Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de setembro 2010

"Estou feliz, o meu desejo era ficar no Inter", diz Andrigo

30 de setembro de 2010 4

a segunda-feira, Andrigo, seus pais, representantes, e a direção do Inter terão uma reunião no Beira-Rio para assinar a papelada que garantirá o atacante de 15 anos por cinco temporadas no clube. O contrato terá validade somente a partir de 27 de fevereiro, quando o guri famoso cumprirá 16 anos. O Inter evita, assim, perder Andrigo para o futebol europeu _ houve assédio de Manchester United e City e do Barcelona. Ontem, quando todas as bases foram definidas, foi dia de festa no bairro Boa União, em Estrela, onde vive a família Araújo. Zero Hora conversou por telefone com Andrigo. Os principais trechos:

Zero Hora _ Você permanecerá no Inter. Está feliz?

Andrigo _ Muito. Tudo o que eu queria era ficar aqui. Sou colorado e os meus amigos estão todos no Inter. Eu não queria sair.

ZH _ Você ficou conhecido e a cobrança deverá aumentar. Está preparado?

Andrigo _ Acho que não serei mais visado por causa deste episódio, mas, se for, estarei pronto para tudo.

ZH _ Quando você pretende chegar ao time profissional?

Andrigo _ Se der, quero jogar no time de cima em dois anos.

ZH _ Você voltará aos treinos na segunda-feira?

Andrigo _ Volto a treinar na segunda e também retorno ao meu quarto no alojamento do Beira-Rio. Vou morar lá de novo. Estava com saudades.

ZH _ E você seguirá respondendo ás perguntas dos torcedores nas redes sociais?

Andrigo _ Vou parar um pouco. Estavam me xingando demais.

Copa de 2014: Inter vem sofrendo com ação de lobistas

30 de setembro de 2010 5

Ainda que o Beira-Rio esteja se transformando em um canteiro de obras para a Copa de 2014, o Inter segue precisando provar ao LOC (Comitê Organizador Local da Copa do Mudo, com sede no Rio) que tem condições de bancar sozinho o projeto de R$ 150 milhões para a reforma do estádio. Mesmo já tendo apresentado garantias financeiras à Fifa, a entidade ainda não estaria satisfeita com a forma autônoma com que o clube vem tocando a reforma. Gostaria que o Inter buscasse financiamentos bancários e até mesmo contratasse uma grande empreiteira para realizar as obras _ como ocorrerá com todas as outras sedes brasileiras para a Copa do Mundo. Na prática, o Inter vem sofrendo com a ação de lobistas ligados a empreiteiras. Todas as grandes obras ligadas à Copa (e à Fifa) são realizadas por empreiteiras, e o Inter foge deste padrão. O clube calcula, porém, que a obra orçada em R$ 150 milhões saltaria para R$ 260 milhões, caso o Inter contratasse uma grande construtora para a reforma _ além de recuperar o investimento três vezes mais rápido que se dependesse de uma parceira.

Conforme a direção, metade do dinheiro para a obra já está em caixa: R$ 75 milhões. Os demais R$ 75 milhões virão das vendas de mais 35 camarotes e suítes, além da comercialização de duas mil áreas vips, que serão construídas sob a arquibancada superior e onde atualmente fica a marquise com os dizeres “a maior torcida do Rio Grande”. A reforma avança, e a ideia é que em março boa parte da arquibancada inferior já esteja rebaixada em direção ao campo.

O clube já apresentou à Fifa um estudo da consultoria Ernest & Young confirmando ter condições de entregar o estádio dentro do prazo de 36 meses. O Inter também vem dividindo com o LOC o seu monitoramento de fluxo de caixa voltado para a reforma.

Além disso, a direção busca junto ao BNDES e a mais três grandes bancos, a aprovação de uma linha de crédito no valor de R$ 75 milhões. Não pretende utilizá-la, mas ela seria um trunfo a ser apresentado para a Fifa até dezembro e, assim, tentar anular o lobby das empreiteiras. Apesar da pressão, o clube não cogita a hipótese de perder a Copa para a Arena do Grêmio.

