Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Grêmio vai ao Rio para fechar com Renato. Anúncio deve ocorrer nesta segunda

30 de junho de 2013 17

Adriano de Carvalho
adriano.carvalho@zerohora.com.br

É com a praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, como cenário que o Grêmio deverá fechar a contratação de Renato Portaluppi para substituir Vanderlei Luxemburgo. O executivo de futebol Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina embarcarão na manhã desta segunda para a capital fluminense e se reunirão com o empresário Gerson Oldenburg e o técnico em seu apartamento. Se ocorrer o acerto, Renato poderá comandar o time contra o Botafogo, na Arena, em 14 de julho.

Dois anos se passaram desde que Renato deixou o Olímpico. Seu último trabalho como treinador foi no Atlético-PR, ainda em 2011. Desde então, vive no Rio, joga suas partidas de futevôlei com os amigos e tem chamado mais a atenção pela filha, Carol, famosa por postar fotos no Instagram e aparecer em colunas sociais.

Renato poderá voltar ao Grêmio justamente na gestão de Fábio Koff, com quem foi campeão do mundo como jogador em 1983. No departamento de futebol, também reencontrará Rui Costa, com quem trabalhou em 2010 e capitaneou uma reação no Brasileirão, saindo da zona do rebaixamento e terminando em quarto lugar, com vaga para a Libertadores. Naquele ano, inclusive, o presidente era Duda Kroeff, que ouviu de Koff o apelo pela contratação do ídolo. Agora, o ex-presidente é quem repete o gesto.

— Não tenho dúvida de que, neste momento, a melhor opção é Renato. Se eu tivesse trazido ele nesta altura (sexta rodada do Brasileirão) em 2010, o Grêmio teria sido campeão — diz Duda.

Após a demissão de Luxemburgo no sábado, a direção tratou de definir o perfil do novo treinador. No final de semana, Chitolina, Rui Costa e Koff se reuniram e chegaram a um consenso: querem alguém com ligação íntima com a história do clube, que dê novo padrão de jogo ao time, e que não só mobilize o grupo para a retomada do Brasileirão e para a disputa da Copa do Brasil, mas também tenha o apoio da torcida.

— Precisamos de alguém que faça o Grêmio retomar seu estilo histórico. Que faça a equipe jogar da mesma forma como quando o clube conquistou seus maiores títulos — define Chitolina.

Com Renato, o Grêmio poderá turbinar a Arena. Após a renegociação do contrato com a OAS, clube e empreiteira estudam projetos comerciais para o estádio e também para os empreendimentos imobiliários que serão erguidos na Azenha, no lugar do Olímpico, e no Humaitá, ao lado da nova casa.

A utilização da imagem do ídolo como garoto-propaganda poderá alavancar as vendas na tentativa de ampliar o número de sócios e também aumentar a média de público nos jogos.

Enquanto não anuncia o novo técnico, os dirigentes do Grêmio fazem questão de valorizar o auxiliar Roger Machado. Conhecedor do vestiário, ele será o treinador contra o Atlético-PR, em Curitiba, no sábado, na retomada do Brasileirão. O domingo seguinte deve ser o de estreia de Renato na Arena. E de estádio lotado para saudar o retorno do maior ídolo do clube.

Comentários (17)

  • Rogério diz: 30 de junho de 2013

    Benfica e Leandro, vocês já tem alguma informação a respeito de quem será o substituto do Portaluppi depois de mais um fracasso do time? Olha, vou arriscar um palpite, bem simples de acertar conhecendo os dirigentes do meu time: Celso Roth.

  • Nédio Coimbra diz: 30 de junho de 2013

    Acho que daria muito certo a dupla Renato (treinador) e Espinoza como coordenador técnico, pois a inesperiência do Renato seria compensado com o conhecimento do Espinoza!!!! RENATO E ESPINOZA!!!

