Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

"Pontos cegos" e cadeiras que só existiriam no papel entravam assinatura do aditivo entre Grêmio e OAS

30 de outubro de 2013 7
Marcelo Oliveira

Marcelo Oliveira

Antes de assinar o aditivo no contrato com a OAS, o Grêmio pretende saber qual a real capacidade da Arena. O número oficial de 56,4 mil lugares é questionado internamente, já que pelo menos 1,8 mil cadeiras só existiriam no papel.

O clube também está preocupado com a existência de 1,4 mil pontos cegos, locais em que a visibilidade dos torcedores é prejudicada por gradis ou vidros.

O tema veio à tona durante a reunião de terça-feira do Conselho Deliberativo, quando o presidente Fábio Koff foi convidado a falar sobre as negociações com a construtora. O dirigente alegou que alguns fatores, como o que diz respeito às cadeiras, ainda precisam ser resolvidos antes da assinatura.

Desde abril, uma comissão designada por Koff, da qual faz parte o engenheiro civil Evandro Krebs, realiza a vistoria da obra. A capacidade inicial da Arena, que era de 52,4 mil lugares, foi aumentada para 56,4 mil a partir de um aditivo contratual. Com a retirada de cadeiras da área da Geral, criou-se a expectativa de que o estádio pudesse comportar até 60 mil torcedores. Contudo, por recomendação do Corpo de Bombeiros, alguns setores ainda ficaram sem ser ocupados.

Se for confirmada a informação das 1,8 mil cadeiras “fantasmas”, estima-se que a capacidade final fique em 55 mil lugares.

Em relação às cadeiras com ponto cego, duas soluções são apontadas. Ou elas serão retiradas ou serão vendidas com preço mais baixo.

 

 

Comentários (7)

  • Claudio / RS diz: 31 de outubro de 2013

    Gostaria de saber quem foram os GENIAIS DIRETORES DO GRÊMIO QUE ASSINARAM ESSE CONTRATO COM A OAS.
    Os caras entregaram o Olímpico a essa empresa, que está demonstrando agora, ser UMA BAITA VIGARISTA,QUE COLOCOU MENOS CADEIRAS DO QUE DEVERIA TER POSTO e alem disso FICAREMOS 20 ANOS PAGANDO A ARENA…
    Não temos acesso ao estádio sem que paguemos para usá-lo, AINDA POR CIMA, A BRIGADA MILITAR NOS PERSEGUE E PREJUDICA SEMPRE QUE PODE.
    Cara, esses dirigentes, certamente fizeram curso de administração de estádios, em Portugal…
    Parabéns pro ODONE, que não viu todas essas BARBARIDADES QUE ELE DEIXOU PASSAR, E QUE, AGORA, O KOFF TEM QUE CONCERTAR.

  • JapsWalrus diz: 31 de outubro de 2013

    Mentira tem pernas curtas. A arena padrão FIFA tem cadeiras fantasmas, 1.400 pontos cegos e lotação falsa. E quando tudo estiver esclarecido sobre essa obra poderá até dar cadeia. Que baita arrogância gremista!

  • Daniel diz: 31 de outubro de 2013

    chiqueirão de aluguel!

  • Cassio diz: 31 de outubro de 2013

    É só contar as cadeiras…Se a OAS deixar a comissão do Koff entrar lá…

  • Mateus diz: 31 de outubro de 2013

    A “melhor Arena da América Latina” é só fiasco, um atrás do outro.

    Campo de batatas, banheiros sem água, estádio sem luz, goteira, caindo aos pedaços e agora menos lugares que o anunciado e ainda com pontos cegos? Quanta modernidade…

    Se esse é o melhor estádio (aliás quem disse isso além da torcida do Grêmio) … Que dirá dos outros né.

  • Mateus diz: 31 de outubro de 2013

    Normal, apenas melhoraram a M*… afinal no Olímpico não se enxergava o gramado na arquibancada inferior do estádio. Só dava pra ver que era gol depois que via os jogadores comemorando…

  • Marcos Aramis Paiva diz: 3 de novembro de 2013

    Que baita brique esse que o Odone fez. Vergonha pura. Fez a moda miguelão. Se ferrou. Vendeu a alma do Grêmio. Só digo que, é bom ser Colorado. Nosso Colorado é infinitamente melhor e maior.

Envie seu Comentário