Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de setembro 2012

Grêmio adia retorno de Bertoglio

28 de setembro de 2012 31

Foi adiado outra vez o retorno de Bertoglio aos gramados.

Na semana passada, ainda em Atibaia, a comissão técnica falava com otimismo sobre a participação do argentino no jogo entre Grêmio e Cerâmica, neste sábado, no CT de Eldorado do Sul, pela Copa Hélio Dourado.

Na tarde desta sexta-feira, foi informado que o jogador recém retornará aos treinamentos dia 2, terça-feira.

O Grêmio toma todos os cuidados para que Bertoglio, que sofreu nova lesão muscular ao retornar para o Dinamo, de Kiev, se recupere de forma completa.


Grêmio promove fim de semana de visita às obras da Arena

28 de setembro de 2012 3

Segue a programação de visitas à Arena do Grêmio, cujo percentual de conclusão já é de 92%. Neste fim de semana, a visitação será dupla. No sábado, ela ocorrerá às 16h. Domingo, às 15h, para contemplar os associados do Interior, que ainda terão tempo de voltar ao Olímpico para acompanhar a partida contra o Santos, às 18h30min.

Associados do Interior que quiserem agendar visita devem procurar o Quadro Social. Ou entrar em contato até domingo ao meio-dia pelo telefone 3218-2000 ou pelo e-mail promocoesquadrosocial@gremio.net.

Erguida no bairro Humaitá, a nova casa do Grêmio tem inauguração prevista para 8 de dezembro, data do jogo amistoso contra o Hamburgo, da Alemanha.


Koff descarta Angioni e diz que Luxa "é a bola da vez"

28 de setembro de 2012 23

O candidato a presidente Fábio Koff não confirma que já tenha acertado com o gerente do Bahia Paulo Angioni para assumir a superintendência de futebol do Grêmio em caso de vitória no segundo turno, dia 21 de outubro.

Koff admite, no máximo, uma forte amizade com Angioni, com quem costuma trocar ideias sobre futebol.

- Sem exagero, nem eu sei quem vou colocar no futebol caso seja eleito. Não falo sobre essas coisas nem com minha mulher, nem com meus filhos – diz o candidato.

Quando o assunto é treinador, a resposta é outra. A exemplo de Paulo Odone, Koff quer Vanderlei Luxemburgo.

- Tenho dito e repito que meu treinador é Luxemburgo. Quis trazê-lo em 1993 (ano em que reassumiu como presidente do Grêmio). Na época, ele dirigia a Ponte Preta (de onde saiu contratado pelo Palmeiras). Luxemburgo é a bola da vez – afirma o candidato.

Quanto a Luiz Felipe Scolari, também um nome cogitado, Koff diz ter falado com ele apenas para prestar solidariedade após a saída do Palmeiras.

Exame fisiológico apontará desgaste sofrido pelo Grêmio no Equador

28 de setembro de 2012 1

Somente nesta sexta-feira será possível medir o desgaste físico sofrido pelo Grêmio na operação Guayaquil, primeira experiência internacional da equipe na Copa Sul-Americana. Aos momentos de tensão enfrentados pelos jogadores para segurar o resultado contra o Barcelona, ainda foi acrescentado o contratempo de um atraso de quatro horas na viagem de volta.

Se a programação fosse cumprida à risca, o time teria embarcado às 2h (4h de Brasília). Desconfiada de que o atraso informado por funcionários da empresa aérea contratada para a viagem seria superior a uma hora, a direção optou por levar a delegação de volta ao hotel, onde foi servido o jantar. A adrenalina da partida não deixou ninguém dormir. Às 5h, eles retornaram ao aeroporto e conseguiram embarcara às 6 (8h no Brasil). Aí, sim, sem resistir ao cansaço, o time dormiu viagem inteira. Apenas uma das duas refeições programadas foi servida, para não atrapalhar o sono.

- O voo de volta foi um silêncio só – disse um integrante da delegação.

Para prolongar o descanso, o treinamento passou da manhã para a tarde. De posse do relatório do fisiologista Rafael Gobatto, o técnico Vanderlei Luxemburgo saberá quem está mais desgastado. Na chegada, os mais abatidos eram Anderson Pico e Souza. Mesmo sem ter sofrido lesão muscular, Gilberto Silva e Zé Roberto, que nem estiveram no Equador, também dependem de teste. Kleber (foto) será reavaliado, mas devido a uma batida sofrida na coxa direita durante o jogo.

- Doeu muito no intervalo. Voltei a campo ainda com dores e preferi sair – contou o atacante.

Nesta sexta-feira, os advogados do Grêmio passam a buscar os responsáveis pelos problemas da viagem. O clube buscará ressarcimento por ter arcado com mais uma diária de hotel, além do jantar.


