Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Inter encaminha à Federação pedido de análise sobre ato de racismo

17 de maio de 2011 77

A direção do Inter, através do vice de futebol, Roberto Siegmann, encaminhou à Federação Gaúcha de Futebol, um pedido de investigação sobre o que considera ato de racismo ocorrido no Gre-Nal do Olímpico. Segundo o clube, o atacante Zé Roberto foi chamado de “macaco” pelas sociais do Grêmio, durante o aquecimento dos jogadores, dentro de campo, minutos antes do clássico que decidiu o Estadual.

Abaixo, o pedido encaminhado por Siegmann à FGF:

Senhor Francisco Noveletto
DD. Presidente da Federação Gaúcha de Futebol
Nesta Capital

Prezado Presidente:

O TJD, órgão administrativo ligado à FGF, que possui competência para conhecer e julgar as infrações disciplinares que envolvem as competições, tem em seus quadros procuradores com atribuição de dar início aos procedimentos disciplinares próprios.
As iniciativas dos procuradores têm sido surpreendentemente céleres e drásticas, no intuito de banir qualquer pretensa ofensa no curso das competições.
No último jogo entre INTERNACIONAL e G.F Porto Alegrense, no Estádio Olímpico, por ocasião do aquecimento do atleta do INTERNACIONAL, Zé Roberto, à frente das cadeiras sociais daquela agremiação, o mesmo foi alvo de um coro entoado pelos torcedores – sócios – que gritavam “… macaco… macaco…”
Tal fato foi noticiado pelas rádios que transmitiram o jogo, foi objeto de intervenção na TV COM, bem como pelos demais narradores e comentaristas que cobriam a partida.
Trata-se, sem qualquer sombra de dúvida, de manifestação odiosa de racismo por tratar-se de atleta negro, aliás costumeira naquele estádio e por parte daquela torcida, inclusive presente em diversos cantos entoados naquela praça de esportes, de conhecimento público, que já foram alvo de críticas e ampla divulgação por parte da imprensa local.
Atrevo-me a conferir à manifestação similaridade às práticas nazistas, tão rejeitadas pela humanidade.
Dessarte, constituindo-se a manifestação em crime inafiançável no trato constitucional, soube bem o legislador do regulamento das competições em capitular como prática passível de punição à agremiação as manifestações abjetas racistas.
Sirvo-me, pois, da presente para reiterar a indignação do SPORT CLUB INTERNACIONAL acerca do fato e, ainda, requerer se digne Vossa Senhoria a encaminhar a presente provocação a um dos procuradores do TJD/FGF.

Atenciosamente

Porto Alegre, 17 de maio de 2.011

Roberto Teixeira Siegmann
Vice Pres. De Futebol do S.C. Internacional

Comentários (77)

  • Maria Lúcia diz: 17 de maio de 2011

    A torcida do inter leva cartazes aos jogos no beira rio onde está escrito BEMVINDOS AO PLANETA DOS MACACOS .Podem verificar nas imagens de TV. Isso pode? Ninguém fala nada sobreisso,sigma/

  • junior xule diz: 17 de maio de 2011

    só para conhecimento Dr. Siegmann:

    isto se chama INJÚRIA QUALIFICADA, racismo é outra coisa bem diferente. só não sei no que siegmann é Dr.????

  • Adair diz: 17 de maio de 2011

    Sou gremista mas é de se condenar mesmo tais atos racistas, ainda mais em um país como o nosso, onde a população é formada por descendentes de africanos, italianos, alemães, árabes, judeus, portugueses, índios, que seriam oriundos de parte da Ásia, dentre outras nacionalidades, somando-se a isso a mistura de etnias. Por outro lado, creio que meu time perdeu para o próprio ego, achando que já era campeão esquecendo e confundindo o time do coração com o tal Mazembe. Em realidade, boa parte de nosso torcedores foi o jogador número 12 do Inter, tal o incentivo dado a essa equipe.

  • Marcelo C Santos diz: 17 de maio de 2011

    Apenas para deixar claro.
    Sou gremista, contra ofensas, contra baixarias e contra o descontrole de dirigentes.

    Senhor Francisco Noveletto
    DD. Presidente da Federação Gaúcha de Futebol
    Nesta Capital

    Prezado Presidente:

    O TJD, órgão administrativo ligado à FGF, que possui competência para conhecer e julgar as infrações disciplinares que envolvem as competições, tem em seus quadros procuradores com atribuição de dar início aos procedimentos disciplinares próprios.
    As iniciativas dos procuradores têm sido surpreendentemente céleres e drásticas, no intuito de banir qualquer pretensa ofensa no curso das competições.
    Após o último jogo entre INTERNACIONAL e G.F Porto Alegrense, no Estádio Olímpico, um dirigente descontrolado do S.C. INTERNACIONAL, ao reclamar justamente das ofensas racistas sofridas por seu atleta, incorreu no mesmo erro, ao citar de forma infame o estádio e a torcida do adversário
    Trata-se, sem qualquer sombra de dúvida, de manifestação odiosa do mesmo racismo, infelizmente, usado contra o seu atleta.
    Nas palavras do próprio dirigente em petição a esta entidade: “por tratar-se de atleta negro, aliás costumeira naquele estádio e por parte daquela torcida, inclusive presente em diversos cantos entoados naquela praça de esportes, de conhecimento público, que já foram alvo de críticas e ampla divulgação por parte da imprensa local.
    Atrevo-me a conferir à manifestação similaridade às práticas nazistas, tão rejeitadas pela humanidade.”

    Dessarte, constituindo-se a manifestação em crime inafiançável no trato constitucional, soube bem o legislador do regulamento das competições em capitular como prática passível de punição à agremiação as manifestações abjetas racistas. Punição cabível também ao destemperado dirigente.
    Sirvo-me, pois, da presente para reiterar a indignação como torcedor do GRÊMIO FBPA acerca do fato e, ainda, requerer se digne Vossa Senhoria a encaminhar a presente provocação a um dos procuradores do TJD/FGF.

    Atenciosamente

    Porto Alegre, 17 de maio de 2.011

    Torcedor Gremista

  • marcelo diz: 17 de maio de 2011

    Nosso compositor do hino e negro, everaldo (estrela solitaria na bandeiro do gremio) e negro, Tarciso flecha e negro e idolo da torcida assim como andershow , Jardel e dinho sao nordestinos e amados pela torcida.

  • Ana Cristina diz: 17 de maio de 2011

    Não concordo com nenhum tipo de racismo, mas neste caso o Inter terá que ir contra um dos grupos de torcedores colorados, que se denominam MACACO, e também aqueles que são colorados e levam um macaquinho de pelúcia ou ainda os que vão com máscaras de gorilas. Comecem a arrumar a própria casa antes de falar dos outros.

  • Enderson diz: 17 de maio de 2011

    Sou contra qualquer tipo de racismo e acho que os cupados devem mesmo serem julgados. Porém gostaria de saber se a FGF e o TJD vão investigar também a atitude de alguns jogadores e funcionários do Inter que jogaram objetos na torcida do Grêmio ao final do jogo. Esse fato o Sr. Siegmann não comentou em seu pedido. É um típico caso de um dirigente mediocre, hipócrita e oportunista. Outra coisa, já assisti jogos no Olímpico e nunca vi “nazismo” com o Sr. Siegmann disse que é de costume no Estádio. Esse dirigente, assim como o Odone, fala demais.

  • segundona jamais diz: 17 de maio de 2011

    POR QUE NÃO TIRAM UMA DAS CORES DA BANDEIRA E FICAM SÓ COM O AZUL E BRANCO??

  • Jerônimo De Boni diz: 17 de maio de 2011

    Já está na hora de haver punições para atos como estes.

