Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de janeiro 2015

Comentários da página do leitor desse sábado (31/01)

31 de janeiro de 2015 0

PREVIDÊNCIA
Cabe-nos esclarecer, a propósito da coluna de Rosane de Oliveira “Corrigir é preciso, mas dói” (página 14, 29/1) , que as “adequações” levadas a cabo pela presidente Dilma nas vésperas do Ano-Novo trazem em si manifesta inconstitucionalidade, pois versam sobre matéria de exclusiva competência do Congresso e não foi provado que se revestissem da urgência necessária à publicação das mesmas.

Não pode uma sociedade democrática apoiar toda e qualquer quebra de direitos e garantias feita à revelia do texto constitucional. Concordamos que é necessário o aumento do controle social para coibir fraudes, entretanto as medidas publicadas vão em direção contrária à da estruturação do sistema de seguridade social, pois o que decorre da leitura de ambas as MPs é a retirada de direitos e não o combate claro às irregularidades.
Marilinda Marques Fernandes
Advogada – Porto Alegre

LITORAL
No verão, centenas de pessoas vão para o Litoral Norte. Lá chegando, porém, começam a se decepcionar: areia tomando conta das calçadas, falta de capina, lixeiras degradadas, falta de acessibilidade, entulhos, pedras do calçamento fora do lugar, além de bancos de areia que tomam conta da orla. Embora as prefeituras tentem se justificar, os prefeitos devem deixar as praias prontas para receber os veranistas, visto que a temporada de verão é fundamental para a economia do Litoral Norte.
Danilo Guedes Romeu
Professor – Porto Alegre

Leitor repórter: Ponte interditada

30 de janeiro de 2015 0

DSC01127 (1)

A professora aposentada Beatriz Osterman, veranista em Torres, enviou fotos reclamando da demora na restauração da ponte pênsil, um dos pontos de travessia entre a praia e o município de Passo de Torres. Segundo seu relato, a interdição prejudica o turismo e o comércio na região.

– A outra ponte é mais afastada e dificulta o acesso. Temos o costume de atravessar para utilizar os serviços do centro de Passo de Torres e vemos a situação como descaso – diz.

CONTRAPONTO | O que diz a Prefeitura de Passo de Torres

De acordo com a prefeitura de Passo de Torres, a interdição aconteceu em meados de setembro, por problemas na estrutura e nos cabos de sustentação. Por ser uma ponte interestadual, a restauração seria dividida entre os dois municípios vizinhos. O governo do Estado de Santa Catarina liberou uma verba de R$ 100 mil para a realização da parte de responsabilidade de Passo de Torres, que está concluída.

– Devido à demora no cumprimento das partes cabíveis ao município de Torres, resolvemos licitar o que restava para os materiais necessários e vamos concluir a revitalização por completo. A partir da próxima terça-feira, o trabalho será retomado. Entendemos como urgente a necessidade da liberação da ponte, tanto para o comércio quanto para o turismo – explica Alexandre Ângelo Felipe, secretário de Administração de Passo de Torres.

O prazo para a conclusão da obra é de 15 dias.

Comentários na página do leitor dessa sexta-feira (30/01)

30 de janeiro de 2015 0

FALTA DE ÁGUA
Estou com 74 anos de idade e desde os nove luto contra a falta de água em minha cidade, Bagé. Ainda nesta semana, por duas vezes ficamos sem abastecimento. É um problema que perdura em nível municipal, estadual e federal. Já são 65 anos sem solução e a cada ano se agrava mais. Como podemos chamar tal situação, a não ser
de incompetência de nossos governantes?
Luis C. Albano
Aposentado – Bagé

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Parece que, novamente, com a ajuda da mídia, o governo do Estado vai tentar extinguir órgãos públicos, sociedades de economia mista etc., para com o dinheiro das mesmas dar cobertura aos investimentos privados. Incentivos e anistias fiscais continuam. Nada muda. Extingue-se ou privatiza-
se uma empresa pública em beneficio de empresas privadas, através de empréstimos a fundo perdido, ou se terceirizam os serviços.
Qual a diferença entre o público e o privado? No primeiro caso, desperdício e cabide de empregos; no segundo, serviços e produtos superfaturados e roubalheira desenfreada. Qual é melhor? Nenhum, porque no Estado e no Brasil a má administração e o mau gerenciamento são a tônica. O dinheiro público aqui é usado para cobertura e enriquecimento escusos.
José Miguel Bittencourt
Técnico industrial – Viamão

SOBRE ZH
Aplaudo a matéria “Barreiras à redução da estrutura” (ZH, página 8, 28/1). O Executivo eleito tem de mostrar a realidade e a verdade sobre a estrutura do Estado. Sugiro aprofundar este tema, informando o déficit anual de cada instituição (ano passado) e o real passivo existente em cada órgão (incluindo os “esqueletos” de dívidas trabalhistas). Sartori tem esse compromisso com seus eleitores, para darmos o exemplo no RS e depois podermos cobrar também do governo federal.

