Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Alto comando tem pressa para decidir o sucessor de Piffero

29 de setembro de 2010 3

A semana será decisiva para a sucessão presidencial no Inter. Possivelmente na sexta-feira, Vitorio Piffero e Fernando Carvalho convocarão Pedro Affatato, Giovanni Luigi e Mário Sérgio Martins para uma reunião a fim de buscar o candidato de consenso da situação. Affatato e Luigi são os postulantes ao cargo. Mário Sérgio Martins, 2° vice-presidente do clube, chegou a ser apontado como pré-candidato, mas deverá abrir voto para Affatato. Caso haja um acordo para a apresentação do sucessor de Piffero, é certo que Carvalho já será anunciado no comando do futebol para o ano que vem.

Dificilmente haverá um acordo, pois nenhum dos dois candidatos abre mão de assumir a presidência a partir de 2011 _ com o preterido entrando como 1° vice-presidente. A sugestão de um troca-troca para a eleição de 2012, com a inversão da chapa para o pleito seguinte, voltará a ser sugerida, mas não deverá ser aceita por Affatato nem por Luigi. Até o último final de semana os coordenadores dos grupos de situação tentaram um acordo. Não tiveram sucesso e transferiram a decisão para o alto comando do clube. E os caciques têm pressa em definir a situação política do clube. Temem que as brigas no segundo escalão comecem a minar a gestão. Piffero e Carvalho decidirão juntos, de forma unânime.

Piffero e Carvalho mantêm postura de magistrados, seguem costurando um acordo. Mesmo que tenham as suas preferências, não as dizem publicamente. Mesmo que pertençam ao Inter Grande, o movimento de Luigi, ainda não declararam apoio ao correligionário. Há muito em jogo, como por exemplo, a eleição que renovará 150 das 343 cadeiras do Conselho Deliberativo, no dia 8 de novembro. E um racha poderia fazer a situação perder espaço no Conselho. Além disso, na divisão de cargos do movimento, o futebol pertence ao Inter Grande, enquanto que grande parte da administração está com os demais grupos (União Colorada, de Affatato, e Ação Independente Colorada, de Martins).

Se Luigi está ligado ao futebol, com a bênção de Fernando Carvalho, Affatato transformou-se em uma espécie de braço direito de Vitorio Piffero com o projeto de reforma do Beira-Rio para a Copa de 2014. Responsável pelas obras de infraestrutura do estádio, desde 2002, ele tem viajado com Piffero para as reuniões com a Fifa e a CBF. Amanhã, os dois estarão em Brasília para um encontro sobre as obras do Mundial. Retornarão à noite.

Comentários (3)

  • Roberto Vaz diz: 29 de setembro de 2010

    Qualquer um sabe que, por tradição ou por ser um costume necessário dentro de um clube de futebol (ao menos aqui no sul), o presidente deve ter atuado na área do futebol.
    Pifero e Fernando Carvalho, logicamente, não são exceção!
    A torcida colorada também tem esta verdade como absoluta e isso será demonstrado nas urnas.
    Ninguém no Inter (principalmente o sócio que vota) irá se jogar numa aventura futurista que, de uma hora pra outra, passou a sustentar que as reformas ou a Copa de 2014 (que até os hidrantes da Padre Cacique sabem que será patrolada para o Humaitá!) são mais importantes que o Futebol.
    O Futebol é o carro-chefe, PONTO!
    Desta forma, o candidato que irá tornar-se presidente do Inter será aquele oriundo do Futebol.
    E parem de enxergar pelo em ovo!

  • Fernando Nora diz: 29 de setembro de 2010

    Boa esta matéria, pois pela primeira vez, ou pelo menos pelas poucas vezes em que isto ocorreu, foi equilibrada. Falou de todos os candidatos e possíveis candidatos. Particularmente, vejo que Luigi é de longe o candidato mais preparado, pois pertence ao movimento político do clube que mais venceu. As obras, como alardeia o outro lado, qualquer um toca. Fazer um time vencedor, já vimos que em 100 anos de história, não é tão simples!!

  • marcinho diz: 29 de setembro de 2010

    Cadê o comentário que o presidente do corinthians falou que o inter é melhor?
    Vcs falaram que iam postar domingo, mas até agora nada!

Envie seu Comentário