  • fdemis diz: 17 de maio de 2011

    O SIEGMAN, VAI CUIDAR DAQUELA LUZ NO FIM DO TUNEL QUE O TEU TIMINHO TINHA COMO PERSPECTIVA, MAS QUE NA REAL ERA O TREM DO PENHAROL QUE TE ATROPELOU E ACABOU COM A PRETENSAO DA AMERICA TRI VERMELHA. ALIAS, TU PODES PASSAR ALI NA SMT E PEGAR O TEU TRI. VAI ARRUMAR O QUE FAZER.

  • CleonirRoberto diz: 17 de maio de 2011

    Sinceramente, toda e qualquer manifestação de racismo, deve ser condenada, pois não cabe nos dias de hoje este tipo de atitudes. Mas gostaria de deixar a minha opinião a respeito deste fato. Primeiramente este tal de Siegmann não é a pessoa mais indicada para falar qualquer coisa, um cara que fala um monte de bobagens como ele falou na final do segundo turno, não merece consideração. Não sei qual será a posição da FGF, mas é inaceitável uma reclamação de um clube contra outro, se o reclamante não colocar o nome correto contra quem está reclamando, pois eu não conheço nenhum G. F. Portoalegrense, e estas manifestações acontecem em todos os estádios, são erradas, mas acontecem.

  • Heloisa diz: 17 de maio de 2011

    É impressionante como a torcida do gremio não consegue distinguir o que é ou não ato racista. O fato do gremio ter jogadores negros não dá o direito a eles de ofenderem negros que jogam em outros clubes.
    “O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns de acordo com a matriz racial.”
    A constituição de 1988 tornou a prática do racismo um crime sujeito à pena de prisão inafiançável e imprescritível.

  • Marcelo diz: 17 de maio de 2011

    Lamentável. Como sócio do Grêmio me sinto ofendido por este indivíduo, que, generalizando, insinua que os sócios do Grêmio são racistas, pois condeno veementemente as práticas racistas. Como ficou a situação do árbitro Márcio Chagas, ofendido em todas as rádios por este cidadão, e o quê é mais lamentável, com extensão ao seu pai já falecido. Parece que nada acontece na outra praça de esportes deste município. Eu estava no jogo nas sociais e não ouvi nem vi nada disso. Se houve, deveria ser dito que foi por meia dúzia de torcedores, que, infelizmente, praticam este tipo de ato em vários estádios do Brasil e da Europa. A nota endereçada à FGF tem conotação raivosa ao clube e aos torcedores.

  • julio diz: 17 de maio de 2011

    ENTREM NO GOOGLE E PESQUISEM MASCOTE DO INTER. O APARECE?????

    UM SACI E UM “MACACO”. QUAL A OFENSA? ESTÃO REJEITANDO O PRÓPRIO SÍMBOLO?
    DESCONHECEM SUAS ORIGENS? TALVEZ GRANDE PARTE DA TORCIDA DESCONHECE QUE
    ATÉ 1926 O INTER NÃO ADMITIA NEGROS NO CLUBE. TODO O ANO É ESSA PALHAÇADA.

  • Tio diz: 17 de maio de 2011

    Eles sempre se autodeclaravam “superiores”. O que pode-se fazer é não dar espaço a este tipo de idiota arrogante. Para saber o que pensam “deles” é só fazer uma pesquisa sobre qual o time mais odiado do Brasil…Grêmio: nada pode ser mais nazista.

  • Fernando Mesquita diz: 17 de maio de 2011

    grêmio = racismo + nazismo

  • joao diz: 17 de maio de 2011

    Dr. Siegmann se tornou diretor de não sei o que no Internacional e só tem feito mal ao futebol gaúcho, a começar com umas das piores entrevistas pós jogo que se viu na história do Colorado, aquela que desmereceu o árbitro do jogo, em razão da sua filiação. Na condição de quem ama o futebol, fiquei com vergonha daquelas palavras odiosas e mal pensadas, por quem, por ofício, deveria ter o dom da cautela, moderação e conciliação. Fico imaginando se ele consegue se desvincular desta sua lógica furiosa e descabida quando se veste de julgador, se atendo aos elementos dos autos. Ou se cria, nas suas conclusões de magistrado, fantasias paranóides de perseguição, mesmo que não as ponha no papel. Neste novo epísodio, Dr. Siegmann demonstra mais uma vez um despreparo surpreendente para um dirigente de clube, simplificando e distorcendo uma situação que ele deveria saber, mais do que ninguém, que não se trata de racismo, como se realmente estivesse ofendido com o episódio. Ao contrário, o que demonstra neste ofício a FGF, colocando-a em situação constrangedora (por que não enviou a reclamação direto para o destino solicitado?), é uma intenção premeditada para o conflito, um ataque geral, através da figura de sua torcida, contra uma instituição tanto ou mais importante que o Internacional. Neste sentido, sintomático é que ponha em letras maiúsculas o seu Inter e não escreva o nome do Grêmio, numa atitude de criança mimada e ciumenta. Dr. Siegmann deveria saber contextualizar os fatos, conhecer a lei penal e levar em conta a cultura futebolística do povo gaúcho e do país, que nada se parece com a cultura odiosa européia (ridícula e ofensiva a comparação ao nazismo). E, por fim, olhar para o seu próprio torcedor, que ri e adotou o símbolo do macaco como um dos orgulhos da nação colorada. Além de colocar aquela melancia na cabeça, sugerida pelo Renato, e sair por aí para ver se consegue aparecer mais um pouco. LAMENTÁVEL.

  • Carlos Eduardo diz: 17 de maio de 2011

    Para as dezenas de torcedores do gremio que, para justificar os seus atos racistas, vem com argumentos forados como: op mascote do Inter é o Saci, a torcida adotou o Macaco como símbolo, etc. Isto é verdade. Só que nem o Zé Roberto, nem o Tinga, nem o Andrezinho, nem qualquer um dos jogadores do Inter que são negro é macaco. Trata-los assim é hediondo. E defender estes tipos de ato é tão sordido quanto realiza-lo.
    Gremistas: defendam o time de vocês, não alguns racistas que só fazem queimar o filme de toda a torcida de vocês no Brasil inteiro.
    Rcismo é escroto e dá um tremendo azar no futebol.

  • Fernando GUILHERME diz: 17 de maio de 2011

    Então tá … toda vez que me chamarem de “ALEMÃO BATATA” também vou “entrar na justiça”!

  • PRA diz: 17 de maio de 2011

    Porque será que jogadores como Vilson, Gilson, Fernando, Borges, Leandro entre outros negros do Grêmio não ouviram da toricda o refrão macaco? Simples, eles náo vestem a camisa de um clube que se auto-denomina Macaco ou que tenha uma torcida que grita Ah! eu sou macaco e exige faixas com os dizeres “Benvindos ao planeta dos macacos”. Agora virou moda gente querer ganhar holofotes vulgarizando qualquer atitude como sendo racismo. Esse cidadão Zé Roberto deve aprender conceitos e licções sobre de discriminação. Aposto que não sabe nada da história do Brasil, sobre negros ou movimentos anti-racistas, etc…Sugiro a ele participar mais ativamente de campanhas sérias, ao invés de se fazer de ofendido para ganhar louros e méritos. Além do mais o que macaco tem a ver com negros? Por acaso ele se identifica com eles. Espero que não pois negros são pessoas e macacos são animais.

  • CARLOS diz: 17 de maio de 2011

    o que definimos como o racismo não é o ato de imitar macaco,mas sim o fato de chamar alguém da raça negra,por que em nenhum outro momento vimos algum branco se chamado de macaco.

    - Também no Beira-Rio da torcida do Gremio tinha um babaca que esfrecava uma mão no outro braço mostrando a cor e imitando macaco.

    TE LIGA,GREMISTADA!!!!!!