  • José Luiz Sampaio menezes diz: 30 de junho de 2013

    ´Se o Gremio contratar este imbecil para ser o novo técnico, estará assinando o atestado de óbito de 2013. Deixa o Roger…

  • Pandolfo diz: 1 de julho de 2013

    O Duda está certo, o Renato é o técnico ideal para este momento do Grêmio. A torcida precisa de mobilização e a equipe de um padrão de jogo. O Renato mostrou que sabe fazer ambas. Ele trará a torcida novamente para lotar a Arena (coisa que o Pofexô Luxa, nunca conseguiu)
    O Aeroporto lotará para receber renato. Eu garanto!

  • Guilherme Colorado diz: 1 de julho de 2013

    Já vi esse filme de turbinar a Arena com o nome do Renato. Na outra passagem do Renato no Grêmio tinha nas ruas vários outdoors ridículos do Renato junto com o Fábio Rocanbole, Vitinho filhinho do Dalessandro, o Super Pseudo Craque da Imprensa Douglas e outro exu que tá no canto da foto que nem me lembro quem seja. Resultado, não teve aumento do número de sócios e ainda tivemos a glória de erguer a última taça do nosso salão de festas o estádio olímpico, após virar um resultado de derrota no beira-rio com direito a Renatinho de luvinhas e de mãos dadas com a filhinha na casamata hahahahaha. Vai continuar tudo igual hahahaha. Saudações FIFA

  • Luiz diz: 1 de julho de 2013

    Se fizeram errado em manter o LUXA e depois esperar mais 15 dias para demiti-lo, perdendo tempo após o jogo com o São Paulo, demonstrando um amadorismo ridículo, farão muito pior trazendo o Renato, que é um ídolo, do passado e NÃO É TREINADOR.
    Lembrem-se do Gilson, do Carlos Alberto, do Lins.
    KOFF E SEU BANDO DE AMADORES, o que vocês pensam que estão fazendo com o GRÊMIO?
    Parem de palhaçada, a torcida não aguenta mais.

  • Diego diz: 1 de julho de 2013

    Bom dia!

    Renato é um grande idolo isso não se discute, mas um dos fatores que fez com que o Grêmio demitisse o Luxemburgo foi a falta de empenho com o clube, não é fácil para um carioca viver no frio do RS, longe da sua familia e da tão adorada praia. Este pode ser um dos fatores que com o tempo irá prejudicar a vinda de Renato, lembro quando ele em 2010 queria ir ao RJ participar de um torneio de futvolei, nada contra , mas este tipo de atitude acaba com qualquer profissionalismo dentro de um clube, os jogadores podem questionar o que quiser pois sempre terão um fato destes como argumento. Hoje não vejo melhor treinador para o Grêmio que o Cristovão Borges, um técnico que conseguiu ir longe com um time modesto e com salários atrasados como o Vasco, lembro que o Renato é um grande idolo, mas como treinador deixa a desejar.

  • Adriano gremista diz: 1 de julho de 2013

    Bah… e lá vem o pensamento mágico… Já estão providenciando caixa de areia pro futevôlei no novo CT ?? Renato Carioca ?? Como treinador é o cara que fez os 2 gols no mundial… O cara não quer saber de futebol há 2 anos… Quero ver quantas vezes ele vai abandonar o time prá jogar futevôlei no seu amado Riiio de Janeiro… E o contrato é só até final do Brasileiro, pois ele se nega a acompanhar o time nos jogos pelo gauchão no interior… Estão de palhaçada com o Grêmio.

  • Marcos Cargnin diz: 1 de julho de 2013

    A DIREÇÃO CONTINUA A MESMA,SÓ BURRADAS,OLHEM BEM ELE VAI QUERER COLOCAR A PRAIA DE COPACABANA NA ARENA VAI AFUNDAR PIOR QUE O LUXEMBURGO O RENATO É CARIOCA SERÁ QUE NÃO ENXERGARAM AINDA.

