Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Pai de Maicon revela interesse do Grêmio no início do ano, mas despista sobre volta ao Brasil

13 de maio de 2013 0

Por Alexandre Ernst
@Alexandre_Ernst

Para quem garante que não há negociação envolvendo o filho e lateral-direito Maicon e o Grêmio, Manoel Sisenando mostra-se bem informado a respeito do que chama de “especulações” da imprensa da Capital. Pelo telefone, desde Criciúma, o pai do camisa 3 do Manchester City desconversou sobre a chance de o jogador ser repatriado e vir a reforçar o Grêmio no segundo semestre.

Aos 31 anos — faz 32 em 26 de julho —, Maicon, gaúcho de Novo Hamburgo, seria oferecido ao time de Vanderlei Luxemburgo. Há informações que Maicon e Grêmio já estariam até acertados. Publicamente, o clube nega. Já o pai, Manoel, gaba-se da carreira exitosa do filho na Europa, os títulos pela Inter de Milão, entre eles o Mundial de Clubes de 2010, disputado pelo Inter, e a volta à titularidade após as lesões no novo clube.

— Libertadores ele não tem. Vai ver que o Grêmio quer dar mais títulos para a carreira dele — diz, rindo, Manoel Sisenando.

Zero Hora — O que há entre o Grêmio e Maicon?

Manoel Sisenando — Já estão me ligando daí há um tempo, desde a semana passada. Mas não tem nada, não. Conversei com ele ontem (sábado) e ele não me disse nada sobre isso.

ZH — Ele está feliz no Manchester City (Maicon atuou apenas oito vezes na Inglaterra e foi considerado pelo jornal The Sun uma das decepções da temporada na Premier League)?

Sisenando — Ele teve um problema de lesão, já voltou, jogou na terça passada (contra o West Brom, pela Copa da Inglaterra). Terça-feira (amanhã, contra o Reading, pela Premier League) deve sair jogando.

ZH — Então está recuperando prestígio no clube?

Sisenando — Ele foi contratado (Maicon tem contrato com o City até 2015) e teve a lesão. Ficou quatro meses parado, tentou voltar, sentiu de novo. Mas, agora, está tranquilo.

ZH — Seria fácil encaminhar uma rescisão com o City?

Sisenando — São mais dois anos de contrato. Faz 10 anos que o Maicon está na Europa. No começo do ano, o Luxemburgo e o Grêmio sondaram ele. Mas não deu certo. Ligaram para ele, mas a coisa não evoluiu. Temos de esperar acabar o campeonato (a Premier League se encerra dia 19).

ZH — Ele estaria disposto a voltar para o Brasil?

Sisenando — Todo o jogador brasileiro tem vontade de voltar para o Brasil. O Maicon ganhou tudo o que tinha de ganhar na Europa. Ficou seis anos na Inter (de Milão), foi eleito duas vezes o melhor lateral do mundo. Tem um currículo muito grande. Falta para ele, claro, uma Libertadores.

Envie seu Comentário