  • FRANCISCO diz: 17 de maio de 2011

    Infelizmente…

    Eu sou colorado e a minha esposa é gremista, ela queria ir a um jogo do gremio, como sou frequentador do beira rio, ok direitos iguais. Então levei ela , isso no ano 2009, ver Gremio X São Paulo fomos na superior. Se não me engano o jogo terminou empatado.
    Mas é o seguinte, o juiz , não lembro o nome, era de origem negra, 20 minutos do segundo tempo, uma falta não marcada e a torcida, onde estavamos, começou a chamar o juíz de negrinho, negrinho. A minha esposa se levantou e disse vamos embora, questionei o porque pois ainda faltava mais de 25 minutos, ela disse : não fico onde tem racismo e mais nunca mais quero voltar a este lixo. Eu tentei convencer ela, mas é o teu povo amor, tricolores, isso não é atitude de torcedor é atitude de animais, e não teve jeito. Tive que ir embora.
    Todo mundo sabe o que acontece por lá. Só que ninguém tem peito, de fazer alguma coisa. E por achar que o mascote é um macaco , não significa que devemos ofender , jogadores, pessoas, dirigentes como animais.

  • eduardo T. diz: 17 de maio de 2011

    Só para esclarecer aos mais novatos (acredito eu). Essa história de auto-denominação citada pelos gremistas começou na década de 90 pela camisa 12 como uma forma IRÔNICA de tratar um tema tão presente na sociedade e encarado com pouco caso pela imprensa gaúcha (sem negros obviamente). Ou seja, o tempo passa e as novas gerações de torcedores tem pouco esclarecimento em relação a diversas situações passadas. Um bom exemplo: diversos gremistas acham que usam o termo macaco para se referirem aos colorados pois teoricamente os mesmos os imitam na forma de torcer (“gente pra cá macaco pra lá” alguém lembra????). Quanto ao mascote mais recente adotado pelo inter, acredito que a imagem do saci poderia ter sido melhor explorada e além disso mostra um descaso dos profissionais do marketing com tal tema. Será que este descaso é em função que são sempre pouquíssimos negros nas arquibancadas do beira-rio após a extinção da coréia? Papo chato pra cassete, já opinei diversas vezes sobre o tema, ou seja, daqui há 50 anos vai ser essa mesma balela. Preconceito de qualquer gênero nunca vai acabar. Lembro eu que o maior símbolo do grêmio (hino) foi composto por um NEGRO HAHAHAHAHAHA. Isso sim é uma grande ironia!!!!

  • Giovane diz: 17 de maio de 2011

    Gremistas, é evidente que muitos dos torcedores dessa agremiação praticam esse ato odioso toda a imprensa sabe mas joga para debaixo do tapete…. somos chamados de macacos e imundos, isso é público e notório e depois vêm alguns torcedores argumentar que não, qdo estão junto as sua hordas gritam e ofendem agora não assumem. Além de racistas são covardes, como todos os racistas mesmo.

  • Carlos Daniel diz: 17 de maio de 2011

    Realmente, o Renato tinha razão: este senhor deveria pendurar uma melancia no pescoço prá tentar aparecer mais, e parece que ele está próximo de fazê-lo…

  • Wagner diz: 17 de maio de 2011

    Os próprios torcedores do Inter levam ao estádio mascaras de Macacos, se auto-intitulam macacos, mas quando isso é dito por um gremista Deeeeeeeus o livre né?? é racismo…

    Esse inter é uma piada mesmo…

  • Hélio diz: 17 de maio de 2011

    Se o Grêmio for julgado pelo mesmo tribunal que julgou o Siegmann depois das acusações contra o Marcio Chagas, o Grêmio pode ficar tranquilo.

  • Emerson Evandro diz: 17 de maio de 2011

    Muito engraçado Dr. Roberto Teixeira Siegmann.
    Leiam este link do clicRBS com o seguinte título: “Adoção do macaco como símbolo de ação social do Inter gera polêmica”.

    http://www.clicrbs.com.br/especial/rs/dsm/19,0,2709142,Adocao-do-macaco-como-simbolo-de-acao-social-do-Inter-gera-polemica.html

  • Silvano Marcelo Pires Santos diz: 17 de maio de 2011

    Desculpem-me, mas penso que está na hora de parar de dar importância e IBOPE a esse tipo de babaquice que é ofender os outros por aspectos raciais, sociais, etc… A DIVERSIDADE é a maior riqueza da humanidade, e quem não reconhece isso é um babaca. Parece-me que o principal objetivo do sr. Siegmann é atingir o Grêmio, o clube, mais que os supostos torcedores que teriam cometido o ato, e que o principal resultado da atitude do sr. Siegmann será tão somente criar mais animosidade e dar mais IBOPE para alguns babacas, se é que o fato ocorreu mesmo.
    Assim, ele está agindo da mesma forma que a TV que oferece oportunidade de destaque nos noticiosos aos delinquentes e criminosos, lhes dá “os quinze minutos de notoriedade” e ENSINA as “tecnologias” para outras mentes doentias repliquem seus atos criminosos.
    Brasileiros, vamos deixar essas babaquices para outros povos. Meu Deus, estamos perdendo uma das maiores qualidades dos brasileiros, que era a convivência pacífica entre raças, credos, condições socioeconômicas,…
    Hoje em comentário a outro blog escrevi que o Falcão teve sorte (mais que juízo) quando colocou em campo o “véio” (sic) Zé Roberto, o bom e experiente Zé Roberto, que mudou o resultado do jogo, tão somente porque talvez ele fez nesse GreNal o melhor jogo de sua vida, dai a sorte do Falcão. Só falta agora me acusarem por ter usado um adjetivo como “véio”, e, afinal, eu tenho 64 anos, sou mais “véio” ainda!
    Viva a diversidade! O que seria dos gremistas sem os colorados para tocar uma flauta – quando dá? E vice-versa!
    Sem os negros, eu não poderia ouvir Louis Armstrong e seu fabuloso “What a wonderful world”, e o mundo seria um pouco pior, bem pior.

  • Vinicius diz: 17 de maio de 2011

    Só para esclarecer, todo e qualquer torcedor e/ou jogador desse time sem vergonha é macaco.
    Hoje o principal mascote deles é um macaco, torcedores se vestem de macacos, existe uma torcida chamada ma.ca.co. ,então não venham com hipocrisia.

  • ROBERTO diz: 17 de maio de 2011

    Já foi muito falado em comentários aqui, o inter trocou seu mascote do saci para o macaco, ninguém pensou em mandar para o tjd para punir os diretores do inter que fizeram isto.
    Segundo o sr siegmann não protestou de forma veemente, quase chegando as vias de fato, pelo fato do sr Leandro Vuaden levar a cobrança das penalidades para o lado da torcida do inter, como ele fez recentemente, dizendo que iria processar o árbitro da partida, sr Marcio Chagas.
    Isso é papo de estudante de direito e não de desembargador aposentado, acho que já passou dessa fase, se quer aparecer tem que pendurar uma melancia no pescoço e se abraçar no mascote do clube.

  • Ricardo diz: 17 de maio de 2011

    A hipocrisia da torcida do Grêmio é impressionantemente nojenta. Chamar o Zé Roberto de macaco não é racismo, porque é assim que a torcida colorada se auto-denomina?? ha-ha-ha então quer dizer que o mesmo grito teria sido direcionado ao Oscar também?? Por favor, deixem de ser hipócritas…

    Isso é simplesmente ridículo, tendo em vista a grande maioria dos comentários dos gremistas deste blog tem-se uma ideia do quão racista a torcida do gremio é.

