Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Odone & Luigi

25 de junho de 2011 9

Os blogueiros do Dupla Explosiva entrevistaram os presidentes da dupla Gre-Nal sobre os espinhosos assuntos da semana: reforços, quem indica contratações e se haverá recursos para encorpar reforços aos dois gigantes de Porto Alegre. A seguir, es respostas:

PAULO ODONE (presidente do Grêmio)
Zero Hora _ Como é a política de reforços do Grêmio? O senhor interfere?
Paulo Odone _ O departamento de futebol é quem tem a obrigação de estar esperto nisso. Tem o dever de planejar e estar atento ao mercado. Mas a última palavra é do presidente.

ZH_ No passado, o senhor já foi vice de futebol. As dificuldades que Antônio Vicente Martins tem para contratar são as mesmas de sua época?
Odone _ Ele tem dois assessores, é uma equipe muito afinada. Eu não posso passar o dia inteiro envolvido com o futebol.

ZH_ O senhor sugere contratações?
Odone _ Faço outra política. Acho que os nomes da base tem que ser valorizados. Quem é do Grêmio precisa ser valorizado. Mas o jovem é sobe-desce, não é uma linha reta, sofre altos e baixos. Por isso todos os técnicos têm resistência em lançá-los, mesmo com torcedor dizendo que é craque e precisa jogar.

ZH_ O senhor se sentiu pressionado com as declarações de Renato em que ele exige reforços?
Odone _ O Vicente (Antônio Vicente Martins) já falou sobre isso.

ZH_ Mas eu gostaria de ouvir a sua opinião …
Odone _ Eu disse para ele (Renato) durante o evento na Arena: vou assumir o time porque você assumiu a direção. Na hora ele riu, mas sabe que errou. Foi um ato impensado dele.

ZH _ E se isso se repetir?
Odone _ No ano passado, ainda em nossa primeira conversa, eu disse que ele cuidasse do time, o que faz muito bem, e deixasse o clube para mim. Ele concordou. Acho que não preciso mais repetir isso para ele.

ZH _ E haverá novas contratações?
Odone _ Não queremos contratar um time todo. Nosso grupo é bom, mas não nos desoneramos dessa responsabilidade. Mas eu pergunto: se chegar um atacante pronto, quem sai? Ele vai tirar o Leandro? Esse eu quero que jogue, é promessa. Fica fora o Miralles? Esse foi contratado para jogar. E André Lima está voltando.

ZH_ Qual a maior dificuldade para contratar, financeira ou de mercado?
Paulo Odone _ Onde tem um jogador pronto? Onde está esse mercado? Temos que ter consciência de que os que virão são melhores do que quem está aqui.

GIOVANNI LUIGI (presidente do Inter)
Zero Hora _ Falcão havia declarado não ter grupo para vencer o Brasileirão. Agora, deverá perder mais seis ou sete jogadores (Rodrigo, Oscar, Juan, Sobis, Renan, Cavenaghi e Lauro). O Inter tem dinheiro para ir às compras?
Giovanni Luigi _ Dificuldades financeiras todos os clubes brasileiros têm, mas, aqui, isso jamais afetará as contratações. Renan vai sair (o Inter não deverá pagar para renovar o seu empréstimo ao Valencia)? Não sei. Lauro vai sair (está procurando clube)? Não deve. O único que está de saída mesmo é o Cavenaghi, isso se o Bordeaux concordar.

ZH _ No Inter, quem define os nomes e indica os jogadores a serem contratados?
Luigi _ Nossas reuniões sobre este tema são quase que diárias. Os homens do futebol conversam comigo e com a comissão técnica. Sempre. Falamos em posições nas quais temos deficiência para buscar reforços. As indicações são coletivas.

ZH _ Há pressão do vestiário para a contratação de reforços?
Luigi _ Pressão só pode ter é a do presidente do clube. Não existe isso de pressão para contratar. Só do presidente, só do presidente…

ZH _ O Inter tem grupo para disputar a liderança do Brasileirão?
Luigi _ Nem deveria estar lá embaixo (ocupa a 12ª posição) com o grupo que tem. Deveríamos estar lá em cima. Temos time para voltarmos a disputar vaga na Libertadores e até mesmo o título já antes do final do primeiro turno.

ZH _ Como o senhor avalia o trabalho de Falcão?
Luigi _ O trabalho é bom, mas ainda falta pelo menos um resultado. Creio que todos os resultados até aqui se justificaram, menos um: a derrota para o Ceará (no Beira-Rio, por 1 a 0, gol de Iarley). Este resultado atrapalhou a nossa campanha. Ainda falta uma vitória fora de casa para recuperarmos terreno.

ZH _ Os salários estão em dia?
Luigi _ Sempre estiveram. E, antes que tu me perguntes, isso não serviria como desculpa para nada. Já pagamos até os prêmios do Brasileirão do ano passado. Nos próximos dias (em 12 de julho), pagaremos a segunda metade do bicho pelo Gauchão. Está tudo em dia, conforme foi combinado com os jogadores.

Comentários (9)

  • SILVIO diz: 25 de junho de 2011

    Olá gente:….Entrevistas com dirigentes diferentes, respostas iguais. Conclusão:….sem conclusão as palavras deles.
    Dois falastrões.

  • cleberson diz: 25 de junho de 2011

    Esse Senhor chamado Paulo Odone é uma piada hein “nosso grupo é bom” só se for pra jogar na segunda divisão,cade os 6 reforços que ele prometeu quando houve protestos da torcida e do dia que se escondeu das entrevistas dizendo que tinha que agir e não falar? onde esta a ação dele, presidente omisso.

