Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Inter é notificado pela CBF, envia 500 ingressos para o rival, mas Grêmio não recebe bilhetes

17 de outubro de 2013 12

documento

Inter e Grêmio já sabem que a resposta da CBF a respeitos dos ingressos para o Gre-Nal é de que os colorados repassem 2 mil bilhetes ao rival. Um e-mail foi enviado à tarde para a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) e foi repassado às direções. Diz a resposta à consulta:

Informamos que o Regulamento Geral das Competições, no seu artigo 86, dispõe sobre os termos da carga de ingressos que deve ser disponibilizada para a torcida visitante. No caso da partida Internacional x Grêmio, em Caxias do Sul, considerando que a Polícia Militar do Rio Grande do Sul fixou em 20 mil lugares, o total máximo de ingressos a ser comercializado, o nosso entender é o de que deva ser reservado à torcida visitante o total de 2 mil ingressos, correspondendo a 10% da carga fixada pela PM.

Atenciosamente,
Virgilio Elisio da Costa Neto

Pouco depois das 16h40min desta quinta-feira, um representante do Inter foi até o Olímpico entregar os 500 ingressos que o Inter insiste em ceder ao Grêmio. Segundo o repórter da Rádio Gaúcha Filipe Gamba, foi recebido por Jorge Pettersen e Arcy Caetano, integrantes da direção gremista, mas o clube não recebeu as entradas.

Com isso, a direção do Inter enviou à CBF um novo e-mail. Nele, explicaram os motivos para que apenas 500 bilhetes fossem repassados ao Grêmio. A partir disso, colocaram-se à disposição da torcida gremista para que abrissem uma bilheteria e vendessem ao rival os ingressos que o Grêmio não quis receber. O procedimento ocorrerá se a CBF autorizar, segundo José Amarante, vice-presidente de administração do Inter:

— Não queremos Gre-Nal de torcida única. Assim como não iremos utilizar a área do Centenário destinada ao Grêmio — afirmou Amarante.

Caso não repasse a quantidade de ingressos devida, o Inter será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por descumprir o regulamento da competição.

— O Inter cumpre se quiser, senão vai para o STJD — afirmou Francisco Novelletto, presidente da FGF.

Comentários (12)

  • Constantin diz: 17 de outubro de 2013

    Mais um papelão da direção do Inter. Deveriam entregar uns 4.000 ingressos, pois assim haveria público e não testemunhas, como tem ocorrido em todos os jogos do Inter.

  • André Marques diz: 17 de outubro de 2013

    Isso é coisa de “timinho”, decumprir regulamento da CBF e ficar nesse desgaste questionando a quantidade mínima de ingresso. Na Arena foram bem recebidos e o Grêmio não ficou “mesquinhando ingressos”. Foi a Brigada que queria colocar torcida única, não o Grêmio. Isso chama-se inveja do Grêmio que possui uma torcida maior e mais apaixonada. O Grêmio deveria recusar esses 500 ingressos do inter, mas também naõ ceder mais ingresso p/ o inter na Arena. O inter não quer colaborar para a festa do Grenal, pois 500 ingressos é praticamente torcida única. Inter te livra deste recalque do Grêmio!!!!!

  • FLAVIO FALEIRO – cascavel pr diz: 17 de outubro de 2013

    -dois pitacos;
    -ou a direção do inter ,no primeiro turno , foi muito INCOMPENTENTE, não pedindo 10% dos ingressos do chiqueirão do grezembe,
    -ou esta faltando CARATER aos dirigentes do grezembe.
    ***alguem esta mentindo***

  • Carlos Dias diz: 17 de outubro de 2013

    Mais uma vitória da intolerância sobre o bom senso. Os gremsitas acham-se no pleno direito de exigir do Inter condições que não foram oferecidas aos colorados. Evidentemente que a Arena é um estádo moderno com condições de segurança. O problema é o acesso. O bairro Humaitá tem um acesso único que deve ser compartilhado por gremsitas e colorados. Convivência essa que dado o radicalismo que tomou proporções exageradas é impossível. O pior de tudo é que toda essa intolerância acabou favorecendo ao Grêmio. Foi o melhor beneficiado. Então, por uma questão de justiça, não deveriam ser disputados clássicos na Arena. Não pe justo que o Inter seja obrigado a fornecer 10% dos ingressos quando o Grêmio não o fez. De qualquer forma a direção do Inter deveria engolir essa e tentar vencer em campo. Pois no tapetão já fomos derrotados. O Koff tem mais influência em razão de ter sido presidente do clube dos 13. É por essas e outras que me dá vontade de largar o futebol de mão. É um esporte que tornou-se bestializado. Eu, que não faço baderna, não pude ir ao jogo da Arena. O mais hilário é que os mesmos baderneiros que me impediram de assitir ao jogo, terão o direito de assistir ao Grêmio em Caxias. Esse é o nosso Brasil, infelizmente.

