Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Luigi defende zelo do Inter na busca por reforços: "Quem fez uma grande contratação no Brasil? Nem contratações medianas foram feitas"

02 de julho de 2013 10

Poucas coisas incomodam mais Giovanni Luigi que ouvir aqui e acolá que a direção do Inter demora para contratar. Aos 53 anos, o presidente colorado assegura que Dunga receberá de dois a três reforços na janela de transferências e defende-se da suposta morosidade alegando que está zelando pelas finanças do Inter. Nessa entrevista, Luigi, ainda que evite comentar o déficit de R$ 13 milhões até maio, assegura que a venda de Fred para o Shakhtar Donetsk foi uma das maiores da história do Beira-Rio. Assegura que 2014 será uma temporada endinheirada para os colorados com o seu novo estádio, mas que enquanto o ano que vem não chega, o momento é de poupar.
Ainda assim, a vida de Luigi não tem sido apenas as reuniões com o departamento de futebol e as finanças. Entre chegadas (como a do atacante Jorge Henrique e a do armador Alan Patrick, contratado ao Shakhtar) e partidas (como as de Rodrigo Moledo e Fred, que deixaram R$ 40 milhões nos cofres colorados), nos últimos dias ele vem tratando da transição de Caxias do Sul para Novo Hamburgo. A mudança é iminente e só depende dos laudos dos Bombeiros e do Ministério Público. O Inter está pronto para mudar de casa, enquanto o Beira-Rio segue em reforma.
A seguir, os principais trechos da entrevista:

Contratações
“Quem fez uma grande contratação no Brasil? Nem contratações medianas foram feitas. O mercado está fervilhando. Nesse momento existe muita conversa com valores fora da realidade. E o Inter está sendo zeloso. Não vou contratar por contratar. Tenho os pés no chão. Estamos negociando, mas todos os números são altos. E não descarto nenhuma contratação. Também não determino prazo. Não vou dizer: ‘dia tal teremos os reforços’. Por mim, estaria com o grupo formado há tempos”.

Centenário x Vale
“Se tivermos um estádio próximo de Porto Alegre, vamos jogar lá. Se o Olímpico estivesse à disposição, tu acha que eu seria louco de pelo menos não estudar a hipótese? Seria a chance de seguir jogando em Porto Alegre. O Estádio do Vale está criando forma, estão colocando arquibancadas e o Inter aguarda esta evolução. Por ser um ano atípico, tudo o que pudermos fazer para economizar quilômetros de viagem e desgaste será feito. Se tiver a oportunidade de jogar mais perto de casa, vamos jogar. Vamos avaliar. Tendo todas as licenças e o estádio estando liberado, teremos que mandar uma partida lá para sentir o Vale e avaliar as condições. A dificuldade é essa: não jogar em casa e ser obrigado a buscar ao menos a vaga à Libertadores. Por isso pensamos jogo a jogo. Com o Beira-Rio, o Inter muitas vezes ganha partidas complicadas porque tem a ajuda do torcedor. Este ano, não. Se confirmar Novo Hamburgo, ganharemos uma excelente opção. Os atletas precisam sentir o calor da torcida, isso é fundamental. Conseguimos isso apenas em alguns jogos de Caxias do Sul“.

Finanças
“Ao longo dos anos o Inter vem negociando pelo menos dois jogadores por temporada. Lá atrás vendeu Lúcio e Fábio Rochemback. E seguiu com esta prática desde então. Vendemos e formamos. Agora temos Otávio, Mike, Caio. Sabia que o Shakhtar já sondou o Caio? O Inter é o clube que mais vendeu na última década. E, nesses 10 anos, temos 28 taças. Isso só da equipe profissional. Temos uma situação privilegiada: caixa em dia, folha paga, impostos pagos, enfim, uma situação financeira estável. Estamos bem de dinheiro, mesmo em um ano atípico. Minha preocupação agora é garantir as finanças do clube pelos próximos cinco meses. O ano que vem será excelente em termos de dinheiro. Teremos o novo Beira-Rio, o que nos dará um salto financeiro. Em 2014, teremos faturamento e badalação com a Copa do Mundo. Tenho certeza que seleções importantes jogarão aqui a Copa do Mundo. Vamos faturar em mídia e em sócios”.