José Ronaldo Leite Silva
Aposentado – Porto Alegre

Comentários da página do leitor dessa quinta-feira (29/01)

29 de janeiro de 2015 0

BALANÇO DA PETROBRAS
A quantia em avaliação é de R$ 188,4 bilhões, ou seja, 31,5% do faturamento que foram identificados como pagamento indevido de recursos. E o governo federal fazendo um arrocho nas contas de R$ 60 bilhões neste ano, para economizar, aumentando o preço da gasolina, os impostos e os juros. Isso mostra a competência de nossos governantes. O valor do rombo da Petrobras daria três anos de alegria para o povo brasileiro.
ROBERTO GRAPIGLIA
Empresário – Bento Gonçalves

CATAMARÃ
Acho maravilhoso o Catamarã e o trajeto que liga a cidade de Guaíba e o BarraShoppingSul, na Capital. Uma iniciativa que deu certo. Belas, eficientes e confortáveis embarcações. Viagens pontuais, cumprindo rigorosamente as marcações dos canais de navegação com total segurança.
O único entrave para o desenvolvimento dos serviços para atender outras linhas, tais como Ilha da Pintada, Ipanema e Lami, são as autoridades municipais. Eles, sempre eles, os burocratas dos serviços públicos, que ficam dificultando as coisas. Como o Cais da Mauá, para o qual apresentaram um projeto “espetacular” e acabou não saindo.
Parabéns aos operadores do Catamarã pelo excelente serviço prestado aos usuários.
JORGE ALBERTO FERNANDES VIDAL
Empresário – Porto Alegre

POLÊMICA DAS MAÇÃS
Ótimo cartaz da Femaçã, sem nenhuma apelação, nem ofensa à gloriosa Veranópolis. Do ponto de vista de um turista acidental, chama a atenção para o evento. Há centenas de festas anuais com cartazes no RS, essa será evidentemente a mais lembrada do ano. Quem achou o cartaz apelativo não conhece internet ou pecado de verdade.
MARCELO VICTOR
Psiquiatra – Porto Alegre

SOBRE ZH
Sensacional a exposição de Martha Medeiros em sua coluna “Aos Remos” (ZH, página 6, 28/1). Com certeza, expressou o sentimento de todos nós, brasileiros, que a todo momento nos sentimos roubados, desprezados e profundamente envergonhados dos políticos que “nos representam”. Como acreditar em alguém que há poucos meses prometia melhorar a vida da população, não aumentar impostos, respeitar o ser humano e blá, blá, blá? Por que nunca se colocam no nosso lugar e somente nos consideram gente quando precisam do nosso voto?
LIANE ALICE ARNDT
Turismóloga – São José do Norte

Fotos do leitor: espeto de selfie

28 de janeiro de 2015 0

espeto 2   Leonardo Krug, de Porto Alegre, e seus amigos improvisaram na hora da foto do churrasco. Na falta do popular pau de selfie, surgiu a versão gaudéria: o espeto de selfie. As imagens foram compartilhadas no Facebook de Zero Hora e tiveram mais de 10 mil likes. Vale reforçar que o celular não sofreu nenhum dano com a brincadeira. Eis o resultado: espeto

Comentários da página do leitor desta quarta-feira (28/01)

28 de janeiro de 2015 0

HERÓIS
Enquanto uma deputada agracia seus familiares com medalhas oficiais do governo do Estado, aparentemente sem nenhum mérito, nenhuma autoridade estadual, municipal, legislativa ou militar se lembrou, até agora, de fazer uma homenagem aos bravos jovens que prontamente se dispuseram a salvar as vítimas na boate Kiss. Alguns desses jovens vieram a perder suas próprias vidas. Jovens que demonstraram cidadania, desprendimento e solidariedade para com o ser humano. Esses, sim, merecem medalhas de heróis, ainda que postumamente. Precisamos valorizar os bons exemplos. Pela análise dos fatos e das cenas do ocorrido, é possível identificar esses heróis, tanto os vivos quanto os falecidos.
Jorge Luiz Giulian Marques
Engenheiro mecânico – Porto Alegre

