Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de julho 2012

Raul Régis é pressionado para concorrer a presidente do Grêmio

31 de julho de 2012 5

Numa eleição que promete radicalizar a divisão entre situação e oposição, o nome de Raul Régis de Freitas Lima, presidente do Conselho Deliberativo, surge como a única chance concreta de harmonia dentro do Grêmio.

Régis, cujo mandato no Conselho só irá se encerrar no final de 2013, tem sofrido forte assédio dos conselheiros para concorrer. Só que, cada vez que seu nome é lembrado, alega questões profissionais como um forte impeditivo para concorrer.

O que serve de alento para aquelas pessoas que sonham com sua candidatura é o fato de Régis não apresentar uma negativa em caráter irrevogável. Pede tempo para pensar no assunto, desde que consiga conciliar seus interesses.

Para ele, o mais importante, nesse momento, é que a estabilidade do clube não seja quebrada. O presidente do Conselho Deliberativo teme que disputas políticas, que, no caso do Grêmio, têm sido cada vez mais acirradas, atrapalhem o ambiente gerado pela boa campanha no Brasileirão e pela proximidade da inauguração da Arena. Nesse sentido, Raul Régis deixa aberta uma porta para que possa concorrer.

A resposta definitiva virá em breve. Na condição de presidente do Conselho, Raul Régis é a pessoa mais interessada na definição do quadro eleitoral, para que possa publicar o edital convocando a eleição.

Resta pouco tempo. O primeiro turno, do qual só participam os conselheiros, será dia 25 de setembro. Se mais de uma chapa superar a cláusula de barreira, que é de 20% dos votos, os associados elegerão o presidente no segundo turno, dia 20 de outubro.



Conselho do Grêmio quer pressa na definição das candidaturas a presidente

31 de julho de 2012 3

O presidente do Conselho Deliberativo do Grêmio Raul Régis de Freitas Lima espera para a próxima semana as primeiras definições em torno das candidaturas à sucessão de Paulo Odone. Preocupado em organizar o primeiro turno da eleição, marcado para 25 de setembro, em que votarão apenas os conselheiros, Régis quer saber quantas candidaturas serão lançadas. Os associados só terão direito a voto no segundo turno, dia 20 de outubro, caso mais de um candidato supere a cláusula de barreira do Conselho, fixada em 20%.

Por enquanto, a oposição segue no aguardo da manifestação de Fábio Koff. Duas vezes presidente, com um currículo em que constam títulos como duas Libertadores da América e um mundial de clubes, Koff é considerado pelos oposicionistas um candidato imbatível. O lançamento de seu nome, entendem os líderes da oposição, que formam a maioria dos 14 movimentos políticos do Grêmio, desestimularia a situação a concorrer.

Contudo, uma nova candidatura de Paulo Odone não é descartada. Ela estaria condicionada à manutenção da boa campanha do Grêmio no Brasileirão. Os situacionistas entendem que se o time tiver bem encaminhada uma vaga na Libertadores no período da eleição Odone contará com a simpatia dos conselheiros, podendo repetir 2010, quando elegeu-se no primeiro turno. Também a euforia de conselheiros e torcedores com a inauguração da Arena serviria como trunfo de Odone. A exemplo de Koff, o atual presidente não é claro ao dizer se concorrerá ou não.

Mesmo liberado pelo BID, Juan ainda deve esperar a vez

30 de julho de 2012 25

O zagueiro Juan teve o seu nome publicado nesta segunda-feira no BID da CBF. assim, está liberado para jogar contra o Palmeiras, neste sábado, em São Paulo. Mas a estreia do ex-jogador da Seleção Brasileira não deverá ocorrer nesta rodada, pois Bolívar e Índio seguirão formando a dupla de zaga. Moledo e Juan ainda terão que esperar a vez.