  • Marcelo diz: 17 de maio de 2011

    Gremistada, vou ser simples para que vocês possam entender:

    1- Historicamente o Grêmio e sua torcida são comprovadamente racistas. Tanto que nos chamam de “macacos” até hoje.
    2- Pegamos um adjetivo ofensivo e humilhante e transformamos em motivo de orgulho, assim como os cristãos adotaram a cruz. Então somos todos macacos: brancos, pretos, amarelos, mestiços…
    3- Na ata de fundação do Sport Club Internacional constam dois cidadãos negros e a partir da década de 20 fomos buscar atletas na “liga da canela preta” formar os nossos times. O Júlio não conhece a história do próprio clube e pretende conhecer a nossa.
    4- O primeiro jogador negro do Grêmio foi o Tesourinha em fim de carreira lá no fim da década de 50. Recentemente a tentativa de colocar o falecido lateral Everaldo em um dos “panos” provocou uma briga que culminou em tiro na cabeça entre a própria torcida. Alguém já ouviu falar de algo semelhante no Inter?

  • L.K. diz: 17 de maio de 2011

    Peraí, então vamos processar os desenhistas dos jornais que retratam a torcida do Inter como macacos nas charges. Vamos processar os próprios colorados que se autodenominam, em tom de brincadeira, macacos. Vamos processar todos os torcedores de todas as torcidas que são racistas através de palavras durante os jogos, porque todas as torcidas têm pessoas racistas que demonstram racismo durante os jogos, assim como jogadores em campo (nem ouvimos o que eles falam, mas não deve ser só coisa boa).

    Eu acho esse tipo de ato ridículo, porque é como querer culpar uma gota por todo o oceano. Se formos processar essas coisas, vamos ter que processar todas as outras gotas, e essas coisas acontecem muito e não há como evitar, embora seja condenável. E, neste caso específico, “macaco” já é praticamente folclórico. Vamos processar os colorados por chamarem os gremistas de “gazelas” ou fazerem piadas de sua masculinidade, então, é homofobia. E os gremistas que o fazem com colorados também. Quanta bobagem! Por favor! Isso que é querer criar atrito! Já não basta toda a rivalidade da dupla Gre-Nal, ainda vêm querer colocar mais pólvora!

    Colorados, depois não reclamem se o Grêmio vier muito mais motivado pro próximo Gre-Nal e golear vocês!

  • Senna diz: 17 de maio de 2011

    deve ser pq levaram Um BAILE NOS DOIS JOGOS E se ha alguma provocao é do sr ze roberto ter indo provocar a toricida pq com tanto espaco no olipico o cara ir pra perto da torcida adversaria adivinhe o que ele queria:/;:? Ninguem merece esta palhacada

  • Jorge diz: 17 de maio de 2011

    Me atrevo a dizer que para formular esse Pedido de anáslise o “Dr Siegamann” deve te se r socorrido de professores de português, por que ele em pessoa seria incapaz de formular uma frase inteira, visto o que se viu no final do segundo turno, destempero total, o que resulta em falta de credibilidade!

  • Cris diz: 17 de maio de 2011

    Sou colorada e sou negra e nunca gostei dessa “brincadeira” de sermos chamados de macacos. Não há outra palavra para caracterizar este ato que não seja RACISMO. Também não concordo com os meus irmãos colorados que usam faixas e máscaras alusivas a macacos. Mas, independente da atitude desses poucos torcedores vermelhos, a grande maioria dos colorados não concorda e nunca vai aceitar essa denominação. Vivemos em um país e, principalmente, em um estado, extremamente racista e hipócrita, que usa sempre o artifício da “brincadeira” para mascarar o seu preconceito. Enquanto não forem tomadas medidas punitivas e reais, essa palhaçada continuará acontecendo!!!

  • Roberto diz: 18 de maio de 2011

    Toda manifestação de racismo ou discriminação contra pessoas é digna de repúdio.
    O que não se pode é envolver toda a insituição Gremio, por conta de uma minoria. Responsabilizar e punir o clube, como está insinuando o S.C. Internacional, é exagero. Que se identifique os promotores da ofensa e os puna individualmente. Aproveitando, o assunto, que seria dos clubes se os juizes de futebol resolvessem aciona-los, por terem suas mães elogiadas? E em qualquer estádio brasileiro, principalmente na ressacada, quando Gremio ou Inter jogam, os torcedores cantam em côro: ‘GAÚCHO VIADO (apesar de os manezinhos de floripa, terem um sotaquezinho bem suspeito, para se acharem machos à ponto de rotular todo os homens de nosso estado de homosexuais.)
    Por que o Inter não toma medidas na CBF contra esta manifestação de homofobia? E o Grêmio?
    Pq então os juizes não acionam os clubes, por conta de xingamentos de torcedores que os chamam de FDP?
    Apenas para lembrar, o Renato, no ultimo grenal do Beira-Rio foi chamado o tempo todo por torcedores colorados de viado. E nem por isso armou polemica contra o clube Internacional.

  • Carlos diz: 18 de maio de 2011

    Prezados não existe argumento algum para justificar tal ato. Ocorre que os ditos colorados que aceitam ser chamados de macaco são todos brancos. Um negro jamais pode ser chamado de macaco, pois tal ato é racismo puro. Sou negro e já processei pessoas por tal discriminação. Voces da imprensa não podem permitir que o fato degradante seja justificado. Utilizem imagens e punam os responsáveis. Os e-mails que justificam os atos são todos de pessoas que compactuam com a odiosa ação racista e por conseguinte são todos racistas também. Eu já fui agredido com meus filhos no acesso as cadeiras do olímpico por ser negro por um senhor de uns 70 anos com seus filhos e netos. Começaram a nos apedrejar pela Carlos Barbosa e a nos chamar de negros macacos e que deveríamos voltar para África. O que nós queríamos no estádio. O fato ocorreu no gre-nal. Saímos protegidos pela brigada, não assistimos ao jogo e voltamos de taxi. Eram pedras grandes. Por favos, sejam humanos e não permitam que uma rivalidade de futebol caminhe por um terreno perigiso e violento.

  • claudia diz: 18 de maio de 2011

    Primeiro eu tenho uma dúvida muito interessante, o Sport Clube I tem PRESIDENTE? Pq só vejo falar em vice vice vice, isso me gera uma duvida muito grande mesmo. Bom, não entendo o que esse individuo quer, todos sabemos que eles próprios se chamam de macacos, com certeza os jogadores sabem dessa informação, ou não? Eles devem ler os cartazes e ouvir os gritos da sua torcida, agora usarem isso como racismo é ridiculo, aliás, mostra que o proprio clube incita o racismo, mesmo todos saberem que assim eles se chamam. Lamentável o que um time faz para se mostrar e estar sempre na mídia, essa semana é isso, semana que vem é outra, escutei na gaucha que vão entrar com uma liminar para autorizar 4 jogadores extrangeiros poderem jogar ou estar na reserva, ou seja, isso mostra o nível desse clube, sempre querendo ganhar por outros meios. Pelo que lembro até na sul americana tbm entraram com pedidos, acho que todos nós independente de time aqui do sul ou la do norte, já sabe qual é a do Sport Clube I. E destacando SOU CONTRA A QQ ATO DE RACISMO SEJA ELE, COR, CREDO, RAÇA, RELIGIÃO…ETC. Mas quem sabe começa isso pela torcida vermelha e parem de se chamar de Macaco! #ficaadica

  • Leonardo diz: 18 de maio de 2011

    Vamos parar com isso! Quem é daqui sabe que isto não tem nada a ver com racismo! Absolutamente NADA a ver com racismo.
    E este cidadão ainda consegue que noticiem esta acusação ridícula e sem nenhum fundamento!
    Mais uma atitude sem sentido, demagógica e hipócrita deste desordeiro que se diz dirigente!

  • claudia diz: 18 de maio de 2011

    Sou contra o racismo, preconceito.
    Mas tbm sou contra a quem não tem o que fazer, ficar incitando as torcidas ao racismo e preconceito. Se não tem nada o que fazer, vai tomar um remédinho e aproveitar a vida, isso é falta, aí fica achando coisa pra se fazer. Poupe-nos desse atos lamentáveis!!!!