Leandro Damião
“Por que o clube vende? Para ter caixa. Se o Inter fica seis meses sem vender, aí tem déficit. Se vende de um a dois jogadores por janela, tapa o déficit. Há um ano que eu não vendia ninguém. Acho que ainda virá uma oferta por Leandro Damião nessa janela. Se vier, a minha resposta será a de sempre: ‘O Inter não vende’. O bom negociador age assim“.

Grupo forte
“Fernando Carvalho sempre dizia: ‘Presidente está sempre preocupado com alguma coisa’. E é verdade. Agora é hora de resolver a questão técnica. Garanto que a perspectiva financeira para 2014 é supertranquila. Para a sequência do Brasileirão e da Copa do Brasil o Inter tem um grupo muito forte. Mas quero pensar jogo a jogo. Temos um grupo forte, mas que precisa ser reforçado. E estamos na iminência de concluir algumas negociações, duas ou três“.

Comentários (10)

  • Edmilson diz: 2 de julho de 2013

    E AINDA DÃO CORDA PRA ESSE SONGA-LERDO MURRINHA…É DOSE. NÃO QUEREMOS SABER DOS OUTROS Ô LESMA! SABEMOS E É FATO, QUE COM ESSE GRUPO ENGANADOR E RUIM, NÃO PEGAMOS NEM LIBERTADORES. ZAGUEIROS HORRÍVEIS POR CIMA E POR BAIXO. MEIO CAMPO DE UM SÓ PENSADOR( d’alessandro. marcou ele, acaba o time!) E VÁRIOS MEDÍOCRES E TROMBADORES. ATAQUE? piada! NEM DÁ PRA FALAR. MAS CLARO…O NEGÓCIO É LUCRAR E PAGAR AS BURRADAS que essa mesma direção vem fazendo desde o fracasso do mundial 2010. CONTRATOS LONGOS E ABSURDOS COM JOGADORES PÉSSIMOS E MALOQUEIROS E QUE NUNCA PROVARAM NADA ATÉ HOJE NO FUTEBOL . MAIS DE 6 “TREINADORES” em 3 anos…QUANTA CONVICÇÃO ! TRATAM ESSA PORCARIA E RUINDADE DE GAUCHÃO COMO SE FOSSE COPA DO MUNDO….É DOSE. MAIS UMA ANO, TENDO QUE VER OS OUTROS COMEMORAREM UM BRASILEIRO E NÓS SÓ S….NÃO TEM COMO!

  • Eduardo diz: 2 de julho de 2013

    A maioria dos torcedores pensam que dirigir um clube grande como Inter, Grêmio, Palmeiras, Santos, Flamengo, etc., é a mesma coisa que dirigir uma padaria, que todos os dias vende pães e docinhos e recebe o dinheiro à vista, suas receitas e despesas são previsíveis a médio e longo prazos.
    O presidente de um clube sempre está preocupado com o dia de amanhã, tem questões difíceis de prever, como rendas dos jogos, ainda mais para o Inter que não tem estádio, receita das mensalidades dos sócios, ações trabalhistas, questões judiciais com terceiros, despesas extraordinárias, variação do dólar e do euro, tanto para pagamento de dívidas quanto para créditos, etc., etc.
    O Luigi é um bom administrador, a saúde financeira do clube é a sua maior preocupação, ele segue à risca a política que vem sendo implantada há muitos anos no Inter, nunca fechar o ano no vermelho, sempre ficar com algum saldo positivo.
    Odone soltou foguetes e enalteceu sua gestão por ter terminado o ano de 2012 com saldo positivo, coisa que não acontecia há muitos anos no Grêmio, mesmo não ganhando títulos, para ele, isto foi o mais importante.
    Koff se desesperou quando viu que a receita não pagaria as despesas do clube se continuasse com o antigo contrato da Arena, iria atrasar salários, as dívidas aumentariam, o clube entraria em situação falimentar.
    O bom administrador é aquele que mantém saudável as finanças do clube, o grande administrador, além de fazer isto, ainda ganha títulos.
    Para o Inter, os anos de 2012 e 2013 são anos atípicos, de baixas receitas, a torcida colorada terá que entender algumas decisões dos dirigentes colorados.