  • Luiz.C. diz: 17 de outubro de 2013

    Ah, estas crianças!!! Quando vão crescer???

  • Gustavo diz: 17 de outubro de 2013

    Caiu a máscara gremista. A rádio Gaúcha, no programa Hoje nos Esportes, colocou no ar a entrevista do Fábio Koff após o acordo do Grenal do primeiro turno, onde ele fala claramente de PERCENTUAL de ingressos para os dois clássicos. No mesmo programa, o Nando entrevistou a Brigada Militar e foi ratificado pelo Oficial do Comando da BM que o acordo previa PERCENTUAL de ingressos, seja em que estádio fosse realizado o segundo grenal. Portanto, o Grêmio está faltando com a verdade, para não dizer outra coisa!!!!!!!!!!!!!

  • Juçânia Facchin diz: 17 de outubro de 2013

    Acho interessante a posição da imprensa nesse imbróglio. Acho que vocês deveriam ser claros. foi feito um acordo, lá no Grenal da Arena. O Inter aceitou as ponderações da BM sobre os problemas de segurança ,mesmo tendo direito a uma carga maior de ingressos.Hoje ouvi o comandante da BM dando uma entrevista ao Nando Gross, onde ele diz que foi feito um acordo de cavalheiros entre os presidentes de Inter e Grêmio, estabelecendo em percentuais a quantidade de ingressos no jogo da volta. Quem não está cumprindo o acordado é o Grêmio. eu não vi vocês na época se indignarem como agora. Eu estou revoltada com a parcialidade d imprensa nesse episódio. Vocês sempre se colocam ao lado do Grêmio.

  • AZUL,da MAIOR/MELHOR TORCIDA/Sul diz: 18 de outubro de 2013

    depois da palhaçada de falar do CAMPEÃO EUROPEU Hamburgo e trazer o carbonero Ferroviário , para reinaugurar o REMENDÃO DEFASADO AG, agora é mais uma palhaçada, desrespeitando a CBF e o Estatuto dos Torcedores !
    que palhaçada !!!

  • cleber garcia diz: 18 de outubro de 2013

    devem cumprir o que foi acordado.

    Entrevista Fabio koff. 0 Globoesporte 30/07/2013 – concordando com percentuais de torcida :
    - Tivemos um representante em uma reunião dos órgãos de segurança para setorização e separação do Gre-Nal. Depois disso, mantive contato com o presidente Giovani Luigi, do Internacional. Havíamos acertado a divisão por percentual, que me parecia uma decisão justa para os dois clássicos do Brasileiro, até porque o Inter terá uma capacidade muito menor em seu estádio. Enviaríamos para FGF, em seguida para CBF. Estava tudo definido – disse.

  • everton diz: 18 de outubro de 2013

    O Estatuto do Torcedor, quando trata da questão do espaço destinado às torcidas visitantes, o faz em termos percentuais, e não em números absolutos… e por que isso? Porque cada estádio tem uma capacidade diferente, e, com a reserva percentual, garante-se a mesma representatividade da torcida visitante em qualquer estádio, tenho ele 500, 5.000 ou 50.000 lugares. Logo, se o percentual não foi observado num jogo mediante acordo, diminui-se a representatividade da torcida visitante no estádio… Mantido o espírito do Estatuto, deve haver a mesma representatividade no mando invertido.

  • ZÉ FERNANDO diz: 18 de outubro de 2013

    Não é possível que ninguém – imprensa, torcidas, diretoria tricolor – não lembrem da declaração do LUIGI à saída da reunião com o Koff e o comando da Brigada que decidiu que o Gre-NAL da Arena teria as duas torcidas, mas com carga reduzida a 1,5 mil ingressos para o INTER. Lembram o que disse o presidente do INTER? Que ficou acertado que para o returno, em NH ou Caxias, a Grêmio teria proporcionalmente a mesma carga. Se foi assinado um documento, não sei., mas ninguém, à época, contestou a declaração do LUIGI. Agora, o Grêmio bate pé. Tá faltando honestidade e sobrando malandragem do lado tricolor e o seu Novelletto assina embaixo.

  • Jairo gringo diz: 18 de outubro de 2013

    E alguém poderia me explicar por que o Inter recebeu apenas 1.500 ingressos no grenal do primeiro turno na Arena cuja capacidade é 55.000?

Envie seu Comentário