  • André diz: 18 de maio de 2011

    Eu, colorado que sou, coloco-me totalmente contra alguns chiliques apresentados pelo nosso dirigente Roberto Siegmann. Apesar disso, afirmo que tenho escrito para vários blogs da RBS repudiando toda a sorte de atos racistas, partam de quem partir, ofendam a quem ofender. Acho que passou, e muito, da hora das duas que eu considero como as MELHORES TORCIDAS do Brasil, entenderem que somos todos filhos do mesmo estado, e principalmente de UM SÓ DEUS. Passou da hora de entendermos que o futebol é e deve ser encarado apenas como um esporte, e que sua principal finalidade é o lazer e o congraçamento entre as pessoas. É uma pena que ainda existam seres humanos agindo como animais selvagens, agredindo verbal, moral e fisicamente ao seu semelhante, simplesmente pelo fato de que ele torce para outro time.
    E Julio, sem querer entrar em uma longa discussão, até porque não estou “comentando” o seu comentário, PALHAÇADA mesmo é nos atirarmos de corpo e alma em discussões infrutíferas e totalmente sem resultado prático, ao invés de tentarmos levantar outro tipo de bandeira: um exemplo? PAZ E RESPEITO MÚTUO
    QUEM SABE, REFLETIMOS UM POUQUINHO SOBRE ISSO?

  • Mauricio diz: 18 de maio de 2011

    desculpa a minha ignorancia… mas alguem poderia me dizer qual foi o mascote adotado PELA PROPRIO CLUBE DO INTER e qual o nome dado POR ELES a ele?
    se nao me falha a memoria nao seria um MACACO CHAMADO ESCURINHO? posso estar enganado mas este é o mascote colorado atualment!
    chamar um jogador colorado d macaco creio eu q nao seja ofensa qndo o proprio se denomina assim… muitas vzs racismo esta nos ouvidos d qm a ouve! entao deixo 3 perguntas a serem feitas apos isso: 1. qual a real intençao do torcedor ao chamar o jogador d macaco? 2. qual a real intençao do jogador ao fazer tamanha divulgaçao do fato? 3. realment cabe denunciar alguem por ofender alguem q se denomina macaco por ser chamado d macaco?
    Me assusta tamanha indignaçao por um fato tao duvidoso

  • Parkmann diz: 18 de maio de 2011

    Torcida gremista é lamentável…

    Quebram banheiros quando vão no Beira Rio, já colocaram fogo em banheiros químicos,
    quando perdem promovem brigas e lamentavelmente pra definir o seu próprio
    caráter promovem também atos racistas…
    Deplorável, vergonha para o Rio Grande do sul os atos dessa torcida.
    O Inter não tem culpa q vcs estão a 10 anos sem comemorar título (fora um ou outro gauchão)
    ah tem um,,, da segunda divisão,,, até isso é lamentável…

  • Luiz H. S. Valente diz: 18 de maio de 2011

    Este siegmann sempre dá um jeito de aparecer e vcs da imprensa gostam, né? Dão força pra este cara! Aposto que isto não vai dar em nada! Que bobagem! Eles mesmos se intitulam de macacos! Graças a Deus, acabou aquela safra de bons dirigentes que passaram pelo Inter e agora estão colocando este lixo de dirigente! Tomara que venham outros iguais! Isto é um passo pra enterrar um clube! Dirigente chinelo só serve pra isto!

  • Luis Fernando diz: 18 de maio de 2011

    Como o futebol cega as pessoas, quanta desculpa esfarrapada.

    POr mim, podem xingar, espernear, xingaram o cara, ele foi lá e mudou o jogo, por mim que façam isso sempre!

  • Luis Fernando diz: 18 de maio de 2011

    Me perguntam, se não estavam querendo ofender estavam fazendo o que? Cumprimentando? Elogiando?

    Obrigado “Mosqueteiros”…

  • Rubens diz: 18 de maio de 2011

    Imaginem se os árbitros entrassem na justiça contra os clubes a cada vez que são chamados de ladrão e filhos da p… pelas torcidas, ou se cada vez que chamassem um jogador de veado, este fosse à justiça, o que aconteceria??? Isso é coisa de futebol. Isso é pura inveja do Siegmann por termos a torcida mais bonita do futebol brasileiro. Vão jogar contra o time dos seminaristas pra não serem xingados.

  • LUIS ROBERTO diz: 18 de maio de 2011

    Esta desculpa de gremista dizendo que a própria torcida colorada se auto denomina de macaco é uma maneira de tentar mascarar a verdadeira intensão das ofensas rotineiramente vistas tanto naquele estádio gremista como na rua ou em qualquer lugar; a verdade é que a torcida colorada trouxe para si esta identificação até como forma de eufemizar o que verdadeiramente está por de trás das falas racistas, pois, quando em jogos naquele estádio ou até no Beira-Rio, a torcida gremista, ou parte dela, entoa coros de macacos, macacos, macacos, a intensão não é fazer uma brincadeira, a pratica é racista sim, querendo comparar ou igualar o atleta negro colorado a um macaco e é clara toda a intensão de menosprezar e intimidar, esquecendo sim esta tal torcida que, em seus quadros tem negros, aliás, se não recorressem aos negros, muitos dos títulos não teriam, a considerar que o maior de todos no futebol e insuperável até hoje é negro e se chama Pelé, e também, não bastasse a arrogância em tal prática, há o esquecimento que mesmo que o branco fosse superior ao negro, o que não o é, mesmo que isso fosse verdade, no objeto em questão, o futebol, a agremiação a qual defendem não é capaz de desde os anos quarenta suplantar a entidade dita de ” torcida de negros ou negrada” como costumeiramente ouçou por aí, não é capaz de melhor admnistrar e nem proceder junto aos seus adversários, sempre com tom de arrogancia e pseudo superioridade, não lembrando que já caíram duas vezes para a segunda divisão e de lá saíram uma vez vergonhosamente. Câmeras tem que serem direcionadas as torcidas e que, em eventuais manifestações tais criminosos sejam identificados e punidos. Já ouvi dizer que em estádios se pode estravazar, mas estravazar é uma coisa, crime de racismo é maior que qualquer ofensa e deve ser punido como todo o rigor da lei possível.O Inter se enquadra numa realidade social, se somente na década de 20 no sécula passado ele aceito negros, era uma outra época, mas se fizermos as contas, isso ocorreu cerca de pouco mais de 10 anos após a sua fundação, já o adversário tricolor, só aceitou negros na década de 50, ou seja, meio século do clube tricolor na verdade foi bicolor, pois o preto não fez parte em metade da história gremista. Párem com isto, pois hoje tanto na sua torcida, como no time e na administração tem negros, mas sabe que as vezes me pergunto porque que negros torcem para o gremio diante de tamanhas azneiras.Basta.

  • Filipe diz: 18 de maio de 2011

    Só ele ouviu…isto é conversa. A torcida do Grêmio é tão racista quanto qualquer outra. Até parece que não existem jogadores negros no time do Grêmio.