EQUIPE
Caso interessante o do comissário Aneli. O comissário que protegia o secretário. O secretário que protegia o governador. O governador que desprotegia a sociedade e protegia os baderneiros em suas depredações usando os órgãos de segurança do Estado. Só faltou mesmo o Battisti no staff.
Jair Escobar de Moraes
Aposentado – Santiago

DELAÇÃO PREMIADA
Engraçada nossa Justiça. Foi necessário que o criminoso confesso e delator “aceitasse” a pena e o STF firmasse um acordo para que ele devolvesse parte do dinheiro “subtraído” do povo e delatasse os comparsas. Não acho necessária a prisão de ladrões do colarinho branco, para o país e sua população basta que lhes seja tirado até o último centavo para indenização do erário. A quantidade de dinheiro e de envolvidos não nos deixa precisar quanto foi o “rombo” nas contas do Tesouro. Não é de duvidar que esses empresários tenham também metido a mão nos bolsos de acionistas
e/ou quotistas de suas firmas, ou será que foi “só no meu” que mexeram?
Benhur O. Branco
Aposentado – Cruz Alta

SOBRE ZH
Comentários sobre notas publicadas na página Política+ da edição de segunda-feira. 

Parabéns, Rosane, pela notícia sobre a inauguração de um posto de saúde com equipamentos modernos em Pelotas. Essa, sim, é relevante para o povo e os outros governos, que deveriam imitar o gesto. É uma notícia para a primeira página.
Graciella Tomé
Psicóloga – Porto Alegre

Muito bom o texto de Rosane de Oliveira sobre as pensões recebidas por ex-governadores vivos e viúvas dos que já faleceram. Mudanças assim demoram a acontecer. Mas por que não começar eliminando a dupla renda dos ex-governadores?
César Gavillon
Aposentado – Canela

Comentários da página do leitor dessa terça-feira (27/01)

27 de janeiro de 2015 0

Confira os comentários publicados na página 4 da edição impressa de hoje:

Serviço de qualidade
Normalmente, escrevemos para criticar e isso ajuda para que os órgãos competentes tomem conhecimento de algumas falhas. Mas minha intenção aqui é a de fazer elogios ao serviço que a Brigada Militar vem exercendo na praia de Capão Novo. Eles circulam por toda a praia a toda hora, fiscalizam, fazem blitz, proíbem o acesso de automóveis na praia e não permitem som alto, além do serviço de salva-vidas. Não se trata de vassoura nova por mudança de governo, pois desde dezembro, quando vim para o litoral, já era esse o padrão de serviço.

Parabéns à Brigada Militar. Nós, cidadãos, nos sentimos mais seguros por isto.
Felipe Poser Fröner
Aposentado – Porto Alegre

Cuidados no trânsito
Todos os anos, no período em que os argentinos vêm para passar as férias no Brasil, precisamos redobrar os cuidados ao trafegar nas estradas. É muito importante recebermos os turistas, pelo intercâmbio de informações entre as pessoas e pela cultura dos hermanos. Mas o governo deveria distribuir panfletos escritos em espanhol, procurando orientá-los melhor sobre nossas leis e nosso trânsito.
Em uma viagem de Uruguaiana a Porto Alegre, ou no sentido contrário, presenciam-se todos os tipos de desrespeito às sinalizações. O que acontece em casos de vítimas brasileiras em acidentes causados por estrangeiros no trânsito do Brasil?
Osmar Ramos
Representante comercial – Pelotas

 

Golfinho devolvido ao mar em Tramandaí

20 de janeiro de 2015 1

Em Tramandaí Sul, a publicitária Cristiane Gerhard, 36 anos, avistou um filhote de golfinho à beira-mar. Ela procurou um salva-vidas para socorrer o animal.

– Assim que chamamos o salva-vidas, ele foi de imediato socorrer o golfinho, devolvendo-o para a água – relata a moradora de Sapiranga.

foto 3

O que diz o especialista

Segundo o professor adjunto do Departamento de Zoologia da UFRGS Ignacio Benites Moreno, o filhote de golfinho encontrado é uma toninha (pontoporia blainvillei). Segundo ele, essa espécie é ameaçada de extinção na América do Sul. O biólogo diz que os filhotes da espécie, em algumas ocasiões, acabam perdendo-se da mãe.

– É possível que essa toninha tenha se perdido tanto pela morte de sua mãe quanto pela inexperiência da mesma, caso tenha sido seu primeiro filhote – explica.

Há em todo o Estado cerca de 10 mil golfinhos desse tipo e cerca de mil morrem por ano devido à poluição dos mares ou por serem capturados nas redes de pesca.