Koff quer Angioni no futebol do Grêmio caso seja eleito

28 de setembro de 2012 18

Atual gerente de futebol do Bahia, Paulo Angioni já encaminhou acerto com Fábio Koff para transferir-se ao Olímpico em 2013. Claro, o contrato só será assinado caso o atual presidente do Clube dos 13 se saia vencedor no segundo turno do processo sucessório do Grêmio.

Angioni atuaria como superintendente de futebol. Mas não seria a palavra final, a exemplo do atual diretor-executivo Paulo Pelaipe. Com Koff no comando, o Grêmio retomaria o modelo anterior de comando do futebol. Angioni ficaria subordinado a Rui Costa, que atuaria como vice de futebol. Em 2010, Costa e Alberto Guerra eram os diretores de futebol por ocasião da contratação do técnico Renato Portaluppi.


Cansado, grupo do Grêmio ganha descanso maior

27 de setembro de 2012 10

O forte cansaço da viagem de volta de Guayaquil fez com que a comissão técnica do Grêmio alterasse o horário de treinamento de sexta-feira.

O trabalho que seria realizado pela manhã passou para 16h. Com isso, os jogadores, que desembarcaram às 14h desta quinta-feira, ganharão um dia inteiro de repouso.

O maior desgaste foi sentido pelo volante Souza (foto) e pelo lateral esquerdo Anderson Pico. Elano e Kleber, que chegaram a ser motivo de preocupação logo depois da partida contra o Barcelona (EQU), jã estão recuperados.

Gilberto Silva e Zé Roberto, preservados da viagem, serão reavaliados antes do treinamento da sexta-feira.

O Grêmio disputou três partidas em um intervalo de 12 dias, com viagens ao Rio, Atibaia, Belo Horizonte e Guayaquil.



Luxemburgo pede que candidatos cheguem a consenso sobre sua permanência

27 de setembro de 2012 36

Na noite em que completou 50 partidas como técnico do Grêmio, também marcada pela vitória por 1 a 0 contra o Barcelona, pela Sul-Americana, Vanderlei Luxemburgo pediu aos três candidatos à presidência que cheguem a um acordo sobre sua permanência no clube em 2013.

Disposto a isolar os jogadores da disputa política, o técnico disse que sua única obrigação é tentar classificar a equipe para a Libertadores.

- Hoje, meu compromisso é com Paulo Odone, que me contratou. Não fui sondado por nenhum outro candidato, nem é o momento para isso. Se os candidatos quiserem minha permanência, que digam que Luxemburgo é consenso – pediu Luxemburgo, que disse ter acordo verbal com o atual presidente para permanecer caso ele se reeleja.

Com o resultado desta quarta-feira, o Grêmio só precisa de um empate no jogo de volta, dia 24 de outubro, no Olímpico, para avançar às quartas de final da Sul-Americana. Foi o fim de uma série de três partidas, duas delas pelo Brasileirão, em 12 dias longe de casa.

A vitória foi sofrida. Impulsionado por um público empolgado, superior a 50 mil torcedores, que não cansou de pular nas arquibancadas, o Barcelona fez do jogo uma decisão. Até os gandulas aceleravam o andamento da partida com rápidas reposições para arremessos laterais. Mesmo com três zagueiros, numa inesperada opção de Luxemburgo para suprir a ausência de Gilberto Silva, poupado por dores musculares, o time teve dificuldades para conter a velocidade equatoriana. Enolvidos, Fernando, Souza e Elano por vezes abusaram da rispidez nas divididas.

Também sem Zé Roberto, lesionado, o Grêmio careceu de um jogador de criatividade e que acalmasse o ritmo da partida nos instantes de pressão. Na frente, Kleber sofreu com a marcação rigorosa e frequentemente faltosa dos zagueiros. Marcelo Moreno quase não foi visto. Alívio, mesmo, só quando Tony projetava-se com velocidade ao ataque.

O Grêmio, que já se satisfazia a essa altura do jogo em não sofrer gol, recebeu um prêmio que não esperava. A 44 minutos,

Elano bateu falta da direita e Werley, com um cabeceio forte, venceu Banguera e fez 1 a 0.

O Grêmio, que já se satisfazia a essa altura do jogo em não sofrer gol, recebeu um prêmio que não esperava. A 44 minutos,

Elano bateu falta da direita e Werley, com um cabeceio forte, venceu Banguera e fez 1 a 0.

A pressão não reduziu no segundo tempo. O Barcelona esteve perto do empate em cobrança de falta de Arroyo, defendida por Grohe a escanteio. Pico, em lance bizarro, por pouco não fez gol contra, de cabeça. Tony, que já havia recebido cartão amarelo, foi expulso e aumentou o drama. A última chance foi a 45 minutos, salva por Werley sobre a linha.


