Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Leia as cartas da edição desta quarta-feira (16/04/2014)

16 de abril de 2014 0

CPI

Se a presidente tivesse o mesmo rigor na condução da nossa maior empresa desde o início do seu mandato, os corruptos não teriam abusado da Petrobras e ela não
teria perdido mais da metade
do seu valor e não seria a empresa mais endividada do mundo.
Augusto César Martins de Oliveira
Advogado – Rio Grande
Via e-mail
Qualidade

Nestes dias que antecedem a Sexta-Feira Santa, a imprensa divulga as propriedades da carne de peixe. Porém, junto com a matéria sobre esse alimento, exaltando as suas qualidades, vem uma recomendação: ao comprar o peixe, verifique os olhos; verifique as guelras; verifique a textura. Será que não está faltando fiscalização? Partindo do princípio de que se o produto está à venda deve estar em condições, não cabe
ao cidadão leigo ter que atuar
como fiscal da saúde.
Décio Gross Menger
Funcionário público – Porto Alegre
Via e-mail
Acidentes

Muito se tem falado sobre os acidentes ocorridos na BR-448, no acesso à BR-290. Creio que a solução seja simples e dependa unicamente dos motoristas que trafegam pela via: respeitar a sinalização de trânsito, especialmente os limites de velocidade. Tais limites, caso algum motorista desavisado não saiba, são indicados por aquelas placas brancas com contornos vermelhos.
Gilnei Hax
Funcionário público – Chapecó (SC)
Via e-mail

Lealdade

Sobre Seco, vira-lata que visitou seu dono Lauri, no hospital em Passo Fundo (leia mais nas páginas 32 e 33): importante lembrar que alguns dos melhores hospitais do Brasil já implantaram programas de visitação de animais de estimação. Em várias outras cidades do mundo também. Com ganhos comprovados para a saúde dos pacientes. Vamos lá, Rio Grande do Sul! Não vamos ficar para trás!
Naor Nemmen
Professor – Porto Alegre
Via e-mail

Abandono

O Rio Grande deu às costas ao seu parque ferroviário, desativando ramais, abandonando e destruindo
o patrimônio existente e relegando este eficiente meio de transporte
ao ostracismo e à degradação.
É preciso resgatar a importância desse valioso meio de transporte, sob pena de continuarmos retrocedendo em todos os sentidos. Já fomos referência em ferrovias e isto precisa ser retomado urgentemente.
Ricardo Reischak
Advogado – Porto Alegre
Via e-mail

Orla

Ao longo das avenidas Beira-Rio e Guaíba, há uma quantidade grande de ingazeiros e maricás, tirando a visibilidade do Guaíba. A prefeitura tem que fazer uma poda para que possamos admirar esta beleza. Podia ser também podado para que todos nós, que passamos por esses trechos, possamos admirar a beleza da paisagem. A orla vai ficar mais
bonita e mais limpa.
Jorge Alberto Fernandes Vidal
Empresário – Porto Alegre
Via e-mail

SOBRE ZH

Crescem casos de linchamento, que visam à justiça com as próprias mãos. Como é possível combater a violência mútua?

A impunidade é o sinal verde para a violência. Temos que mudar o código penal urgentemente, investigar os crimes e colocar os culpados atrás das grades. Chega de benefícios e boa vida para esses marginais, porque, se isso não acontecer, o Brasil vai virar um faroeste, teremos que armar a população e salve-se quem puder, olho por olho, dente por dente.
Sandra Vargas
Porto Alegre
Via Mural ZH

Os criminosos têm a certeza da impunidade, o Judiciário está falido, a segurança não existe e não há como ter um guarda em cada esquina. A polícia só orienta para que não se reaja a assaltos e cada vez os criminosos são mais cruéis e mortais.
Jose Alvaro Seibel
Santa Rosa
Via Mural ZH

Deixe sua opinião sobre o assunto acessando o Mural ZH:

