Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Em breve, colorados poderão ter até tailandeses e ingleses no time

21 de setembro de 2011 1


As conquistas internacionais desde 2006 parecem não ter sido suficientes para que o Inter globalizasse a sua marca. Desde ontem, porém, o clube estará presente de forma oficial em mais nove países, abrindo mercado desde a Espanha, passando pela Inglaterra, Rússia, EUA, Tailândia até chegar à endinheirada China.
Ao ingressar no grupo que por enquanto é chamado de Aliança Estratégica Global, o Inter aliou-se ao Atlético de Madrid (Espanha), Chicago Fire (EUA), América (México), mais Al Ain (Emirados Árabes), Raja Casablanca (Marrocos), Muangthong United (Tailândia) e Shenhua FC (China) – clube com 200 milhões de torcedores na China -, que também estão integrados ao projeto. A partir de 4 de novembro, quando ocorrerá em Madri o primeiro encontro mundial do grupo, um clube inglês e um russo também serão integrados à Aliança.

A partir de janeiro é possível que o Inter tenha jogadores das suas categorias de base atuando nestes países e que receba atletas espanhóis, mexicanos, ingleses, norte-americanos, chineses, tailandeses, árabes, marroquinos e russos. Nos próximos anos é provável que os colorados vejam no time profissional um jogador de uma destas nacionalidades.

Conheça os parceiros:
América (México)
Fundado em 12 de outubro de 1916, já venceu 14 vezes a Liga do México. Também tem seis copas mexicanas, cinco campeonatos da Concacaf e uma Copa de Gigantes da Concacaf.
Atlético, de Madrid (Espanha)
Fundado em 26 de abril de 1903 por estudantes bascos. Com cerca de 2 milhões de torcedores, tem nove títulos espanhóis, uma Recopa Europeia e um vice da Copa dos Campeões, em 1974, ano em que foi campeão mundial.
Chicago Fire (EUA)
No 126º aniversário do grande incêndio de Chicago, foi anunciada a fundação do Chicago Fire, em 8 de outubro de 1997, em Illinois. Venceu quatro vezes a US Open Cup – espécie de Copa do Brasil local.
Al Ain (Emirados Árabes)
Fundado em 1968 em Al Ain, venceu a Liga dos Campeões da Ásia em 2003 e a Copa Golfo em 2001. Passaram pela equipe Dodô, Emerson Sheik e Rodrigo Mendes e os técnicos Alexandre Gallo e Toninho Cerezo.
Raja, de Casablanca (Marrocos)
Fundado em 28 de março de 1949, em Casablanca, Raja Club Athletic conquistou nove vezes o Campeonato Marroquino e três vezes a Liga dos Campeões da África. Disputou o Mundial de Clubes da Fifa em 2000.
Muangthong United (Tailândia)
Com sede em Muang Thong Thani, surgiu em 1989 e só 20 anos depois estreou na primeira divisão tailandesa. É um dos clubes mais ricos do país hoje e atual campeão nacional.
Shanghai Shenhua FC (China)
Um dos clubes mais ricos da China, pertence a um dos principais grupos de mídia daquele país. Tem 200 milhões de torcedores. Sua equipe já foi treinada por Muricy Ramalho e Sebastião Lazaroni, e contou com o zagueiro Júnior Baiano – ex- Seleção e Inter


Comentários (1)

  • Jonas diz: 21 de setembro de 2011

    Convenhamos, compartilhar torcida com um clube com 200 milhões de torcedores é bem melhor que compartilhar torcida com o Juventude… se 1% deles comprarem camisetas, mesmo piratas, o ganho refletido nos produtos oficiais e exposição em mídia é gigantesco!

    Sei que os corneteiros não tardarão a proferir insanidades, como se o INTER, histórico vendedor talentoso, fosse doar seus bons jogadores. É importante esclarecer que é uma parceria de compartilhamento de imagem e, portanto, de SIMPATIA CLUBÍSTICA (por isso essa liga não tem dois clubes do mesmo país). Mas, nada impede de ser usado como uma boa saída pra mandar Wilsons Mathias, Edus e Ilans jogar no México ou na China e assim economizar multas rescisórias.

    EU APLAUDO.

Envie seu Comentário