Do coração

30 de setembro de 2010 0

Dono de 28 cadeiras no Conselho Deliberativo do Inter, o movimento Coração Colorado é presidido por Alexandre Figueiredo. Segundo ele, o grupo teve participação importante nas últimas gestões do Inter, com os correligionários Adil Souto (diretor do Projeto Genoma Colorado), Dannie Dubin (ex-diretor de marketing), Jorge Soruco (ex-ouvidor do clube) e Max Carlomagno (atual assessor da presidência).

Vem aí o consenso forçado

30 de setembro de 2010 0

Deverá ser confirmada para esta sexta-feira a reunião entre Vitorio Piffero e Fernando Carvalho com os candidatos à presidência Pedro Affatato e Giovanni Luigi, além de Mário Sérgio Martins, que havia se lançado à sucessão de Piffero, mas deverá declarar apoio a Affatato. Neste encontro, o alto comando do clube forçará o consenso para que a situação tenha apenas um candidato evitando, assim, o racha no clube.

Lembram deles?

29 de setembro de 2010 2

Lembram destes dois jogadores na foto abaixo? Com a camisa do Caxias está Rodrigo Paulista, ex-Inter. Com a do Cerâmica, de Gravataí, Djair, ex-Grêmio. O jogo, nessa quarta-feira, no Centenário, foi válida pela Copa Ênio Costamilan, e terminou 2 a 0 para os donos da casa (foto: Marcelo Campos). 

O alerta de Renato para vencer em casa

29 de setembro de 2010 4

Renato quer o Grêmio atuando com inteligência contra o São Paulo.

Para o técnico, o pecado de sua equipe em jogos no Olímpico tem sido a ansiedade, que a leva a querer resolver tudo com muita rapidez. Com isso, se expõe em excesso e dá chances ao adversário.

Renato recomenda que o time trabalhe bem a bola para enganar a marcação.

- Digo para os jogadores: valorizem a posse de bola como se fosse a namorada de vocês.

Renato e a eleição do Grêmio

29 de setembro de 2010 2

Renato Portaluppi assegura que a política não entra do vestiário do Grêmio.

O treinador diz que tem evitado que a questão sucessória chegue ao conhecimento dos jogadores, para não interferir no rendimento dentro de campo.

- Duda Kroeff é uma pessoa espetacular e sou muito amigo de Paulo Odone. Mas não posso tomar partido, sou empregado do clube, sou pago para treinar a equipe – esquiva-se Portaluppi.

Alto comando tem pressa para decidir o sucessor de Piffero

29 de setembro de 2010 3

A semana será decisiva para a sucessão presidencial no Inter. Possivelmente na sexta-feira, Vitorio Piffero e Fernando Carvalho convocarão Pedro Affatato, Giovanni Luigi e Mário Sérgio Martins para uma reunião a fim de buscar o candidato de consenso da situação. Affatato e Luigi são os postulantes ao cargo. Mário Sérgio Martins, 2° vice-presidente do clube, chegou a ser apontado como pré-candidato, mas deverá abrir voto para Affatato. Caso haja um acordo para a apresentação do sucessor de Piffero, é certo que Carvalho já será anunciado no comando do futebol para o ano que vem.

Dificilmente haverá um acordo, pois nenhum dos dois candidatos abre mão de assumir a presidência a partir de 2011 _ com o preterido entrando como 1° vice-presidente. A sugestão de um troca-troca para a eleição de 2012, com a inversão da chapa para o pleito seguinte, voltará a ser sugerida, mas não deverá ser aceita por Affatato nem por Luigi. Até o último final de semana os coordenadores dos grupos de situação tentaram um acordo. Não tiveram sucesso e transferiram a decisão para o alto comando do clube. E os caciques têm pressa em definir a situação política do clube. Temem que as brigas no segundo escalão comecem a minar a gestão. Piffero e Carvalho decidirão juntos, de forma unânime.