Missão ZH: Faça um registro do Eclipse total da lua com a tag #eclipsezh

14 de abril de 2014 1

Que tal a foto de Diogo Zanatta? É uma prévia do eclipse lunar total, também conhecido como lua sangrenta ou lua vermelha, que vai acontecer na madrugada desta terça-feira. É ficar de olho no céu e mandar seu registro com a tag #eclipsezh no Instagram

Ou pelo participe:

Confira o regulamento

foto

 

 

Alguns leitores fotografaram uma prévia do fenômeno. Confira as fotos que eles enviaram da lua:

Foto de Roberto  T.  Oliveira Foto de Monica Santiago 
Foto de Carla Hardt da Silva Foto de Marcelo Martins Pinto 

Foto de William Guedes Cezar Foto de  Letícia Waldow

 

Foto do leitor: pôr do sol na Capital e no Interior

14 de abril de 2014 0

ponte

Jonas Santin enviou foto da capital gaúcha, com destaque para a Ponte do Guaíba, ao fundo.

portoalegre

O publicitário Peter Von Adamovich registrou o entardecer em Porto Alegre.

leitor

Gabriele Petkowicz Kissel fotografou o pôr do sol, no município de Centenário.

>>> Participe! Envie a sua foto!

Comentários desta segunda-feira (14/04/14)

14 de abril de 2014 0

Comentários publicados na Página do Leitor da edição de ZH desta segunda-feira (14/04/14).

Solidariedade
Tatiana Solanca, 33 anos, decide emagrecer 20 quilos para doar fígado a menino de quatro anos com câncer em Santa Catarina. Leia a reportagem:
http://zhora.co/TatianaeJoão

Nada que eu diga poderia qualificar de maneira tão nobre a atitude desta mulher. Neste momento, meus olhos falam
por mim.
Liliane Motta Machado
Via Facebook

Enquanto a “família do pai não se envolveu”, uma mulher que, até então, não conhecia o menino esforça-se para ajudá-lo. É incrível o ser humano, seja para a omissão, seja para a boa-vontade! Vida longa ao João e à sua heroína!
Ellara Valentini
Via Facebook

Olimpíadas
Todos estão de olho na Copa, mas estão se esquecendo das Olimpíadas do Rio, em 2016. Eu, particularmente, como cidadão deste país, estou com medo de que os jogos sejam verdadeiras “Olimpiadas”. Acorda, governo do Rio de Janeiro! Não seja cúmplice de mais um fiasco mundial de nosso país. O Comitê Olímpico Internacional está de olho.
Rui Fischer
Aposentado – Taquara
Via e-mail

Fashion Rio
Brincando com a polêmica do triângulo amoroso da novela “Em Família”, Reynaldo Gianecchini apalpou as colegas de elenco Giovanna Antonelli e Tainá Müller ao final do desfile da TNG no Fashion Rio. Veja a foto, leia a notícia e opine sobre a polêmica:  http://zhora.co/maoboba

009e9fa4

 

O encerramento do desfile do Fashion Rio com Reynaldo Gianecchini, Giovanna Antonelli e Tainá Müller, o trio da novela “Em Família”, com fotos circulando em toda a mídia, é uma agressão à mulher num tempo onde se discute o abuso sexual até mesmo nos transportes públicos. É preciso não ter consciência para apostar na vulgaridade como o Fashion Rio o fez, e ao que os atores se submeteram.
Rosangela Macedo
Arquiteta e Urbanista – Porto Alegre
Via e-mail

