Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Em crise financeira e brigando com a Uefa, Málaga pode liberar Julio Baptista de graça para o Inter

22 de maio de 2013 2

A crise financeira do Málaga e a guerra travada pelo clube espanhol contra a Uefa poderão trazer Julio Baptista de graça para o Beira-Rio. Excluído das próximas competições continentais pela entidade, devido a dívidas milionárias com empregados – incluindo débitos bem superiores a 9 milhões de euros com jogadores -, o que fere o acordo financeiro da Uefa, o Málaga enfrenta problemas de caixa e precisará reduzir custos para a temporada 2013/2014. No dia 4 de junho, o clube recorrerá da punição imposta pela Uefa junto ao Tribunal Arbitral Esportivo, na Suíça.
O xeque do Catar Abdullah bin Nasser Al Thani, dono do clube, poderia até mesmo repassar o Málaga para outro investidor. Neste contexto, o segundo ato do Inter para contar com o meia-atacante passa pela dívida que o Málaga tem com o seu camisa 10. Julio recebe R$ 541 mil mensais e tem mais um ano de contrato com a equipe.
O clube espanhol deve premiações e luvas ao jogador. Nos próximos dias, Julio Baptista (na foto, durante almoço com os demais atletas do Málaga) poderá se reunir com a direção a fim de negociar a sua saída ao final do campeonato nacional, que terá a última rodada em 1º de julho, quando o Málaga enfrentará o campeão por antecipação Barcelona. Inter e os representantes do meia-atacante já começaram a conversar.

Comentários (2)

  • Fernando diz: 22 de maio de 2013

    Olá Dupla
    Como é que o Internacional pretende fechar um negócio destas proporções se já deixou vazar para todo mundo esta informação detalhando até os valores?
    Lamentável.
    Abraço
    Fernando

  • claudio diz: 23 de maio de 2013

    ERA SÓ O QUE FALTAVA, TODOS OS JOGADORES QUE VEM PARA O TIMECO DE VOCÊS,NÃO
    CUSTAM NADA VEM DE GRAÇA EO CLUBE QUE OS EMPRESTAM PAGA ATÉ O SALARIO DELES.
    POR FAVOR VOCÊS SÃO MUITO ONDEIROS PARA NÃO DIZER RIDÍCULOS.

Envie seu Comentário