Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Giuliano sairá por bem menos do que o Inter desejava

14 de janeiro de 2011 3


O Inter acabou desvalorizando o seu principal jogador: Giuliano. Principal nome da conquista do bicampenato da Libertadores, o meia foi sondado pelo CSKA, em setembro, logo após o título. Os russos ofereceram 10 milhões de euros. O Inter recusou na hora. Acreditava que Giuliano sairia por 20 milhões de euros – uma venda ainda maior que a de Alexandre Pato (US$ 20 milhões). mas Giuliano terminou o ano na reserva e, assim como todo o Inter, foi mal em Abu Dhabi. A convicção colorada já havia sido reduzida em 5 milhões de euros.
Nesta quinta-feira, o presidente Giovanni Luigi negou negociá-lo por 8 milhões de euros para o futebol espanhol. O Inter precisa fazer caixa e só conseguirá com Giuliano. Talvez não seja agora, é possível que isso ocorra no meio do ano. Tem 20 anos e é o principal expoente da equipe para uma venda. Kleber não é do Inter, Sobis não é do Inter, D’Alessandro já não tem idade para uma grande transação, assim como Guiñazu. Se as dificuldades financeiras aumentarem, Giuliano será vendido por bem menos que os desejados 20 milhões de euros.



Comentários (3)

  • cezar paulo lazzarotto diz: 14 de janeiro de 2011

    Verdade. O inter manteve um time velho e lento, deixando Giuliano, Damião e outros sem espaço,
    e agora que vender a velharada.
    Ah, mas temos um consolo, agora renovaram com o Gleidson por mais 2 anos e emprestaram o Derlei,
    além de deixar jovens como Juliano, Augusto, Elton, todos sem espaço.
    Com essa política, ainda querem vender um por ano, só se for pra algum museu.
    KKKK, vou rir pra não chorar, pq se analisar bem deixo até de pagar as mensalidades.
    Acorda INTER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • ZÉ diz: 15 de janeiro de 2011

    E os caras ainda renovam o contrato de um treinador que, sabidamente perdedor e sem estrela (é só relembrar os três últimos finais de temporada dele, no Grêmio, no Atlético-MG e agora, no INTER), é notoriamente queimador de jovens talentos. Vamos queimar o ano de 2011 (ou pelo menos o primeiros semestre) por conta da manutenção de um profissional que é sinônimo de prejuízo – técnico e financeiro.

  • Paulo Roberto diz: 16 de janeiro de 2011

    Não acredito e será VERGONHOSO se a direção fazer um negócio depreciativo com o do Juliano que aproveitou as oportunidades e foi reconhecido. Tem 60 jogadores, e muitos cabeças de bagres, que não merecem o salário. Existe muito erro de avaliação ou “interesses”. O esquema tático que insistem em aplicar é de destruir carreira de qualquer jogador de futebol, do goleiro aos quero-queros que ficam no gramado. Futebol é simples e não é necessário MODISMOS.

Envie seu Comentário