Consumidor
Muitos fabricantes vêm aos poucos diminuindo o peso de seus produtos, mas mantendo a mesma aparência externa nas embalagens, despistando os consumidores ou confundindo-os ao compararem seus preços com os dos similares. Temos visto isso, por exemplo, nas barras de chocolate,
que de 180 gramas passaram para 170, 160, 150 e agora até 130 gramas. Idem nos pães de forma, que em geral vinham com 500 gramas, depois
com 450, 400, 350 e alguns com 300. As latas de certo leite em pó continham 300 gramas, mas agora
só 280.  Onde estão os órgãos de proteção aos consumidores? Por que o governo não impõe pesos-padrão, impedindo esses artifícios?
Adelino de Oliveira Soares
Advogado – Porto Alegre
Via e-mail

Regime militar
Acho estapafúrdio que a esquerda brasileira tanto estranhe que os Estados Unidos apoiaram os militares em 1964. Apoiaram não somente os militares no Brasil, mas em toda a América Latina, para evitar que regimes socialistas chegassem ao poder através das urnas, como ocorreu no Chile em 1970.
Por outro lado, os regimes socialistas recebiam o apoio do outro bloco – no antagonismo entre comunismo e capitalismo – e isso parece que não leva estranheza. A própria esquerda não ia treinar guerrilha dentro de Cuba? Então, por que tanta estranheza? Por acaso a esquerda queria derrubar o regime militar sem conhecer os fatos e a realidade? Isto, sim, é que é estranho.
Harri Marmitt
Aposentado – Passo Fundo
Via e-mail

Poder Legislativo
Você, leitor e eleitor, já se perguntou  qual foi a produtividade do Congresso Nacional eleito pelo voto popular e democrático? Em quase quatro anos de mandato, nem a chamada base governista nem a oposição inerte conseguiram formular alguma coisa que pudéssemos considerar um bom trabalho. Não fizeram nada em quatro anos, não aprovaram nada significativo, não terminaram a CPI do caso Cachoeira, não discutiram reformas tão desejadas pela sociedade, como a Política e a Fiscal e Tributária.
Rafael Moia Filho
Escritor – Bauru (SP)
Via e-mail

Um bom motivo para retornar aos pampas

12 de abril de 2014 0

Os jogos da Copa em Porto Alegre serão um bom motivo para o hondurenho Oscar Roberto Sahuri, 67 anos, voltar para a cidade que o acolheu no final da década de 1960 e onde conheceu sua esposa, Cacilda Bretanha Santos, 61 anos. O casal e os netos Alejandro, 12 anos, e Andrés, 8 anos, vão assistir a jogos na Capital, com carinho especial para a partida entre França e Honduras.

honduras

Leitor assíduo de ZH, Oscar acompanha as notícias do Estado por zerohora.com quase diariamente da cidade de San Pedro Sula, onde vive com a família e trabalha como engenheiro. A informação de que seu país jogaria em Porto Alegre o deixou animado.
– Conheci Porto Alegre quando fui estudar Engenharia Química na UFRGS. Morei lá de 1966 a 1971.  Aliás, minha esposa eu conheci justamente em uma festa da engenharia – conta Oscar, que esteve  pela última vez no RS em 2010.

No período em que ficarão em Porto Alegre, serão recebidos pela irmã de Cacilda, Yara Regina Cevallos, que mora no bairro Menino Deus. No total, a família ficará no Brasil por dois meses.
– Eu vou assistir a todos os jogos. Já minha esposa e meus netos irão ver França e Honduras e Argentina e Nigéria.

No tempo livre, eles vão visitar o Rio de Janeiro e o interior do Rio Grande do Sul: Canela, Gramado, Pelotas e Jaguarão são algumas das cidades que estão no roteiro.
– Queremos mostrar pela primeira vez o Brasil para os netos – explica o engenheiro.

Apesar de viverem há mais de 30 anos em Honduras, a torcida pela Seleção Canarinho é quase  unanimidade: Cacilda, a filha Kelly Chyara, o filho Claudio Roberto e os netos Alejandro e Andrés  torcerão pelos brasileiros. Apenas Oscar vai dividir o coração: Honduras e Brasil.