Homero Bellini rejeita título de "azarão" contra Odone e Koff

27 de setembro de 2012 3

Apoiadores de Homero Bellini Júnior, o terceiro colocado no primeiro turno, rejeitam que o candidato do Movimento Grêmio Independente (MGI) seja visto como “zebra” ou “azarão” junto aos associados. Antônio Vicente Martins, coordenador da campanha, acredita que a proposta de renovação, que garantiu 67 votos no Conselho Deliberativo, também será entendida pelos torcedores dia 21 de outubro.

- Se for para garantir a eleição, não nos importaremos em ser chamados de Germano Rigotto (de forma inesperada, eleito governador em 2002) – sorri Vicente.

Ainda ligado à atual administração, Vicente Martins anuncia que todos os gastos da campanha serão divulgados no site do MGI. Sem maiores fontes de financiamento, a campanha de Bellini projeta gastar, no máximo, R$ 70 mil. A arrecadação teve início há cerca de dois anos e é proveniente de contribuições de R$ 100 mensais obtidos junto a integrantes do movimento e depositados em conta-corrente. Contribuições extras estão previstas para os próximos dias.

- Queremos passar a ideia de que o Grêmio também pode ser campeão sem Fábio Koff. E que a Arena não irá cair se Odone não for o presidente. Os títulos são do clube, do torcedor. Assim como todos os gremistas colaboraram para a construção da Arena – afirma Vicente.

No segundo turno, o MGI irá buscar o apoio de outros movimentos, entre eles o Grêmio do Prata, grupo de associados que lançou a candidatura de Eldir Antonini, eliminada no primeiro turno. Também está prevista uma ação junto a gremistas ligados a consulados do clube no Interior. A agenda de visitas a outras cidades será concluída nesta quinta-feira.


Odone define mote de campanha para o segundo turno

27 de setembro de 2012 12

A frase “Se está contente, por que mudar? ” será o mote da campanha de Paulo Odone para atrair os associados do Grêmio no segundo turno. Com apoio de publicitários, a atual gestão pretende passar aos eleitores, nos próximos dias, um resumo do que foi feito desde janeiro de 2011, quando Odone tomou posse. A imagem de Vanderlei Luxemburgo será usada como exemplo de acerto da atual diretoria. Para evitar que a eleição chegue ao vestiário, o técnico vai evitar fazer qualquer menção ao nome do atual presidente nas entrevistas.

- O torcedor sabe que o projeto Arena vai muito bem, pagamos dívidas e montamos um time forte. Se a gestão fosse ruim, Koff já estaria eleito. Mas fazemos uma bela gestão – afirma o vice-presidente Eduardo Antonini.

Presidente da Grêmio Empreendimentos, Antonini entende que as redes sociais ampliaram a integração entre os associados e o clube, o que permite maior exposição das obras realizadas.

- Pela primeira vez, a gestão está profissionalizada. Não cuidamos só da Arena, a equipe vai bem dentro de campo. O sócio está contente – acredita Antonini.

A campanha não será marcada por ataques, garante o dirigente. A promessa é de que nos debates Odone evitará atacar Koff. No primeiro turno, foram frequentes as referências, por parte de apoiadores do atual presidente, ao fato de Koff ter apresentado a Fernando Carvalho o investidor Delcir Sonda, principal investidor do clube.

Definido ontem, o roteiro de viagens pelo Interior será divulgado hoje.


De olho nas convocações, Inter tentará a liberação de Damião, Forlán e Guiñazu

26 de setembro de 2012 8

Por Alexandre Ernst
alexandre.ernst @zerohora.com.br

O Inter fica de olho na convocação da Seleção Brasileira de amanhã à tarde, no Rio. E já pensa em articular um pedido à CBF para obter a liberação do centroavante Leandro Damião. Possível convocado da lista de Mano Menezes para enfrentar o Iraque e o Japão nos próximos dias 11 e 16 de outubro, Damião perderia uma sequência de três partidas — Atlético-MG, Atlético-GO e Figueirense — partidas essenciais para que o grupo de Fernandão consiga se aproximar do G-4 do Brasileirão.

Os problemas não se resumiriam apenas ao centroavante: Diego Forlán e Guiñazu devem estar entre os convocados do Uruguai e Argentina, respectivamente, para as partidas válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. Ficariam de fora das mesmas partidas que o camisa 9.

A diretoria do Inter estuda pedir a dispensa do trio junto às federações. A dificuldade em contar com Forlán e Guiñazu é maior, uma vez que os dias 12 e 16 de outubro — datas em que o Uruguai enfrenta a Argentina e a Bolívia e a Argentina enfrenta o Chile — são datas do calendário da Fifa.

O vice de futebol Luciano Davi baseia-se na dispensa de Loco Abreu do amistoso contra a Rússia, em 25 de maio, para ter esperança na liberação do uruguaio.

— Se for apenas o Damião (convocado), (a CBF) nega e não aceita o pedido. Se for o Guiñazu e o Forlán pode ser que eu tente (a liberação). Dependendo de como estivermos na pontuação (do Brasileirão), vamos pedir a dispensa dos jogadores — apontou Luciano Davi.