  • Eduardo diz: 25 de junho de 2011

    Os dois presidentes deram as mesmas respostas, nada de novidade, até eu daria estas respostas, elas são as politicamente corretas.
    Vocês pensam que Odone iria dizer que não aguenta mais o Renato. Que o Grêmio tem dinheiro sobrando para contratar qualquer grande craque do futebol brasileiro. Que o time é deficiente.
    Vocês pensam que o Luigi iria dizer que Falcão estará com a cabeça a prêmio se perder para o Figueirense. Que o inter necessita de zagueiros e lateral direito. Que o vestiário está dividido e falta motivação para jogar futebol.
    Não percam tempo entrevistando este pessoal, jogadores, técnicos (menos o Renato) e dirigentes (menos o Siegmann) só falam abobrinhas e nada que demonstre o que realmente pensam.
    Entrevistem torcedores que vocês conseguem respostas verdadeiras sobre a situação de cada time.

  • Edjor Borges diz: 25 de junho de 2011

    Luigi !!!! Será preciso o que para mandarem embora o BOLÍVAR ??? A torcida clama que ele saia do time, mas vcs não enxergam e enquanto isto ele segue entregando todos os campeonatos !!!!

  • edson pastorini diz: 25 de junho de 2011

    nao eh facil contratar?agora nao mesmo, mas qdo era epoca de contratacoes esses inergumenos estavam todos de feiras no uruguai.soh espero q nao aconteca com o gremio o q aconteceu com o time de vcs dois, q por mais de duas decadas nao ganhou nada. soh em 2006 nasceu para o mundo e renasceu no brasil. sport clube 2006…
    espero q os dias do professor renato estejam contados, e q leve consigo aquele bando de pereba q ele indicou pro gremio q nao jogam absolutamente nada.
    amanha contra o botafogo sera mais uma papagaiada do professor renato. mexeu no unico setor q estava melhorando tirando o saimon. obvio q o faria desde q a vontade do ilustrissimo eh voltar para a cidade maravilhosa. novamente deixa escudero no banco pois nao foi indicado por ele (da pra ver pq ao contrario de seus bruxos o escudero qdo entra mostra q pelo menos tem vontade). nem me refiro ao escudero como solucao para os problemas do gremio, mas q o jogador tenha as mesmas chances q tiveram gilson, rafael marques, lins, vicosa, lucio (como meia), roberson. espero q esse lontra do odone nao demore muito para perceber q esse renato tem q sair e se quiser q leve o martins com ele. a vida eh be melhor no rio de janeiro
    fora renato

    saudacoes tricolores

  • SEMPRENAPRIMEIRA diz: 25 de junho de 2011

    NÃO É POSSIVEL UM CLUBE DA GRANDEZA DO INTER, TER UM PRESIDENTE TÃO, SONGA MONGA. SEM DÚVIDA COM SUAS IDEIAS MINÚSCULAS VAI LEVAR O INTER AO REBAIXAMENTO. FERNANDO CARVALHO, ONDE ANDAS? SERÁ QUE ESTAS CONCORDANDO COM ESTES BABACAS DIRIGENTES? ASSUMA LOGO O BARCO ESTA AFUNDANDO.

  • Rafael diz: 26 de junho de 2011

    Como sempre Seu Odone tira o corpo fora. – Que? Num tô sabendo de nada, isso aí é culpa do Vicentinho. Afinal tenho que cuidar da Arena.

    Agora que a imprensa adora uma tempestade em um copo d`água, ah isso adora!

    Rafael – São Caetano do Sul

  • Regis Wallauer diz: 26 de junho de 2011

    O Presidente Giovani Luigi precisa atualizar o discurso. O Internacional precisa urgentemente de reforços, em nível de grupo e de titularidade.
    Analisando o grupo por posição é fácil de chegarmos a conclusão de que o Presidente está equivocado:
    No gol, Renan e Lauro, mesmo que fiquem, são insuficientes. Sobram o Muriel e o Agenor que já fizeram algumas campanhas fora do Inter, mas ainda não confirmaram…
    Nas laterais, temos apenas um lateral afirmado (Cleber). O Nei está muito mal e não temos reservas, visto que temos que improvisar quando os titulares estão impossibilitados de jogar…
    Na zaga estão os maiores problemas, Indio, Bolivar e Rodrigo não convencem ninguém… Juan não confirmou, ainda, e vai para a Seleção… sobram o Moledo, que ainda não jogou no time principal e o Sorondo que não devem jogar tão cedo e já tem uma certa idade.
    No meio temos o maior numero de jogadores, mas são todos muito parecidos…não temos um jogador de passes longos, ou um meia que chegue na frente e faça gols…
    Na frente temos apenas o Damião, os outros ainda tem que provar… e quando for necessária uma mudança de estratégia, não temos uma dupla leve e veloz que possa puxar contra-ataques. Acho que este é um dos grandes problemas que assolam o Internacional nos últimos tempos, quando estamos na frente no marcador não temos jogadores para utilizar o contra-ataque.
    Acorda Luigi…

  • João diz: 26 de junho de 2011

    A direção trouxe o Sóbis e este não foi aproveitado pelos treinadores do Inter. Ele é relativamente novo e é um excelente atacante. Por que a direção não faz um esforço para contratá-lo como fez com o Bolatti? Não vão conseguir um atacante tão bom como ele. Para os outros interessados vai ser um excelente reforço.

Envie seu Comentário