Agora é oficial: D'Alessandro fora do 1º turno por causa do "músculo do chute"

30 de julho de 2012 40

Agora é oficial: D’Alessandro está fora do restante do primeiro turno do Brasileirão. O meia ficará em recuperação da nova lesão muscular por um período entre 30 e 40 dias. O argentino está fora do Gre-Nal.
- D’Alessandro sentiu um desconforto o jogo contra o Vasco. Fizemos o exame por imagem e foi apontada uma lesão muito pequena, com sangramento (na coxa esquerda). Mas, como trata-se de uma terceira lesão esse ano, nos preocupa. E fará com que o tempo de recuperação não seja inferior a 30 dias. Faremos uma recuperação minuciosa para que ele não tenha mais nenhuma lesão – relatou o médico Luiz Crescente.
E Crescente prosseguiu:
- D’Alessandro é um dos melhores testes físicos que temos no grupo. O teste dele é de superatleta, nos causa estranheza essas lesão no musculo do chute, no músculo anterior da perna esquerda. Precisamos saber o que está acontecendo, vamos repetir os exames com ele.
D’Alessandro ficará fora, no mínimo, das seguintes partidas: Palmeiras (Fora), Náutico (C), Ponte Preta (C), Corinthians (F), Portuguesa (F) e Grêmio (C).

Os caminhos do Grêmio na Sul-Americana

30 de julho de 2012 7

A Copa Sul-Americana recém começa nesta terça-feira para o Grêmio, mas os torcedores já podem fazer suas previsões para as próximas fases. Caso elimine o Coritiba no segundo jogo, dia 23 de agosto, o time gaúcho poderá ter pela frente chilenos, paraguaios, equatorianos ou venezuelanos nas oitavas de final, em setembro.

Por enquanto, é preciso ficar atento aos confrontos entre Cobreloa, do Chile, e Tacuary, do Paraguai, e Barcelona, do Equador, e Táchira, da Venezuela (na foto, enfrentando o Santos, pelas Libertadores de 2011, um time que vem tornando-se tradicional nos torneios sul-americanos). Depois de vencer o primeiro jogo por 1 a 0, fora de casa, o Cobreloa só precisa empatar a partida de volta, dia 7, no Chile. Já o Barcelona terá que vencer o segundo jogo contra o Táchira, dia 8, no Equador. Empate com gols classifica os venezuelanos pelo saldo qualificado.

Na sequência, a tabela prevê o cruzamentos entre os vencedores desses dois confrontos. Quem passar pegará Grêmio ou Coritiba nas oitavas.


Quando a defesa passa a ser o melhor ataque

30 de julho de 2012 2

Os problemas de lesões que não abandonam o Beira-Rio poderão transformar o Inter em um time mais fechado na defesa e no meio-campo. Ao menos até o encerramento do primeiro turno, quando espera-se que os lesionados Dátolo, Kleber, Dagoberto, D’Alessandro, Otávio, além de Leandro Damião, que retornará dos serviços prestados à Seleção Brasileira no dia 16 de agosto, e da necessidade de entrosamento de Diego Forlán ao time e ao Campeonato Brasileiro.
Como os problemas de Fernandão são do meio para a frente, uma vez que a defesa estará completa em breve, com os retornos de Nei e de Kleber, não está descartado que o treinador povoe mais o meio-campo, com cinco jogadores no setor, mantendo apenas Folán no ataque. E permitindo que volantes e meias juntem-se a ele na frente, com Guiñazu (na foto) vem fazendo, aproximando-se daquele jogador dos tempos de Libertad. Nos três jogos com Fernandão, a equipe já teve maior consistência defensiva, sofrendo apena um gol contra Atlético-GO, Figueirense e Vasco. O Inter tentará sobreviver ao primeiro turno.
O plano é manter-se o mais próximo possível aos líderes para, com o elenco completo a partir do segundo turno, tentar uma campanha de recuperação e seguir sonhando com o título. Na sexta colocação, com 23 pontos, o Inter está nove pontos atrás do líder, Atlético-MG – contra quem já jogou, fora de casa, e perdeu.

Mithyuê ganhará nova chance no Grêmio

30 de julho de 2012 34

Promessa desde 2009, o garoto Mithyuê, 22 anos, receberá nova chance no Grêmio. Estará no grupo que irá participar dos jogos da Copa Hélio Dourado, a partir de agosto, sob o comando conjunto do técnico Mabília e de Roger Machado, auxiliar de Vanderlei Luxemburgo.

Depois de disputar o Gauchão pelo Juventude e ter sua contratação cogitada pelo Marítimo, de Portugal, Mithyuê pensou em retornar ao futsal, esporte que marcou seu início como atleta, no interior catarinense.