    O TÉCNICO TEM QUE SER O ROGER.
    rEALMENTE CREIO QUE NÃO DEVO IR MAIS A ARENA,INFELIZMENTE,POIS NÃO ENXERGAM O PASSADO DE TÉCNICO DO RENATO,CEGOS.

  • Pedro diz: 1 de julho de 2013

    Pena que Renato não seja um estudioso, não tenha aproveitado seu tempo para aprimorar conhecimentos sobre tática e estratégia no futebol; mas é melhor que Luxemburgo!

  • Paulo Freitas diz: 1 de julho de 2013

    Porto Alegre perdeu oportunidade única de fazer parte da Copa das Confederações. Uma extraordinária exposição para o mundo todo, que na minha maneira de ver, foi jogada fora pela incompetência geral. E o que mais estranha é que não ouve berro de ninguém, parece que era uma coisa desnecessária, que ia só atrapalhar a cidade. Salvador, com um estádio inacabado ainda, apareceu para o mundo junto com Recife e Fortaleza. A Ford, que ia trazer “prejuízos” a nós, por acaso, tá por lá produzindo e a região de Guaíba ficou na mão. Não dá pra esquecer essa falta de vontade, mas dá para entender o porque nosso estado vem perdendo espaço no contexto brasileiro. Se a política no país é barata a nossa não tem preço.

  • chucro diz: 1 de julho de 2013

    O Renato teve um excelente brasileiro, todo mundo sabe, e no ano seguinte, o time desandou na libertadores, ok. Mas não vamos nos esquecer que o time piorou entre o brasileiro e a libertadores, a palhaçada da contratação do trairucho, e principalmente a saída do mestre Jonas, a poucos dias do início da libertadores. O renato é um técnico motivador se aglutinar o grupo tá ótimo, pois talento tem, penso que é o melhor nome para o momento.

  • luiz diz: 1 de julho de 2013

    Agora vai. O Grêmio tem um ótimi time mas não tinha técnico. O técnico só queria saber de poker e vinhos. Com um treinador dedicado a coisa vai melhor muito.

  • Fernando diz: 1 de julho de 2013

    Olá Dupla.
    SÓ FICAM ALGUMAS PERGUNTAS:
    “POR QUE NINGUÉM CONTRATOU RENATO PARA INICIAR O BRASILEIRÃO EM 2013?
    SERÁ PORQUE ELE É MUITO BARATO OU PORQUE É MUITO COMPETENTE?
    Abraço
    Frnando

  • Lauro diz: 1 de julho de 2013

    O que é o desemprego,coitado do renato disse ,EU QUERO ACERTAR COM O GRÊMIO.mudando de aasunto. e o FERNANDO em entrevista,relatou:ESTOU MUITO FELIZ PELA PRIMEIRA TAÇA NOS PROFISSIONAIS.hehehehehe…

  • Roberto Porto diz: 1 de julho de 2013

    Vai ser outro mau negócio de koff koff!!! Renato é ídolo como jogador,não como treinador!!!! O cara treina pensando nas praias do rio;como aconteceu da outra vez que passou pelo Clube. Koff esta muuuuuito velho e gagá,esse véio não tá em sã consciencia!!!!

  • Eduardo diz: 1 de julho de 2013

    O Grêmio e a OAS fazem um esforço enorme para que a torcida reconheça a Arena como seu estádio, mas primeiramente a Arena tem, que conquistar algum título importante para ficar no mesmo nível de reconhecimento que tinha o Olímpico, o monumental, até lá a torcida se sentirá numa casa estranha à sua história.
    Se Luxemburgo, o maior técnico do brasil, campeão de vários campeonatos brasileiros, reconhecido mundialmente, não conseguiu entusiasmar a torcida em relação a Arena, não será o Renato, que faz pouco, passou pelo Grêmio sem dar ao time o espírito guerreiro necessário.
    Conquistar títulos, este é o diferencial que fará o torcedor gremista se motivar e preencher os espaços comerciais da Arena.

Envie seu Comentário