My namesake is a famous singer

 

Nada de extraordinário ………. no great shakes

- Esta cerveja não é nada de extraordinário
- This beer is no great shakes.

 

 

Valeu? See you next time!

 

"Used to" e "Would" Para Hábitos ou Atividades no Passado

28 de junho de 2016 2

tempo

 

Ok, sabemos que usamos o modal WOULD para a segunda condicional, quando quisermos falar sobre alguma coisa que faríamos, gostaríamos, ou (ponha aqui o seu verbo preferido)…íamos caso algo acontecesse.

Mas também usamos o would para hábitos no passado. Mas também usamos o USED TO. E agora?

Simples! Usaremos o used to para o que os linguistas em inglês chamam de continuing past states, ou atividades contínuas ou situações contínuas no passado. Por exemplo:

I used to enjoy being with my relatives at the beach!

E vamos usar o would quando estivermos falando de hábitos ou ações repetidas no passado. Por exemplo:

Dad would take me to the river for fishing!

Mas a melhor maneira de entendermos o uso dessas duas formas é num contexto maior. Para desconfundir a cuca, procure sempre usar o USED TO para um quadro maior, e o WOULD para sub-atividades dentro deste quadro. Por exemplo:

- My family used to go to the country side when I was a child. There we would go fishing, we would have barbecue among the trees and my cousins and I would play by the lake!

- Minha família costumava ir ao interior quando eu era criança. Lá íamos pescar, fazíamos churrasco entre as árvores e meus primos e eu brincávamos na beira da lagoa!

Uma dica infalível é se lembrar de uma história real pessoal sua e montar um exemplo, como usado acima. Aí toda vez que você estiver em dúvida, recorra a ele. Logo, logo essa estrutura entrará na sua cabeça e você nunca mais vai esquece-la!

 

Palavra de teacher :D

 

Demonstrando - em inglês - Interesse na Conversa

27 de junho de 2016 0

conversation

 

Hello!!!!

Sabe quando você está conversando, e a sua maneira de demonstrar interesse no que o seu interlocutor está falando se traduz em “aham”, “sim”, “sei”? Pois é, em inglês também temos como demonstrar esse interesse, ou que estamos ligados no que a outra pessoa está dizendo! Saca só alguns exemplos:


Really? (sério?/mesmo?)

- And it was then that my girlfriend told me she had taken the wrong road! (E foi então que minha namorada me disse que pegou a estrada errada)
- Really? (mesmo?)
-
Yeah! She needs to learn how to use that GPS! (ahãm! Ela precisa aprender a usar aquele GPS!)

 

I see (sei)

- I bought this gadget at that store next to my office. (comprei esse gadget naquela loja do lado do meu escritório)
- I see! (sei)
- It’s a great device, you should have one yourself! (é um ótimo aparelho, você deveria ter um!)

OBS: cuidado para não dizer literalmente “I know” (eu sei), pois pode soar um grosseiro “já sei!”, então prefira o I see, mesmo significando “eu vejo”

 

Oh Yeah? (ah é?)

- Can you believe Cinthia has left her job to have her third baby? (você acredita que a Cinthia deixou o emprego pra ter o terceiro filho?)
- Oh yeah? (ah é?)
- Yeah! That girl surely wants to have a big family! (Siiim! Aquela guria tá a fim de uma família grande mesmo!)

 

Are you Serious? (tá falando sério?)

- I’m moving to Belgium in 2 months!  (estou me mudando pra Bélgica em dois meses!)
- Are you serious? (tá falando sério?)
- As serious as a heart attack! I’ve got a job there! (Muito sério! Consegui um emprego lá!)

 

That’s true! (é verdade)

- I can’t stand this rain anymore! How am I supposed to go jogging?
- That’s true! I’ve had enough of this! (verdade, já deu o que tinha que dar!)