Como o contrato com o Grêmio segue em vigor, optou por permanecer no futebol.

No Grêmio, seu melhor momento foi no Gauchão de 2010, em que trabalhou com o técnico Silas. Em fevereiro daquele ano, chegou a marcar um gol em partida contra o São José, no Olímpico. Pouco tempo depois, foi emprestado ao Atlético-PR, mas não conseguiu se firmar como titular.

No Inter, o time emergencial virou o titular (e seguirá assim)

30 de julho de 2012 57

O Inter terá sérios problemas para encerrar o primeiro turno do Brasileirão. Além de perder D’Alessandro, possivelmente por um mês – incluindo o Gre-Nal, a equipe ainda penará um pouco com desfalques de peso como Dátolo, Kleber, Dagoberto e Leandro Damião. No sábado, contra o Palmeiras, da turma do DM, apenas Nei estará de volta. Pouco para quem precisa encorpar o time outra vez. Do meio para a frente, o Inter empobreceu muito com a venda de Oscar e com as baixas por lesões.

Kleber ainda precisará pelo menos 15 dias para voltar a jogar. Dátolo, no mínimo mais 20 dias, bem como Dagoberto. Damião voltará somente após as Olimpíadas. E o futebol chegará ao fim apenas em 11 de agosto – a não ser que caia antes. Como se vê, a escalação de emergência que terminou o jogo contra o Vasco, pode tornar-se a principal.

Diego Forlán terá que virar-se jogando com Jajá, Marcos Aurélio (na foto, que substituiu D’Alessandro contra o Vasco), Fred e Maurides. Não parece suficiente para quem sonha (ou sonhava) com o título do Brasileirão.

Os jogos que restam ao Inter no primeiro turno: Palmeiras (Fora), Náutico (C), Ponte Preta (C), Corinthians (F), Portuguesa (F) e Grêmio (C).

Inter terá reuniões para investigar lesões de D'Alessandro

30 de julho de 2012 93

D’Alessandro e a sua fragilidade muscular passarão por uma profunda análise de médicos, fisioterapeutas e preparadores físicos no Beira-Rio. O Inter está preocupado com o seu camisa 10, não sabe o que acontece com o meia, que no sábado sofreu a terceira lesão muscular da temporada – e que deverá desfalcar a equipe por pelo menos 30 dias, dependendo da extensão da nova lesão muscular. D’Alessandro ficaria fora do restante do primeiro turno, incluindo o clássico Gre-Nal, no Beira-Rio.
A estreia de Diego Forlán, na noite de sábado, foi ofuscada pelo drama de D’Alessandro. Aos 26 minutos do primeiro tempo do 0 a 0 com o Vasco, o argentino cobrou uma falta defendida por Fernando Prass e sentiu a coxa esquerda. Outra vez. Deixou o jogo, uma torcida órfã e o clube com diversas suspeitas.
– Quando lesões começam a se repetir, é preciso investigá-las – comentou o diretor médico do Inter, Paulo Rabelo. – Já fizemos exames de sangue e revisões dentárias no D’Alessandro, entre outras análises, e os resultados sempre foram bons. Ele sempre contou com um bom suporte alimentar, vitamínico e de medicação para tratar as lesões, além de realizar reforço muscular após as recuperações, mas há coisas que não têm explicação – acrescentou Rabelo.
O diretor médico colorado assegura que a lesão atual não é a mesma agravada na final do Gauchão, ainda que o músculo seja o mesmo: o anterior da coxa esquerda.
– É na mesma região, mas em uma área diferente – afirmou Rabelo.

Lesão deve tirar D'Alessandro até do Gre-Nal

29 de julho de 2012 11

Caso confirme-se nesta segunda-feira, após exame de ressonância magnética, a necessidade de D’Alessandro parar por 30 dias, o Inter perderá os eu camisa 10 para o Gre-Nal. No dia 26, o clássico fechará o turno no Beira-Rio. Dos três Gre-Nais da temporada até aqui (uma vitória do Inter, uma do Grêmio e um empate), D’Alessandro esteve presente em apenas um deles – justamente a derrota por 2 a 1, no Beira-Rio.