O pulo do gatinho Fredy

12 de abril de 2014 0

1972335_10150416496519956_6764167100191114265_n

Fredy, o gatinho acima de dois anos, deu o que falar na página de Zero Hora no Facebook. O registro, feito por Gustavo Schiedeck, aconteceu quando Fredy pulava de volta para a casa de sua dona, a aposentada Selma Schiedeck, 70 anos, em Balneário Arroio do Silva. Segundo ela, o gato da raça maine coon não tem jeito e vive aprontando.

- O bicho velho é muito safado – avisa a aposentada.

Toda vez que Fredy pula para o telhado do vizinho, lá vai Selma para a janela com um pacote de ração. Ela fica balançando a embalagem enquanto chama o gato. Até que ele aparece e pula de volta para a casa de Selma na maior cara de pau.

Praticamente a versão felina para o Marley, do livro de John Grogan, Fredy não tem limites! Certo dia, a aposentada chegou em casa com as compras que havia feito no súper. Minutos de descuido e o pacote de presunto tinha sumido. No outro dia, Selma achou a embalagem vazia embaixo da mesa. Na terça-feira, a aposentada encontrou o gato desfilando em cima da porta do box do banheiro. 

- Ele é muito ativo. Não para nunca – afirma.

Na página de Zero Hora no Facebook, a foto de Fredy pulando teve mais de dois mil likes, 500 comentários e 200 compartilhamentos.

Foto do leitor: o olhar das flores

12 de abril de 2014 0

Homero Queiroga, de Pelotas, registrou o inseto na flor no jardim da escola onde trabalha

HOMERO

Francini Ramos enviou foto do Socó-boi passeando à beira de uma cachoeira em Morro Redondo

francine ramos

Magda Figueiredo, de Porto Alegre, fotografou a bela flor em um campo

Magda Figueiredo

Comentários da edição deste sábado (12/04/2014)

12 de abril de 2014 1

Você acredita que o tempo padronizado de 30 segundos para as sinaleiras de pedestres irá melhorar o trânsito em Porto Alegre?

A lei não terá reflexo na segurança dos pedestres se não houver fiscalização e penalização dos motoristas que ultrapassam o sinal vermelho.
Já fiz reclamações e tenho protocolo aberto na EPTC citando ocorrências que presencio quase diariamente na esquina da Dom Pedro II com a Américo Vespúcio, onde o tempo para a travessia de pedestres é de 24 segundos, mas não há respeito por muitos motoristas.
Marcos Wünsche
Via Mural ZH

Mais uma medida ridícula, feita sem planejamento: uniformizar todos os tempos, ao invés de verificar em quais locais realmente é necessário aumentar o tempo de travessia.
Sandra Moscovich
Via Mural ZH

Adotar uma mesma norma para vias de tamanhos e fluxos totalmente diversos é uma simplificação administrativa que vai piorar o trânsito. Ponham a lei de forma gradativa para se ter uma avaliação.
Ricardo Borges
Via Mural ZH

SOBRE ZH

Étriste, é lamentável como a mídia usa ainda, em pleno século 21, linguagem estereotipada, disciminatória, em relação ao negro. Tudo o que é ruim é atraibuído ao negro. “Setembro negro”, “Dia Negro”, “Lista Negra”, “Ovelha Negra”, “Previsões Negras”, “Mercado Negro”. Quando vai acabar isso?
Em título de ZH de 2 de abril, na página 4, dizia “Quadro Negro”, porque a situação do ensino não é boa. Pelo quadro material não é, porque há muito tempo os quadros ou lousas de escolas são verdes ou brancos.
Luiz Alberto Gomes Tuparaí
Professor – Itaqui
Via carta

Comentários da edição desta sexta-feira (11/04/2014)

11 de abril de 2014 0

Ações colaborativas

Em Santa Cruz do Sul, 26 de 32 guarda-chuvas para empréstimo nunca mais retornaram às estações de devolução. O que é preciso para que projetos colaborativos deem certo?