  • Adriano diz: 18 de maio de 2011

    Veio por meio deste agradecer aos gremistas que tanto aqui se manifestam. Obrigado pela tradicional soberba de vocês.
    Vocês conseguiram trazer de volta a garra, a gana, a vontade de vencer do grupo de jogadores do Inter. Depois daqueles gols do Peñarol, o time Colorado entrou em estado de choque, time ficou abatido, sentiu demais. No entanto, a soberba gremista ascendeu no grupo do Inter uma vontade muito grande de reverter. O mundo de fantasia Mazembe que os gremistas vivem, as faixas e pôsters, o Renato falastrão que garantiu que o time estava pronto pra ser campeão. Essa atitude de chamar o Zé Roberto de macaco, ele mesmo admitiu que se pilhou demais com isso e acabou jogando sua melhor partida no Inter. Enfim, obrigado gremistas… Continuem se apequenando nessas coisas… e deixem os anos passar sem conquistar nada, a não ser título de segunda divisão, turnos, vagas e comemorar alguns tropeços do Inter. Fiquem nesse mundo, enquanto isso, volta e meia o meu Colorado vai conquistando títulos e empilhando taças.
    Quanto esse caso, sim, nós Colorados temos como símbolo o Macaco, no entanto as ofensas da torcidas foram direcionadas ao jogador, a pessoa física, não ao clube e seu mascote. O atleta foi ofendido e pediu ao clube que tomasse as devidas providências. Assim como o Jeovânio tbm foi anos atrás e os gremistas se indignaram. Mas aí quando se refere a um jogador do Inter, aí não é ofensa.
    Saudações… e continuem vivendo de Mazembe, de vagas e de turnos… é o que resta para um clube que soh se preocupa com coisas pequenas…

  • Nei diz: 18 de maio de 2011

    Vendo os comentários postados, constato a indignação de alguns torcedores do Grêmio, não com o ato cometido por parte de sua torcida, mas sim com a denúncia do presidente do Internacional, ainda outros usam como defesa que os próprios torcedores do Inter levam faixas e bonecos que simbolizam “macacos”, ora, dentro das Leis alguém já foi punido por racismo próprio? Para se ter o racismo tem que ter a parte ofendida! Outro comentário tenta demonstrar que não se trata de racismo e sim de calúnia, mas no meu entendimento quando parte da torcida gremista grita “macaco, macaco”… é com fins pejorativos, para constranger o atleta colorado e não na intuição de dizer que ele é um animal do tipo macaco. Cabe elogiar outros comentários de torcedores gremista que repudiam tais atos.
    Nei Lima Pacheco

  • andrei diz: 18 de maio de 2011

    Alguns aqui, erroneamente, querem justificar a atitude covarde de seus pares dizendo que a torcida do Inter se autodenomina “macacos”.

    Ora, os senhores certamente possuem inteligência suficiente para saber a diferença quando uma torcida adota um animal como “mascote” e quando a torcida do time rival chama um jogador negro de “macaco”.

    É óbvio, claro, límpido, que a torcida gremista não estava fazendo elogio algum ao Zé Roberto.

    Então, por favor, não insultem nossa inteligência ao tentar comparar uma coisa com outra. São dois fatos distintos e completamente separados.

  • guilherme diz: 18 de maio de 2011

    Meu e-mail foi bloqueado, so colocam aqui o que querem que repercuta.

    bobagem

  • Antonio diz: 18 de maio de 2011

    Nós colorados nos entitulamos macacos e brincamos por isso porque no Internacional não há espaço para racismo, portanto a brincadeira é sadia. No caso do Porto Alegrense foi racismo mesmo e não adianta determinados torcedores querer dissimular é racismo. O que tem que ser levado em conta é que não se trata de toda torcida gremista pois há inumeros negros lá, apesar de há algum tempo ser proibido torcedor da cor negra naquela agremiação e a pouco tempo ter aparecido faixas com teor recista nas arquibancadas.
    Vou ajudar o torcedor o Dr. Siegmann é Juiz de Direito.

  • Antonio diz: 18 de maio de 2011

    O Imortal… morreu!

  • ronaldo diz: 18 de maio de 2011

    É declaradamente racismo sim,,,e aqueles que aqui rejeitam, também inspiram atos racistas.
    “O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns de acordo com a matriz racial”
    Todos somos sabedores que desde muitos anos o Inter usa o Saci como seu mascote, e foi usado tbm o macaco em alusão aos canticos dos gremistas, provocadamente, com manifestação racista, nos chamando de macacos.
    Não existe justificativa para o racismo, ou do lado de lá tem sómente olhos azuis.

  • sheila diz: 18 de maio de 2011

    Tchê esses colorados não tem o que fazer.
    Vivem dizendo que os gremistas são gays, que o Renato é viado, que é um time de perdedores que nunca ganhamos nada e blábláblá.
    Agora fazem todo uma dramatização, que supostamente a torcida chama o time do inter de macaco. e tem isso nas músicas?
    E ai? e tem mesmo!! E as inumeras máscaras que a torcida do internacional usa de macaco? e o mascote macaco?
    Então vamos processar o internacional pois nas músicas das torcidas do inter tem a expressão GAYmio, que somos viados, putos e cia ltda.
    Esse carinha do internacional não tem o que fazer não?
    Ah! aconselho o Sport Clube Internacional a processas TODOS sem nenhuma exceção SÓCIOS do GRÊMIO, incluindo a minha pessoa, pois pelo relato desse senhor colorado, todos nós somos racistas. Ou quem sabe acabamos com as músicas das torcidas organizadas, ou até mesmo com os sócios de AMBOS clubes.

  • Luciano Pugliessi diz: 18 de maio de 2011

    A torcida gremista vai vir com aquela historinha de folclore de novo? Engraçado…só acha que é folclore aqueles que estão do lado dos ofensores. Os ofendidos não tem essa opinião! Curioso, não? Outra coisa: aqueles que encontram justificativa para as ofensas no fato de que parte da torcida do Inter se autointitula “Planeta dos Macacos” agem com indisfarçável cinismo, pois não é a reação dos ofendidos que determinará se houve ofensa ou não. Aliás, esses que afirmam que a própria torcida do Inter assume o epíteto de “Macaco” ou “Macacada”, não estão apenas sendo cínicos, como também sádicos, pois tanto reproduzem as ofensas quanto maior for a indiferença demonstrada pela torcida Colorada. A lógica deles é de que se a nossa torcida não se apequena com as ofensas, os gritos de “Macaco”ou “Macacada” não podem ser tidos como ofensas. Queriam o que? Que um universo de torcedores chorasse em público para que ficasse caracterizada a ofensa? Os negros gaúchos choram essas ofensas há décadas e adiantou alguma coisa? Cânticos utilizando a expressão “Macaco Imundo” querem dizer o quê? Afinal, que soberba, que ódio e que pretensão são essas destiladas pela torcida gremista, que além de ofender, não admite sequer que sejamos fortes frente às tais ofensas? Bem faz o Siegmann! Tá na hora de haver mais respeito pela torcida gremista e uma atitude menos titubeante por parte do clube, afinal, como diz uma célebre frase cujo autor agora não me recordo: “para que os maus triunfem, basta que os bons silenciem”, ou algo parecido. Dirigentes gremistas: posicionem-se expressamente contra isso! Caso contrário voces estarão pactuando com essa atitude retrógrada, cruel e pequena dos torcedores, ou de alguns torcedores gremistas!

  • sheila diz: 18 de maio de 2011

    Até quando vamos ficar nessa estória de que existe torcida racista? A torcida do internacional não tem mascote macaco? A torcida do internacional não usa máscaras de macacos? A torcida do internacional não chamam os gremistas de GAYmista? As organizadas do internacional não cantam músicas aonde existe a palavra GAYmio entre outras?
    A torcida do internacional não chama o Renato de viado? Entre tudo isso que citei entre outros, o GRÊMIO deveria entrar com processo em relação ao preconceito dos colorados. O Renato e a torcida TRICOLOR deverão processar o Sport Clube Internacional e seus torcedores.
    Bueno esse senhor do internacional, mandou um oficio dizendo que a social do GRÊMIO é racista.
    Dou uma dica: Processa TODOS os SÓCIOS do GRÊMIO Futebol Porto- Alegrense por racismo. isso, processa um por um. não o clube. Ou quem sabe acabamos com as torcidas dos dois clubes, não haverá mais cantoria, nos estádios. O tornamos numa monotomia. Resolvemos esse ” problema ” essa ” frustação ” esse ” preconceito ” assim. Esse senhor do internacional conhece TODOS os sócios do GRÊMIO? Me conhece pra saber se sou racista?
    Quer causar polêmica, causa!!! Mas depois aguenta como se diz as consequências causadas por ela.
    E senhor do internacional, favor publicar TODAS as provas que o senhor tem ao dizer que somos racistas.

