Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Dor nas costas não justifica queda de rendimento de Barcos, afirma médico

11 de abril de 2013 13

Fica nas mãos de Vanderlei Luxemburgo a decisão de escalar Barcos contra o Novo Hamburgo, domingo. De acordo com o diagnóstico médico, o jogador exibe plena condição de atuar, apesar das fortes reclamações de dores nas costelas. Sem fratura, o centroavante inicia hoje o tratamento chamado de analgesia intercostal, que interrompe a sensação de desconforto.

Ontem, ao analisar as imagens da ressonância realizada por Barcos no Hospital Mãe de Deus, o diretor do Instituto de Medicina do Grêmio, Alberto Kaemmerer, detectou um pequeno edema na membrana que envolve as costelas. Um problema que, conforme sua avaliação, não impede o argentino de treinar, nem é justificativa para uma queda de rendimento em campo.

-  Não se deve maximizar um trauma torácico a ponto de dizer que ele interfere em campo. A dor é forte, mas não se pode supervalorizá-la – entende Kaemmerer, cirurgião torácico com doutorado em doenças respiratórias.

Problema grave, conforme o médico, seria uma lesão na pleura ou no pulmão, o que não é o caso. Assim, o tratamento será feito com a aplicação de anestésico, com uma agulha, diretamente no nervo que encobre a costela atingida. Medicado, o jogador deixa de exercer o mecanismo de defesa natural que é contrair a musculatura para evitar a dor.

O efeito do anestésico é de seis horas. Não está descartado que as sessões se repitam no fim de semana. Ou seja, Barcos poderá receber a medicação no início da tarde de domingo e atuar com normalidade em Novo Hamburgo. Kaemmerer projeta que a lesão esteja curada antes da viagem para o Chile, segunda-feira.

Ontem, após a ressonância, Barcos ainda retornou ao Olímpico. Exibia um semblante de preocupação e a todo momento colocava a mão na altura das costelas.

Também era esse o quadro depois do jogo contra o Fluminense, quarta-feira. Cercado por jornalistas, ele reclamava do fato de ter seus movimentos limitados em campo e do temor de um choque com os marcadores. Chegou a dizer que pediria para não ser escalado.

A lesão ocorreu dia 28 de março, na derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro. Nas três partidas subsequentes _ Passo Fundo, Cerâmica e Fluminense _, Barcos só ficou fora da primeira. Nas outras duas, foi substituído.


Comentários (13)

  • junior imortal diz: 11 de abril de 2013

    que declaração infeliz como ele pode fala um absurdo desses ridículo.

  • Mauricio diz: 11 de abril de 2013

    É visível que o jogador esta sentindo dores, se olhar para o vt do jogo contra o Fluminense verás que o jogador não consegue fazer movimentos de giro sobre os jogadores e esta lento, muito em função das dores.
    Como pode um médico dizer que o cara não tem nada se todo mundo vê que ele tem dores.
    É brincadeira mesmo.
    Hum recado pro profexo; se preocupe com o time e deixe o extra campo de fora. OK

  • SEM COMENTÁRIOS diz: 11 de abril de 2013

    SEM COMENTÁRIOS, vc torcedor gremista deve analisar a matéria e opinar. Crise no Gremio ?? (kkkkkkkk).

  • Eduardo diz: 11 de abril de 2013

    Pelo que disse o médico, o Pirata está se fazendo de dodói para justificar suas más atuações.

  • Moises diz: 11 de abril de 2013

    Acho que é dor no bolso e não nas costas.

  • Roberto diz: 11 de abril de 2013

    Já tive duas vezes este problema, em anos seguidos, uma vez em cada lado. Posso dizer o seguinte, incomoda muito, é difícil até para respirar fundo, imagino que disputar jogadas bruscas deva ser bem pior. Não quero defender ostensivamente o Barcos, mas não acredito em fírula do Pirata. Teoricamente, o médico pode estar certo, mas na prática não é bem assim.

  • Matheus diz: 12 de abril de 2013

    O médico disse isso que está no título da notícia? Ele realmente falou essas palavras? Aguardo resposta.

  • Alexis diz: 12 de abril de 2013

    Eu queria saber, como um médico pode afirmar isso…?

    Ele entende da situação clinicamente…mas como ele afirma categoricamente q a dor não diminui o desempenho do jogador em campo? Eu nunca ví disso!

  • Tiago diz: 12 de abril de 2013

    Hummm… Furou o casco do Barcos… Será que ele já comprou uma Havaianas novas para usar na enfermaria? kkkkk

  • Fernando diz: 12 de abril de 2013

    Olá Dupla
    O Koff achava que estava trazendo a cereja do bolo e “engatando” o pobre Palmeiras.
    Trouxeram o Barcos e , milagrosamente, o Palmeiras cheio de restôlhos gremistas, já esta classificado em primeiro lugar do grupo com uma rodada de antecedência.
    Alguem acredita que o “porcão” estava querendo se livrar da cereja?
    E o Felipão que empurrou o Verdão para a segundona, acho que deve muitas explicações por todo o tempo que lá passou recebendo a mixaria de 700 mil reais mensais e chamando os folgados do BB de vagabundos.
    Abraço
    Fernando

  • Cesar diz: 12 de abril de 2013

    Me perguntaram a pouco e não soube responder:

    O Pirata do grêmio não seria aquele da Perna de Pau?

  • Maschio diz: 12 de abril de 2013

    …bateu cupim na Perna De Pau.

  • Henrique diz: 13 de abril de 2013

    A torcida do Gremio já deve de estar cansada de ir ao estádio só para cantar o hino Riograndense, porque futebol, nada.

Envie seu Comentário