O povo faz isso e quer que os governantes sejam honestos. É o que diziam: “Os governantes do país são o reflexo de seu povo”.
Leandro Gobbe
Via Facebook

É preciso que as pessoas colaborem. E não me venham falar que falta educação, que ninguém ensina a roubar em casa. Isso é falta de conscientização mesmo, da pessoa saber que, se foi útil para ela, será para outros também. Mas o pensamento do brasileiro não é esse, e sim “ah, se eu não levar, outro vem e leva”.
Cristianno Morais
Via Facebook

Trabalhar com conceitos de sociedade, responsabilidade e vida coletiva, combatendo o individualismo, egocentrismo e o “dar-se bem às custas do bem público”. Educação e punição.
Lorien Marta Zanini
Via Facebook

Pesquisa do Ipea

A roupa não pode ser desculpa para serem cometidos abusos. Saber respeitar é sinônimo de ter educação. Se o real motivo fossem as roupas, mulher de calça jeans e camiseta não seria assediada. Agora pergunto: quantas vezes podemos ver uma mulher sendo “encoxada” dentro de um ônibus quando está em pé? Ou quando está sentada e aquele indivíduo para ao seu lado em pé, se anima e começa a se esfregar? É não saber o limite dos bons costumes.
Bruna Tyska
Estudante – Alvorada
Via Blog do Leitor

Trânsito

Embora o número de veículos tenha aumentado consideravelmente, o trânsito em Porto Alegre melhorou muito nos últimos anos. Os motoristas estão mais educados, não buzinam mais e não é raro ver um fazendo sinal para que o outro entre em sua frente e até com um sorriso. Os taxistas também estão nos orientando a encontrar o caminho mais curto. Acredito que isso se deva aos resultados da educação para o trânsito, ensinado nas escolas e reforçado pelos meios de comunicação.
Mario Antonio Garcia
Veterinário – Porto Alegre
Via e-mail

Justiça

Quando o roubo de duas galinhas, que inclusive mais tarde foram devolvidas ao seu dono, chega à mais alta corte do país (STF) para deslinde do caso, aí, sim, podemos dizer que chegamos ao “final dos tempos”.
O sistema judiciário vagaroso, atulhado de ações e mesmo assim o caso do roubo de duas galinhas consegue passar por duas instâncias e chegar ao STF. Não há explicação para isso. Qualquer juiz ou desembargador nas primeiras instâncias tinha o dever de barrar tamanha aberração. Enquanto se resolve o roubo das galinhas, situações das quais talvez dependam o futuro ou a saúde de seres humanos ficam mofando nos escaninhos do Judiciário.
José Ricardo Trasel
Aposentado – Uruguaiana
Via e-mail

Beira-Rio

Felizmente a Brigada Militar e os bombeiros não liberaram o Beira-Rio para o Gre-Nal de domingo. Seria um risco enorme, considerando as obras, com restos de construção que poderiam ser utilizados como armas.
Pedro Schmidt
Consultor empresarial – Porto Alegre
Via e-mail

SOBRE ZH

Parabéns pela reportagem “Gente do bem”, de quarta. Reportagens desse tipo devem aparecer com mais frequência, pois ainda aposto em uma educação de qualidade, em que família, escola, sociedade e religiões lutem por um bem maior. O que acham de fazer a mesma reportagem com crianças? Para que uma siga o exemplo da outra? Acho que assim teria um movimento grande das futuras gerações para fazerem o bem.
Naraiana Nunes de Liz Freitas
Pedagoga – Porto Alegre
Via e-mail

Leitor registra casa de joão-de-barro em cima de placa de sinalização

10 de abril de 2014 5

Nova imagem

Jorge Soares Retamar, 74 anos, registrou o casa do joão-de-barro em cima de uma placa de sinalização na BR-116, em uma viagem entre Pelotas e Jaguarão.