  • Sabrina Torres diz: 18 de maio de 2011

    Algumas colocações:
    O maior erro de quem faz direito e do judiciario como um todo, é resumir a LEI a um tal POSITIVISMO.
    Quando eu era adolescente meu pai brigava comigo quando eu respondia a ele: “Taaa pai!!” e eu nao entendia a razão, afinal de contas eu estava no final da discussao concordando com ele. Foi entao que aprendi a diferenca em responder um “Ta pai!” de um “Taaaa pai”.
    O torcedor gremista não deve ter gritado macaco para outro jogador, gritou somente para aquele que também chamavam de cachaceiro, gamba…
    O Iternacional adotou o MACACO como mascote pois a torcida passou a gritar “ah eu sou macaco”, como uma aclamacao popular em resposta a torcida rival que chamava Colorados de macacos, crioulos, negrada…
    Ter adotado o Macaco como mascote foi apenas um simbolo de repudio a toda e qualquer forma de preconceito, afinal de contas é O CLUBE DO POVO!!!!
    É…um senhor de barba branca tinha razão…o tal materialismo historico explica muita coisa. Esse Marx!!

  • Melina diz: 18 de maio de 2011

    Não sei por que a imprensa da tanta Enfase para este tipo de coisa….
    Todo o ano é esta Infantilidade de jogadores e direção Colorada!!!
    A P´ropria Torcida colocara se diz OS MACACOS!!!!
    Por que D’alessandro não se ofende por ser chamado de MACACO?? Por que Renan não se Ofende por ser chamado de MACACO??
    Sabe por que?? por q

  • Arthur diz: 18 de maio de 2011

    Esses gremistas gostam de justificar suas ações acusando os colorados de reclamarem coisas sem fundamento. O que eles nao perceberam é que a acusação de racismo nao foi feita por eles terem chamado os torcedores do inter de macaco, mas sim o jogador, a pessoa fisica do Ze Roberto, ele quem se sentiu ofendido com isso.
    Por mim podem continuar nos chamando de macaco que aceitarei com muito grado esse apelido ja aceito e querido pela torcida Colorada.
    Racismo é crime, e deve ser punido como tal.

  • Paulo Roberto diz: 18 de maio de 2011

    Senhores torcedores do portoalegrense o problema é que só gritam ‘macaco’ para os nossos jogadores negros. Para o Sobis, Bollatti, Renan, Indio, Bolivar, Falcão e demais de cor branca dizem de tudo menos ‘macaco’. E não venham com esta que lá nós mesmos temos cartazes referindo-se ao Planeta dos Macacos.

  • Melina diz: 18 de maio de 2011

    Não sei por que a imprensa da tanta Enfase para este tipo de coisa….
    Todo o ano é esta Infantilidade de jogadores e direção Colorada!!!
    A Própria Torcida colocara se diz OS MACACOS!!!!
    Por que D’alessandro não se ofende por ser chamado de MACACO?? Por que Renan não se Ofende por ser chamado de MACACO??
    Sabe por que?? por que neste caso o tal Jogador Zé Roberto esta mesmo é querendo aparecer!!
    Me admiro a Direção colorada dar continuidade a este assunto…. Todos os jogos tem isso….
    Zé Roberto esta sendo RACISTA, a Direção colorada esta sendo RACISTA!!!
    Se eles se ofendem tento por que não mudam o mascote deles??
    Troquem o Saci… Troquem o tal Macaquinho…
    É lamentável a imprensa em todos os jogos entrar neste jogo da Direção Colorada!!!
    Engraçado que torcedores do Gremio não se ofendem em ser chamados de GAZELAS, torcadores do São Paulo não se ofendem em ser chamados de BAMBIS…
    Imagina agora se todos começarem a entrar na Justiça por Homofobia???
    Se o Internacional consegue sempre achar uma maneira de APARECER, vamos também encontrar a nossa de aparecer na imprensa como os coitadinhos!!!!!

  • Paulo Roberto diz: 18 de maio de 2011

    Senhores torcedores do portoalegrense o problema é que só gritam ‘macaco’ para os nossos jogadores negros. Para o Sobis, Bollatti, Renan, Indio, Bolivar, Falcão e outros de cor branca dizem de tudo menos ‘macaco’. E não venham com esta que lá nós temos um mascote e cartazes referindo-se ao Planeta dos Macacos.

  • Angelo diz: 18 de maio de 2011

    A prática de racismo pelos gremistas já passou do limites. Na hora de assumir, todos arrumam desculpas, mas na hora da raiva por estar levando um ‘chocolate’ dentro de casa , a raiva de alguns contra os negros vem a tona.
    Mesmo que sejam alguns, o CLUBE DEVE SER PUNIDO, como acontece em qualquer país do mundo, até quando jogam uma simples “latinha” no gramado.
    Punição total e severa ao clube para servir de exemplo, está mais do que na hora ! Ou vão proteger o equilíbrio “rivalidade grenal” mais uma vez, em detrimento da lei !

  • ARTHUR diz: 18 de maio de 2011

    Ao Junior Xule,o crime de rascismo pode ser uma injuria qualificada ou não, neste caso especifico, Zé Roberto não foi ofendido em sua honra ou seu caracter, seria se tivesse sido chamado de “zé cachaça”, como era conhecido no Rio de Janeiro, ai sim sua honra ou seu caracter teriam sido ofendidos. neste caso, a torcida ao chama-lo de “macaco” ofendeu a sua condição racial, portanto fica caracterizado o ato de rascismo por parte da torcida da referida agremiação. E a Maria Lúcia, se estes cartazes são exibidos no Beira-Rio, eles são condenáveis da mesma forma, se torcedores negros se auto-intitulam de macacos, ai é um problema deles, não constituindo um crime de rascismo, e portanto, não dando o direito para isso, de chamar jogadores adversários de macacos. A FGF tem que ser enérgica e punir exemplarmente a agremiação G.F. Portoalegrense, pois tais ofensas vieram de suas sociais, as quais representam e constituem a entidade acima citada. Temos que dar um fim nestes atos antes que suas consequencias sejam mas trájicas, saindo da ofensa verbal e partindo para agressões fisicas.

  • Rafael Pacheco diz: 18 de maio de 2011

    isto é ridiculo, se houve manifestação racista qm deve ser punido são os torcedores q realizaram o ato, pessoalmente, não o clube…uma pergunta, todos gremistas que ja cantaram ‘macacada filha da p…’ são tbm racistas??se sim pode construir prisão pra 8milhoes de pessoas aí, ou melhor pra todos q ja foram a um estadio de futebol, pois esse tipo de canto tem em todas torcidas, estadios, estados…este diretor do inter é uma pessoa despresível, se acha acima da lei provavelmente devido a sua posição profissional…abaixo aos idiotas e viva a flauta saudável, pois sem ela o futebol ñ teria a minima graça após o apito final.

  • bruna diz: 18 de maio de 2011

    Sou gremista e acho mesmo que tal ato deve ter punição, mas por quem o praticou.
    Acho inclusive que os clubes brasileiros poderiam criar campanhas contra apelidos vextórios como “gazelas”, “bambis”, “gambás”, pois no meio de tanta luta contra os preconceitos (pois contra negros não é o único que existe) é absurdo que algo criado para divertir gere ataques desse gênero.
    Eu, como gremista, não acredito que os colorados, em sua maioria, sejam homofóbicos por chamarem os torcedores, jogadores, técnicos do Grêmio de “gazelas” e gostaria que os colorados tivessem também o bom-senso da não generalização, pois isso ofende gente de bem que não pratica nenhum ato em sua vida que justifique ser chamado de nazista.

