Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Leitor-repórter: calçadas ocupadas no Centro Histórico da Capital

22 de julho de 2016 0

Carlos Terres

O leitor Carlos Terres está intrigado com o comércio nas calçadas do Centro Histórico de Porto Alegre. Ele reclama da instalação de fruteiras informais esparramadas nas mais movimentadas esquinas da região. Ele fotografou e enviou para ZH o caso que considera o mais “acintoso” na Av. Borges de Medeiros com a Rua Andrade Neves.
— A venda tem uma eficiente e flamante logística. Será que a prefeitura não vê isso? Ou, pior, vão nos dizer que se trata de atividade autorizada? Logo adiante vão exigir a construção de um “frutódromo” para devolver as calçadas à população.

do leitor

CONTRAPONTO | O que diz a prefeitura, por meio da chefe da Seção de Fiscalização de Atividades Ambulantes da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio, Luciane Mattei.

Não é permitida a utilização de calçadas e passeios para exposição e venda de quaisquer tipos de produtos em Porto Alegre. Os cidadãos devem denunciar, além de não adquirir produtos de vendedores irregulares, visto que não possuem origem conhecida e podem trazer risco à saúde do consumidor.
A fiscalização ocorre diariamente no Centro Histórico. Denúncias são recebidas e encaminhamos agentes de fiscalização para averiguar a situação, os ambulantes são autuados e as mercadorias apreendidas.
O cidadão pode encaminhar denúncias no Portal 156 – Fala Porto Alegre. Será gerado um número de protocolo e encaminhado retorno ao cidadão com o resultado da ação fiscal que, nestes casos, costuma ser solucionada apenas com a apreensão das mercadorias e consequente liberação do passeio aos pedestres.

Envie seu Comentário