Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vistoria na 4ª feira definirá o Estádio do Vale como a nova casa do Inter em 2013

30 de junho de 2013 7

A partir de quarta-feira, o Inter deverá ganhar uma segunda casa para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil: o Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Com as arquibancadas de metal finalizadas até amanhã, apenas a vistoria dos Bombeiros, da Brigada Militar e do Ministério Público e a liberação do espaço separam Inter e Novo Hamburgo de selarem o acordo para a utilização do estádio no Brasileirão. Com as novas instalações, o Vale teve a sua capacidade aumentada de 6 mil para 16 mil torcedores – atendendo às exigências da CBF, que autoriza jogos do Brasileirão apenas para estádios com capacidade mínima para 15 mil pessoas.
Ainda que ocorra a liberação do estádio, o Inter não deixará Caxias do Sul. O Centenário – distante quase duas horas do Beira-Rio – seguirá como o estádio número 1 da equipe para o Brasileirão, enquanto Novo Hamburgo – a 40 minutos da Capital – servirá para abrigar o time de Dunga nos jogos de quarta-feira à noite, enquanto as partidas de finais de semana seguirão com mando em Caxias.
Com essa mudança, o Inter conseguirá minimizar o desgaste dos jogadores, que costumam chegar a Porto Alegre de madrugada, quando as partidas no Centenário começam às 22h. Assim, a estreia no Vale do Sinos poderia ocorrer no dia 10 de julho, contra o América-MG, pela Copa do Brasil. Já no primeiro turno do Brasileirão, o Inter enfrentaria apenas Santos e Corinthians no Estádio do Vale. Ambos os jogos estão marcados para às 22h de quarta-feira (dias 31 de julho e 4 de setembro, respectivamente).
- Existe uma negociação em andamento, mas ainda dependemos de algumas questões legais para assinar com o Inter. Estamos avançando bem – confirmou Carlos Duarte, presidente do Novo Hamburgo. – O Estádio do Vale foi transformado – acrescentou o dirigente.
Para jogar em Novo Hamburgo, a direção colorada listou 41 itens a serem melhorados no estádio. Entre eles, a abertura de três novos portões de acesso – havia apenas dois originalmente -, pintura externa e interna, tratamento do gramado em padrão de excelência, além do obrigatório aumento da capacidade. Para o Inter, vincular-se a Novo Hamburgo significaria reforçar o quadro social na região do Vale do Sinos, que hoje conta com 11 mil associados – e sem perder os sócios de Caxias do Sul, uma vez que o clube seguiria mandando partidas na Serra.
A prefeitura de Novo Hamburgo também se envolveu com o chamariz ao Inter. Interessada em divulgar a cidade Brasil afora, o município bancou R$ 100 mil na construção de uma rua lateral ao estádio, para que os torcedores possam acessar o Trensurb – além de permitir uma rota alternativa ao ônibus da delegação do Inter – mais obras de terraplenagem, asfaltamento e sinalização.
- O estádio do Vale está pronto para ser alugado para o Inter. As arquibancadas foram fixadas no solo, após um processo de 40 dias de análise de solo, instalação de pilares, de micro-estacas, de concretagem e de toda a sustentação necessária para as arquibancadas metálicas. Agora só dependemos da liberação das autoridades – concluiu Carlos Duarte, à espera de locar a segunda casa para o Inter no Brasileirão.

Comentários (7)

  • luiz diz: 30 de junho de 2013

    Olha, se os bombeiros liberarem estas arquibancadas móveis de metal, o MP deve abrir um processo judicial contra este órgao. É muita corrupção ou abuso de poder dos bombeiros. Vide o que fizeram na ARENA, o estádio mais seguro e moderno da atualidade.

  • Eduardo diz: 30 de junho de 2013

    Isso não vai ocorrer.
    Caso Bombeiros e BM liberem um estadio com arquibancada de ferro e tabuas de madeira para jogos o Gremio deve entrar na justiça exigindo uma indenização pelo tempo que Bombeiros e BM mantiveram a Geral da Arena fechada sem nenhum tipo de explicação técnica.
    Não cabe mais orgãos publicos trabalharem por clubismo………….

  • Henrique diz: 30 de junho de 2013

    Ainda bem que não tem poltrona 36 no estadio do vale.

  • Eduardo diz: 30 de junho de 2013

    O que os gremistas estão fazendo neste espaço que interessa exclusivamente ao campeão de tudo.
    As arquibancadas nem foram totalmente instaladas e já tem segundinos com receio do Inter ter uma melhor condição de jogar o brasileirão, é muito medo, sem razão, o Grêmio está na frente na classificação do brasileirão, acalmem-se.
    A parte da geral na Arena foi interditada por falta de segurança comprovada pelo desmoronamento da mureta, que após uma avalanche, quase matou torcedores.
    Ficou comprovado que a inclinação dos degraus da arquibancada não são adequados para realização de correria morro abaixo.
    O Grêmio tem que vencer seus adversários no campo de jogo e não ficar brigando para conseguir condições desfavoráveis, extra campo, aos adversários.

  • Vinicios Kabangu diz: 1 de julho de 2013

    Alguém, ainda, têm dúvida que a BM e Corpo de Bombeiros irão liberar as arquibancadas nesse estádio???
    Já vimos esse filme ano passado no Remendão….

  • Vilmar diz: 2 de julho de 2013

    Mas na verdade o que acabou com o encoxa-encoxa da avalanche lá no novo estadio do gremio foi, alem do enrôsco e a esculhambação que aquela turba provocava, as amuradas de pretensa conteção se ESFARELOU . Aliás, o MP precisa ficar de ôlho nas estruturas que os portugueses fizeram, hein ? Atenção Bombeiros, fiquem atentos !

  • luiz diz: 3 de julho de 2013

    è o seguinte: gremista também é povo. Vamos pras ruas: Não é somente 0,20, e pela moralização da BM e Bombeiros vermelhos. kkkkkkkkkkkk. sem vandalismo.

Envie seu Comentário