 

 

That’s it for now, guys! See you next time!
- are you serious?
- Of course  :/

Civilization, were, better e water com suas pronúncias nos EUA e em UK!

27 de junho de 2016 0

Várias são as palavras que têm a sua pronúncia notadamente diferente nos EUA e na Terra da Rainha! Por isso peguei apenas quatro palavras-chave mas que dizem muito sobre essas diferenças! Confere no meu novo vídeo!

 

 

Let's cook? Vamos cozinhar ... em inglês?

26 de junho de 2016 1

cooking2

Are you hungry?

Que tal falarmos sobre algo constantemente deixado de lado em aulas de inglês, como o vocabulário de culinária? Muita gente gosta de cozinhar, e quando se depara com uma receita em inglês fica boiando em determinados termos. Então resolvi facilitar a sua vida e montar um vocabulário bem legal só com termos lidos em receitas. Check it out!

 

Colher de sopa – tablespoon

Por exemplo, “duas colheres de sopa de açúcar mascavo” fica “two tablespoons brown sugar”.  E não está errado, ou seja, eles suprimem mesmo a preposição “of”. É bem normal na linguagem de receitas. Ah, sim, leva de lambuja o significado de açúcar mascavo…

Colher de chá – teaspoon

Meia xícara – ½ cup

Sal e pimenta à gosto – salt and pepper to taste

Pré-aqueça o forno – preheat oven

Pique a cebola – chop the onion

Corte a cenoura em pequenos pedaços – dice the carrot

Refogar – to saute

Dourar – to Brown

Prato refratário – baking dish

Caçarola – Saucepan / casserole

Amido de milho – cornstarch

Despejar/derramar – to pour

Cozinhar em fogo brando – to simmer

Agitar/sacudir – to whisk

Rechear – to stuff

Misture – mix

Mexa – stir

Ferva  água – boil water

Banho-Maria – water bath

Tá bom, né? Agora, para ver se realmente você já sabe seguir uma receita em inglês, tenha os ingredientes à mão, coloque o chapéu de cheff e mande brasa na receita abaixo:

Classic and Simple Meat Lasagna

 

Ingredients

12 whole wheat lasagna noodles

1 pound lean ground beef

2 cloves garlic, chopped

1/2 teaspoon garlic powder

1 teaspoon dried oregano, or to taste

salt and ground black pepper to taste

1 (16 ounce) package cottage cheese

2 eggs

1/2 cup shredded Parmesan cheese

1 1/2 (25 ounce) jars tomato-basil pasta sauce

2 cups shredded mozzarella cheese

 

Directions

Preheat oven to 350 degrees F (175 degrees C).

Fill a large pot with lightly salted water and bring to a rolling boil over high heat. Once the water is boiling, add the lasagna noodles a few at a time, and return to a boil. Cook the pasta uncovered, stirring occasionally, until the pasta has cooked through, but is still firm to the bite, about 10 minutes. Remove the noodles to a plate.

Place the ground beef into a skillet over medium heat, add the garlic, garlic powder, oregano, salt, and black pepper to the skillet. Cook the meat, chopping it into small chunks as it cooks, until no longer pink, about 10 minutes. Drain excess grease.

In a bowl, mix the cottage cheese, eggs, and Parmesan cheese until thoroughly combined.

Place 4 noodles side by side into the bottom of a 9×13-inch baking pan; top with a layer of the tomato-basil sauce, a layer of ground beef mixture, and a layer of the cottage cheese mixture. Repeat layers twice more, ending with a layer of sauce; sprinkle top with the mozzarella cheese. Cover the dish with aluminum foil.

Bake in the preheated oven until the casserole is bubbling and the cheese has melted, about 30 minutes. Remove foil and bake until cheese has begun to brown, about 10 more minutes. Allow to stand at least 10 minutes before serving.

Ah, e, evidentemente, assim que ficar pronto, aguardo o convite!

Bon appetit!

Stay tune for more food … I mean, more hints!