  • Vinicio diz: 18 de maio de 2011

    Como ficou o julgamento desse sujeito, tal de R.Siegmann quando chamou o árbitro Márcio Chagas de mal intencionado e acusou o mesmo de seu pai(falecido há 15 anos) ser Gremista?????
    Ora, ora senhores, frequento o Olímpico há vários anos na social e nunca vi esse tipo de manifestação de racismo.
    Esse sujeito(tal de siegman-minúsculo mesmo), dirigente do sci acha que está acima do bem e do mal e pode falar o monte de asneiras e ficar por isso mesmo.Quer se promover e aparecer.
    POR FAVOR, ALGUEM RESPONDA COMO FICOU O JULGAMENTO DESSE SUJEITO IRRESPONSÁVEL NO STJD?

  • Hélio diz: 18 de maio de 2011

    (2) Sou gremista e acho mesmo que tal ato deve ter punição, mas por quem o praticou.
    Acho inclusive que os clubes brasileiros poderiam criar campanhas contra apelidos vextórios como “gazelas”, “bambis”, “gambás”, pois no meio de tanta luta contra os preconceitos (pois contra negros não é o único que existe) é absurdo que algo criado para divertir gere ataques desse gênero.
    Eu, como gremista, não acredito que os colorados, em sua maioria, sejam homofóbicos por chamarem os torcedores, jogadores, técnicos do Grêmio de “gazelas” e gostaria que os colorados tivessem também o bom-senso da não generalização, pois isso ofende gente de bem que não pratica nenhum ato em sua vida que justifique ser chamado de nazista.

  • luis felipe de lima hahn diz: 18 de maio de 2011

    Atenção aos gremistas,

    1. Pessoal, não adianta vir com discurso tecnicista. RACISMO, na seara futebolística, é exatamente a prática adotada reiteradamente pela torcida do Grêmio em relação ao Sport Club Internacional. Isso faz parte da história da rivalidade GRE-NAL, todos sabem;
    2. Além desse fato GRAVÍSSIMO, notório, veiculado na mídia, há a comprovação cabal dessa prática em TODOS OS JOGOS DO GRÊMIO, quando a torcida organizada geral do Grêmio emprega termos como “macaco”, “macaco imundo”, “macacada” em relação ao Internacional;
    3. As ofensas para desmerecer o adversário no futebol são comuns e TODOS os clubes e suas torcidas adotam essa prática. A razão disso, no geral, relaciona-se com a emoção instintiva dos torcedores, em meio ao grupo, de enaltecer o seu clube, xingando e, por vezes, humilhando o rival (por exemplo, dizer que o Grêmio é um clube de segunda divisão). No caso da torcida do Grêmio, o motivo que os enche de orgulho, na comparação com o rival é sempre o mesmo, ARRAIGADO NA CULTURA DO CLUBE GREMISTA: Vocês colorados são MACACOS, nós NÃO.
    4. Portanto, entendo que o Grêmio tenha que ser SEVERAMENTE punido, para que este ato absurdo e abominável nunca mais se repita envergonhando mais uma vez o Rio Grande do Sul em relação ao Brasil (não bastassem dois rebaixamentos, mais isso agora…)

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de maio de 2011

    tenção aos colorados,

    1. Pessoal, não adianta vir com discurso tecnicista. HOMOFOBIA, na seara futebolística, é exatamente a prática adotada reiteradamente pela torcida do Inter em relação ao Grêmio Portoalegrense. Isso faz parte da história da rivalidade GRE-NAL, todos sabem;
    2. Além desse fato GRAVÍSSIMO, notório, veiculado na mídia, há a comprovação cabal dessa prática em TODOS OS JOGOS DO INTER, quando a torcida organizada popular do Inter emprega termos como “gazela”, “gaymio”, “gazelada” em relação ao Grêmio;
    3. As ofensas para desmerecer o adversário no futebol são comuns e TODOS os clubes e suas torcidas adotam essa prática. A razão disso, no geral, relaciona-se com a emoção instintiva dos torcedores, em meio ao grupo, de enaltecer o seu clube, xingando e, por vezes, humilhando o rival (por exemplo, dizer que o Inter é um clube de arrogante). No caso da torcida do Inter, o motivo que os enche de orgulho, na comparação com o rival é sempre o mesmo, ARRAIGADO NA CULTURA DO CLUBE COLORADO: Vocês gremistas são GAZELAS, nós NÃO.
    4. Portanto, entendo que o Inter tenha que ser SEVERAMENTE punido, para que este ato absurdo e abominável nunca mais se repita envergonhando mais uma vez o Rio Grande do Sul em relação ao Brasil (não bastassem um rebaixamento por calote em 1985, mais isso agora…)

  • Lucas diz: 1 de junho de 2011

    Me expliquem do que se trata aquele torcedor colorado que se veste com fantasia de macaco em todos os jogos no Beira-Rio…

  • Roberto diz: 6 de junho de 2011

    Todo cuidado é pouco. Qualquer palavra errada, cadeiaaaaaaaaaa!!!!

    Outro dia estava no mercado quando vi no final do corredor um amigo da época da escola, que não encontrava há séculos. Feliz com o reencontro me aproximei já falando alto:

    – Oswaldo, sua bichona! Quanto tempo!!!!

    E fui com a mão estendida para cumprimentá-lo. Percebi que o Oswaldo me reconheceu, mas antes mesmo que pudesse chegar perto dele só vi o meu braço sendo algemado.

    – Você vai pra delegacia! – Disse o policial que costuma frequentar o mercado.

    Eu sem entender nada perguntei:

    – Mas o que que eu fiz?

    – HOMOFOBIA! Bichona é pejorativo, o correto seria chamá-lo de grande homossexual.

    Nessa hora antes mesmo de eu me defender o Oswaldo interferiu tentando argumentar:

    – Que isso doutor, o quatro-olhos aí é meu amigo antigo de escola, a gente se chama assim na camaradagem mesmo!!

    – Ah, então você estudou vários anos com ele e sempre se trataram assim?

    – Isso doutor, é coisa de criança!

    E nessa hora o policial já emendou a outra ponta da algema no Oswaldo:

    – Então você tá detido também.

    Aí foi minha vez de intervir:

    – Mas meu Deus, o que foi que ele fez?

    – BULLYING! Te chamando de quatro-olhos por vários anos durante a escola.

    Oswaldo então se desesperou:

    – Que isso seu policial! A gente é amigo de infância! Tem amigo que eu não perdi o contato até hoje. Vim aqui comprar umas carnes pra um churrasco com outro camarada que pode confirmar tudo!

    E nessa hora eu vi o Jairzinho Pé-de-pato chegando perto da gente com 2 quilos de alcatra na mão. Eu já vendo o circo armado nem mencionei o Pé-de-pato pra não piorar as coisas, mas ele sem entender nada ao ver o Oswaldo algemado já chegou falando:

    – Que é isso negão, que que tu aprontou aí?

    E aí não teve jeito, foram os três parar na delegacia e hoje estamos respondendo processo por _HOMOFOBIA_, _BULLYING_ e _RACISMO_.

    *Moral da história: Nos dias de hoje é um perigo encontrar velhos amigos!*

    É lógico que não se deve ficar comparando um irmão da raça negra com um animal. Isto é lamentável.

    Mas como fica o defensor da Teoria da Evolução que disse que o homem evoluiu do macaco?

    Creio que não havendo identificação dos “torcedores” (retardados) que ofenderam o Zé Roberto, caberia ao Gremio tomar a iniciativa de pedir desculpas publicamente, pelo fato ter acontecido em sua casa de espetáculos.

    Melhor seria tanto Inter como Gremio se unirem e promoverem campanhas contra este tipo de ofensa, pois tanto num time como noutro jogam atletas afro-descendentes.

Envie seu Comentário