  • jé diz: 2 de julho de 2013

    Presidente Luigi:
    Então as contratações do Jorge Henrique e Alan Patric, não são consideradas nem medianas?

  • SEMPRENAPRIMEIRA diz: 2 de julho de 2013

    SONGA MONGA, MARCHA LENTA, BICHO PREGUIÇA, FALA MANSA, INCOMPETENTE, QUE CONVERSA PRA BOI DORMIR. ME ENGANA QUE EU GOSTO, TODOS OS COLORADOS SABEM QUE NÃO VAI TER CONTRATAÇÃO DE CRAQUE NEHUMA.

  • Augusto diz: 2 de julho de 2013

    Perfeito Luigi, concordo com tudo, acho que nunca se deve contratar jogadores, por um dinheiro que o clube não tenha. Então, eu APOIO ESSA “DEMORA” POR CONTRATAÇÕES, continuem fazendo esse belíssimo trabalho, que está acontecendo no Inter.

  • luiz diz: 3 de julho de 2013

    E os colorados acreditaram na frase?: “Quem fez uma grande contratação no Brasil? Nem contratações medianas foram feitas”. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Tá quebrado. Tá mendigando moedas. Clube falcatrua dá nisso.

  • Rafael diz: 3 de julho de 2013

    Fica Luigi…. heheheheeh assim tá bom

  • Robson Lopes diz: 3 de julho de 2013

    o Julio Batista é fria mesmo… ainda bem que pediu muito… Agora, como o problema é segurar um pouco de caixa, investe no Saviola que vem de Graça, o cara é muito bom jogador e tá com 31 anos, Tem gente que diz que são velhos, tão loucos, tem muito jogador com 34 – 35 jogando muito por aeee…. E presidente Luigi, numa peça no ataque tem que abrir a mão pó, e o nome é claro… NILMAR

  • ColoradoMS diz: 3 de julho de 2013

    Esse Luigi so fala besteira, asneira, ridículo
    Quem vendeu muito bem, e esta com Caixa se não cheio, bem razoável ?
    INTER
    E a contratação ?
    ALAN PATRICK, BAITAAAAAAAAA CONTRATAÇÃO, OTIMO, CARA ESTRELA NA UCRANIA, JOGANDO TODOS OS JOGOS, TODO MUNDO CONHECE ELE.
    Opa esqueci que ele vem por emprestimo, e era Banco na UCRANIA, inter vai paga salario dele apenas.

    E o Dinheiro do FRED e Moledo ta aonde ?

    AHHHHHHHHH Mais ninguem no Brasil fez uma baita contratação

    Agora se o Presidente Carvalho estive se no poder, ja tinha uns 3 nome de peso, NILMAR, ALEX e mais um.

    E ainda tem gente que vota nesse LUIGI

    #VERGONHA

  • Roger Souza diz: 3 de julho de 2013

    Torcida colorada , este senhor vai nos levar para a segunda divisão!!!Ano que vem, estádio novo, dinheiro no cofre e Inter x Asa de Arapiraca!!! O discurso do prezado presidente não tem a menor justificativa e beira ao ridículo …a razão primeira do clube é o futebol, excelentíssimo !!! Volto a repetir, o discurso dele é igual ao ex presidente do Grêmio, Flavio Obino. E nós ja vimos onde foi parar… Tá na hora da torcida se mobilizar. E não me venha com Alan Patrick, Cícero, que a gente ja sabe que não vai dar nada… Neste momento , talvez só Alex. Giuliano e Nilmar pudessem acrescentar algo ao time…

Envie seu Comentário