Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Dadá e a "solucionática" para Falcão

30 de junho de 2011 1

Campeão brasileiro com o Atlético-MG, em 1971, e com o Inter, em 1976, o ex-centroavante Dario, o Dadá Maravilha, será um atento assistente de Atlético-MG e Inter, a partir das 21h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.
Amigo de Falcão, com quem atuou no Beira-Rio em 1976 e em 1977, ele entende que o técnico precisa se espelhar em Rubens Minelli, bicampeão brasileiro com o Inter, para tornar-se um treinador de ponta.
Ídolo nos dois clubes, Dadá é comentarista da TV Alterosa e colunista do jornal Aqui. Aposta em um empate no clássico de dois times com problemas semelhantes.
Famoso, além dos gols, por frases como “Se gol é a problemática, Dadá é a solucionática”, Dario aposta muito em Damião. Palavra de especialista.

Falcão
“Sou amigo e fã do Falcão, mas acho que ele ainda pode evoluir como treinador. Mesmo à distância, ele me parece muito sério, precisa ser um cara mais agradável com os jogadores. Sempre que vejo, ele está sério demais, distante, pesado até. Falcão deveria copiar um pouco o mestre Minelli neste ponto. Ele era adorado por todos nós. Ninguém conhece mais futebol que o Falcão. Ser campeão é questão de estrela, ao treinador cabe ter inteligência para ganhar os caras. São eles que decidirão os jogos. Assim que Falcão se lembrar dos ensinamentos de Minelli, será um técnico de ponta no Brasil.”

Inter
“Tenho assistido a videoteipes do Inter e todo o Inter 0×1 Ceará. Fiquei decepcionado com o que vi. O Inter me pareceu aquele pugilista que bate o tempo todo no adversário, mas, sem força, não consegue derrubá-lo. Um time sem a pegada do gol. Domina o jogo e não consegue defini-lo.”

Atlético-MG
“É o time de papel, o time da teoria. Parece um timaço, porém, não consegue jogar. A torcida cobra raça e eles correm com a bola. É uma equipe que não consegue parar para pensar em campo, tenta fazer tudo de afogadilho. Atlético e Inter são dois times muito parecidos: criam boas chances de gols e erram demais no ataque. Por isso não estão entre os líderes do Brasileirão. Por estes erros em comum, acredito em empate.”

Leandro Damião
“Adoro ver Leandro Damião em campo. Mas, se eu encontrá-lo aqui em Belo Horizonte, darei umas dicas a ele. Damião precisa treinar mais o giro de corpo. Ainda está muito durão. Ele precisa ter aquela coisa que eu tinha, de dar um tapa na bola, tirar o zagueiro do lance e já bater. O goleiro nem pula. Damião é muito forte e, por isso, gira muito lentamente. Sei como é isso porque fui me aprimorar somente aos 26 anos. Se ele corrigir este probleminha, será o titular absoluto da Seleção Brasileira, anos-luz à frente de Fred, Pato e companhia. O que diferencia o Damião dos demais é o fato de ele ser faminto por gol. Girando corretamente, vejo ele superior a todos os demais.”

Daniel Carvalho
“Sempre gostei do Daniel no Inter. É craque, mas tem uma gordurinha localizada que não sai de jeito nenhum, e isso o prejudica. Está pesadão, teria que perder uns cinco quilos para voltar a ser o Daniel de antes. Ainda assim, joga no Atlético porque é acima da média.”

Comentários (1)

  • ivan diz: 30 de junho de 2011

    Quem sabe, sabe.

Envie seu Comentário