Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Reinauguração à vista

25 de junho de 2011 0

Obras em três turnos e aos finais de semana, mas sem a necessidade de fechar o estádio para jogos.
Assim será retomada a reforma do Beira-Rio para a Copa do Mundo, a partir de 15 de julho, um dia após a nova data prevista para a assinatura do contrato entre o clube e a empreiteira Andrade Gutierrez.
Firmado o acordo, a construtora irá acelerar as obras do estádio para entregá-lo em março de 2013. A reinauguração está prevista para 4 de abril, quando o Inter cumprirá 104 anos.
_ O Beira-Rio não deverá ser fechado por causa das obras. Usaremos o mês de dezembro, quando não haverá qualquer campeonato, para intensificar alguma reforma interna. Essa foi uma de nossas exigências _ afirmou o 1º vice-presidente, Luís Anápio Gomes. _ A única hipótese de fechamento é se ocorrer algum fenômeno natural, como por exemplo, três meses de chuvas, prejudicando o cronograma. Aí, teríamos que encontrar alguma alternativa para as primeiras rodadas do Gauchão (que deverá começar em 14 de janeiro) _ acrescentou.
Caso ocorra algum atraso inesperado, o plano B do Inter é disputar algumas partidas no estádio da Ulbra, em Canoas, ou no Passo D’Areia, do São José. Como as obras nas arquibancadas do Beira-Rio foram projetadas para serem realizadas em quatro módulos, sempre um quarto do estádio estará interditado para a torcida _ o que já ocorre desde o começo da temporada.
O contrato com a Andrade Gutierrez passou a ser negociado em 13 de maio, e tinha um prazo de até 60 dias para a sua confecção. Deverá receber a redação final na próxima sexta-feira. Depois, ficará por uma semana à disposição dos conselheiros para leitura, no Beira-Rio. Em seguida, o contrato irá ao Conselho Deliberativo para exposição e referendo. Em seguida, virão a assinatura e o recomeço das obras.
Com 15% da reforma já concluída, o clube deverá receber o estádio remodelado, e com a cobertura, em 20 meses. A obra terá um custo de R$ 290 milhões, bancados pela empreiteira.
O Inter aportará R$ 26 milhões na reforma (valor da venda do Eucaliptos). Ainda em 2011, o Inter definirá o local de seu novo CT, a ser erguido pela Andrade Gutierrez. Entre as opções, estão o estádio do Porto Alegre, no Lami, zona sul de Porto Alegre, e a cidade de Guaíba.

Envie seu Comentário