Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Otávio, Jackson e Josimar despontam para as vagas em aberto no Inter contra o Cruzeiro

27 de setembro de 2013 2

trio

Não bastasse ao Inter enfrentar o Cruzeiro, líder do Brasileirão, time que não perde há nove jogos — são oito vitórias e um empate —, o técnico Dunga enfrenta, novamente, problemas para repetir a escalação para diminuir a distância do G-4.

São três os desfalques desta vez: o zagueiro Índio, expulso contra a Portuguesa, o volante Airton e o meia D’Alessandro, ambos suspensos por terem recebido o terceiro cartão amarelo.

Como o treino da tarde de hoje foi apenas regenerativo por conta do desgaste pela partida da última quinta, contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, o trabalho da manhã de sábado deve definir os 11 titulares para o confronto deste domingo, às 18h30min, no Estádio do Vale.

Zero Hora esboça abaixo as opções do treinador para as três funções:

Zaga rejuvenescida

Sem Índio ao lado de Juan, a média de idade da dupla de zagueiros do Inter cai sete anos, de 36 para 29. Como Alan foi diagnosticado com uma lesão muscular e para por três semanas, Jackson (23) e Ronaldo Alves (24) devem aparecer. O mais velho tem força e vinha bem no Gauchão até uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda interromper a sequência favorável. A polivalência de Jackson pode ser decisiva para a escolha de Dunga, uma vez que o jovem também atua como lateral-direito e teria facilidade no setor para cobrir os avanços de Gabriel.

Meio de campo eclético

A etapa final contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, abriu precedente para imaginar Jorge Henrique como um segundo homem de meio-campo. O ex-corintiano posicionou-se bem ao lado de Willians, mantendo-se à frente da defesa nas investidas do companheiro ao ataque. Conta a favor de Jorge Henrique, ainda, a velocidade e a boa saída de bola para fazer a transição entre a defesa e o ataque. Se tivesse uma semana cheia para treinar, a alternativa poderia se tornar realidade. Porém, o mais provável é que Dunga opte por Josimar ou ainda Ygor na vaga de Airton, atletas que, mesmo com alguma contestação por parte da torcida, estão acostumados com a função.

Velocidade ou experiência na meia?

Contratado na janela de agosto para ser o companheiro de D’Alessandro na armação do Inter, Alex seria o substituto natural para suprir a ausência do argentino. Porém, o desempenho abaixo do esperado nas últimas partidas o descredencia a iniciar contra o time de Marcelo Oliveira. Outro ponto contra Alex está na necessidade de os titulares estarem com os pulmões a pleno — e o próprio jogador já declarou que não está no melhor momento de sua forma física. A tendência é que Dunga escolha Otávio à vaga do camisa 10, mas Fabrício tem o apreço do treinador para a posição. Se quiser optar pela velocidade, Caio ou Scocco também podem aparecer. Alan Patrick corre por fora nesta briga.

Ataque em xeque

Contra o Atlético-PR, Leandro Damião tentou uma finalização de “bicicleta”, buscou deixar o marcador para trás com o drible “lambreta” e acabou com uma triangulação no ataque ao abusar do preciosismo com um toque de calcanhar. A torcida não quis saber se o centroavante havia sofrido com febre alta ao longo da semana, soltou a vaia no Estádio do Vale, e Damião acabou substituído no intervalo. Os 10 jogos sem marcar gols pressionam Damião, e uma má atuação diante do Cruzeiro pode levá-lo ao banco de reservas para dar lugar ao argentino Ignácio Scocco.

— O futebol está bastante nivelado. Quando dois ou três estão abaixo, a equipe sofre um pouco — resumiu Dunga na quinta-feira.

Comentários (2)

  • luizcolorado diz: 27 de setembro de 2013

    A vontade é a de criticar a tudo e a todos, exceto Otavio, Jorge Henrique e
    D´Alessandro.
    Mas deixa pra lá.Sem comentários…

  • Carlos -cxs diz: 28 de setembro de 2013

    É isso aí Dunga… os treinadores também estão muito nivelados e onde tem um abaixo dos outros, o time não ganha de ninguém e fica do 5° ao 24 lugar…

Envie seu Comentário