Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A História do Batom

10 de agosto de 2015 0

Olá meus amores!

Os cosméticos sempre fascinaram tantos os homens, quanto as mulheres. Na antiguidade isso era sinônimo de poder! Começou-se a usar algo para pigmentar os lábios são encontrados no Antigo Egito, em 5000 a.C. Na época tratava-se de uma substância natural denominada “púrpura Tyr”, que era usada pelas mulheres das altas classes sociais. Algum tempo depois, também na civilização dos faraós, foi criada a pigmentação vermelha, obtida a partir do óxido de ferro.

Durante vários séculos, usar algo para colorir os lábios remetia-se a sensualidade e más intenções. Na Grécia, durante o século II, foi criada uma lei que proibia as mulheres de utilizar pigmentações na boca antes do casamento. Muito tempo depois, em 1770, a Inglaterra acabou proibindo de vez tal prática. A explicação era simples: moças que coloriam os lábios tinham um grande poder de sedução capaz de enganar os homens.

O nome batom deriva de uma palavra de origem francesa e significa bastão. Tal denominação surgiu da criação do perfumista Rhocopis, o qual desenvolveu uma massa composta por talco, óleo de amêndoas, essências de bergamota e limão, na cor vermelha, dando origem ao primeiro batom da história. Tal nome é justificável pelo fato de Rhocopis ter colocado seu produto em uma embalagem cilíndrica de papel de seda, algo parecido com um bastão.

Mas foi só no começo do século XX que o batom conquistou seu lugar cativo na lista de objetos indispensáveis da mulher, época em que o mesmo começou a ser vendido embalado num tubo e vendido em cartucho na cidade de Paris. Naquele momento, a difusão do uso do batom pelo mundo inteiro era apenas uma questão de tempo.

CURIOSIDADES:

– O primeiro batom comercializado nos típicos recipientes cilíndricos de metal foi inventado por Maurice Levy em 1915;

– A embalagem em tubo giratório foi patenteada por James Bruce Mason Jr, em Nashville, Tennessee, 1923. A ideia era dar praticidade e tornar o batom um item de fácil aplicação.

– Uma pesquisa feita em 1998 apontou que 32% das mulheres têm mais de 20 cores de batom. E que os maiores índices de venda são nos dias chuvosos e cinzentos

ETIQUETA DO BATOM:

-Não retoque o batom em público. Faça-o sempre no toalete;

– Ao limpar os lábios em guardanapos, pressione-os sobre o tecido ou papel de maneira suave, para não deixar marcas;

– Prefira batons de longa duração, que não precisem ser retocados o tempo todo e não mancham;

– Cuidado com a escolha da cor e tenha sempre bom senso. Tons escuros ou muito vermelhos não são apropriados para situações como funerais eventos religiosos, por exemplo.

– SEMPRE equilibre a cor do batom com a maquiagem. O conjunto deve estar harmônico.

 E por hoje é só.

Um beijo!

Envie seu Comentário