Confira os comentários dos leitores de hoje em ZH

19 de janeiro de 2015 0

Confira na íntegra os comentários dos leitores publicados na página 4 da Zero Hora de hoje.
Brasileiro na Indonésia
Comovente a situação do brasileiro condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas. A situação mobilizou países, instituições, organizações de direitos humanos, e houve até pedido de ajuda ao Papa, para que evitasse sua execução. Longe dos holofotes, porém, milhares de pessoas morrem todos os dias, são internadas em clínicas, famílias inteiras são destruídas, vítimas das drogas.
Sem entrar na polêmica da eficiência ou não da pena de morte, se é justa ou não essa pena à luz de doutrinas religiosas ou filosóficas, o momento pode ser oportuno também, para refletir se seria possível utilizar essa grande energia e força mobilizante para salvar as vítimas
do tráfico.
Ricardo Calil Fonseca
Advogado – Itaberaí (GO)

Embora a presidente Dilma tenha tentado evitar a morte do brasileiro, o presidente da Indonésia foi irredutível. Lamentável, pois não é tirando a vida das pessoas que vai se resolver os problemas do mundo. Parabéns a nossa presidente, o Brasil deveria cortar relações com esse país.
odilon sater de melo
Aposentado – Porto Alegre

Tirando o lado humano do episódio, já que é muito triste ver alguém ser executado, por que o governo brasileiro teve que apelar oficialmente ao governo da Indonésia para que o brasileiro condenado por tráfico de drogas naquele país não seja fuzilado, se lá a lei prevê essa pena para qualquer pessoa que cometa esse tipo de crime, não apenas os brasileiros? Lá, o jeitinho não cola. Não tem juiz bonzinho ou que aceite pressão política. É a maneira que a Indonésia achou para combater essa praga das drogas.
Aqui, não temos a pena de morte, mas uma pena de prisão perpétua, sem chance de ser revogada, seria uma boa medida para esse tipo de crime e, também, para o crime de corrupção.
Ronaldo Gomes Ferraz
Engenheiro – Rio de Janeiro (RJ)

 

Segurança Pública
Gostaria de acrescentar que nada resolve colocar mais policiais nas ruas, construir mais presídios, fazer operações gigantescas para prender e coibir os delitos que emanam nossa cidade e país se não investirmos em educação. Nossas crianças de hoje estão indo à escola para serem educadas e ensinadas quando sabemos que educação vem de berço, de casa, com uma família bem estruturada, para que elas possam saber respeitar as pessoas como seres humanos, a respeitar as leis e serem disciplinadas. Só assim garantiremos uma sociedade mais justa e com menos violência.
Ricardo Aguirre Coelho
Aposentado – Porto Alegre

 

Auxílio-Moradia
A respeito da manifestação do presidente de comunicação do TJRS, desembargador Túlio Martins, justificando o deferimento de liminar que mantém o pagamento do auxílio-moradia: “Não se pode desconsiderar a Constituição cada vez que existe uma crise. A desembargadora não faz um juízo econômico-financeiro, faz um juízo da legalidade da norma.”
Alguns pontos a serem considerados: a observância à Constituição deve ser aplicada aos vencimentos e salários de todos os trabalhadores, independentemente de crise? O juízo da legalidade da norma não deve obstaculizar o juízo econômico-financeiro? Ou a aplicação de tais “assertivas” abrangem só aqueles que são mais iguais perante a lei?
Katia Teresinha Monaco Teixeira Lara
Funcionária pública – Porto Alegre

Lava-Jato
Retaliação? As empresas citadas na Operação Lava-Jato já demitiram ao menos 12 mil trabalhadores. Isso é só mais uma “pequena” amostra do efeito dominó desse escândalo da Petrobras, que trará ainda consequências inimagináveis. É só esperar para ver?
José Marques
Aposentado – Tatuapé (SP)

Foto do Leitor: a primeira imagem de 2015

03 de janeiro de 2015 0

O fotógrafo Tiago Trindade compartilhou com a gente esse registro feito dia 1° de janeiro quando ele voltava de uma viagem à Argentina:

Primeira imagem de 2015 - Foto do Leitor
“Já eram quase oito horas da noite quando a chuva deu um trégua e o sol deu sua luz como se fosse um ultimo suspiro. Ao olhar para o lado esquerdo da estrada, não acreditei que estava diante desta imagem, um arco-íris perfeito. Estava eu ali, no meio do nada, diante a minha primeira foto de 2015. Com certeza isso é um reflexo do que será o ano de 2015″, contou ele.​

Compartilhe sua imagem usando a tag #doleitorZH pelo Instagram ou participe enviando sua imagem aqui pelo blog! ;)