Piffero e Carvalho mantêm postura de magistrados, seguem costurando um acordo. Mesmo que tenham as suas preferências, não as dizem publicamente. Mesmo que pertençam ao Inter Grande, o movimento de Luigi, ainda não declararam apoio ao correligionário. Há muito em jogo, como por exemplo, a eleição que renovará 150 das 343 cadeiras do Conselho Deliberativo, no dia 8 de novembro. E um racha poderia fazer a situação perder espaço no Conselho. Além disso, na divisão de cargos do movimento, o futebol pertence ao Inter Grande, enquanto que grande parte da administração está com os demais grupos (União Colorada, de Affatato, e Ação Independente Colorada, de Martins).

Se Luigi está ligado ao futebol, com a bênção de Fernando Carvalho, Affatato transformou-se em uma espécie de braço direito de Vitorio Piffero com o projeto de reforma do Beira-Rio para a Copa de 2014. Responsável pelas obras de infraestrutura do estádio, desde 2002, ele tem viajado com Piffero para as reuniões com a Fifa e a CBF. Amanhã, os dois estarão em Brasília para um encontro sobre as obras do Mundial. Retornarão à noite.

As divisões do Conselho do Inter

29 de setembro de 2010 2

Caso a eleição do Inter vá para o Conselho Deliberativo e, depois, para o associado, os candidatos à sucessão de Vitorio Piffero precisarão contar com pelo menos 86 votos no CD para seguir ao segundo turno. Confira como está dividido o Conselho do Inter atualmente:

Inter Grande (Vitorio Piffero, Fernando Carvalho, Giovanni Luigi e Roberto Siegmann) – 102

Convergência Colorada (união do Internet/BV, do InterAção e do já extinto Inter 2000) – 84

União Colorada (Pedro Affatato, Celso Chamun, Luiz Antônio Lopes, Emídio Ferrreira e Léo Lewgoy) – 61

Ação Independente Colorada (Mário Sérgio Martins, Luís Paganella e Décio Hartmann) – 38

Coração Colorado (Luís César Souto Moura) – 28

Colorado Eu Sou (Cláudio Bier) – 10

Mais Inter (José Vecchio Filho) – 5

Inter Maior (Emídio Perondi e José Asmuz) – 6

Inter Sempre (ex-Pedro Paulo Záchia) – 6

Há quatro conselheiros que são independentes

Total: 343 conselheiros

Andrigo fica

29 de setembro de 2010 2

Andrigo ficará no Inter. Em fevereiro, quando cumprir 16 anos, assinará contrato por três temporadas, prorrogáveis por mais duas. Para não perder a sua pérola, que despertou o interesse de Barcelona, Manchester United e City, o clube apresentou um projeto de carreira para o atacante. Andrigo receberá aumentos salariais conforme o seu crescimento profissional e convocações para seleções nacionais de base.

Como argumento para convencer a família Araújo a manter Andrigo no Beira-Rio, o Inter lembrou ao jogador os cuidados que teve com estrelas do calibre de Nilmar, Sobis, Alexandre Pato e Sandro, todos crias da base colorada. Giscard Salton e Bernardo Stein comandaram as negociações.

Hoje, em reunião com o Inter, o pai de Andrigo, Paulo, será o porta-voz da família para dar o “sim” ao clube. O atacante deverá retomar os treinos no clube a partir da próxima semana.

- Se depender de nós, o Andrigo não sairá do Brasil. É muito cedo para se aventurar na Europa. A proposta é milionária, mas é preciso pesar todos os fatores: concluímos que não vale a pena – disse ontem, desde a sua casa em Estrela, a mãe de Andrigo, Nadir Tereza.

O Inter também poderá definir a permanência do goleiro Wellington, 15 anos, que deixou o clube garantindo ter propostas de Portugal. A atitude dos garotos irritou a direção, que decidiu retirar as categorias menores de 16 anos (aqueles que aind anão têm contrato com o clube) de competições nacionais e internacionais, a fim de evitar o assédio de empresários.