Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Em Venâncio Aires, Mano Menezes diz que precisa de férias. Mas não descarta assumir o Inter na Libertadores

18 de dezembro de 2014 0

Alexandre Ernst
Foto: Alexandre Ernst

Por Alexandre Ernst

O período de férias é necessário. Mas um projeto consistente, sólido e, principalmente, uma equipe que possa disputar títulos podem fazer com que seu futuro seja repensado. Assim Mano Menezes respondeu a Zero Hora quando questionado se aceitaria trabalhar no Inter em 2015 e enfileirar o terceiro trabalho em sequência, sem descanso, após comandar a Seleção Brasileira e o Corinthians.

- Não está apenas em ouvir uma proposta, está em ouvir um projeto. Minha ideia é descansar, aprender e me reciclar. Mas o futebol é dinâmico e você muda os planos à medida que as coisas acontecem – disse Mano.

À disposição no mercado desde que encerrou seu trabalho para o Corinthians, Mano passou a ser alvo do Inter desde que Tite e Luxemburgo recusaram as ofertas de Vitorio Piffero e seu departamento de futebol na última semana. Abel, magoado com a oposição vencedora da eleição colorada, declara a amigos e pessoas próximas que dificilmente aceitaria seguir no clube. Os olhos da direção do Inter voltaram-se a Mano Menezes.

- Meus trabalhos na Seleção e no Corinthians foram de remontagem de grupo. Quero um planejamento, algo sólido. O Inter disputa uma Libertadores, mas não é só ela que interessa. Quero treinar um time que me dê condições de vencer todas as competições – afirmou Mano sobre uma eventual proposta do Inter.

No Estado desde o meio da tarde, o técnico participou de um evento beneficente em Venâncio Aires. A partida em prol do Hospital São Sebastião Mártir reuniu amigos, jogadores e ex-jogadores. Mano fez questão de salientar que na beira do gramado no Edmundo Feix estavam seus amigos de verdade, aqueles que valorizam a pessoa e não o profissional famoso.

Em meio a fotografias, autógrafos e muitos abraços, sorria muito com os torcedores que lhe diziam que deveria treinar o Inter. Um gremista serviu de fotógrafo para um colorado e logo a brincadeira tomou conta:

- Vai sair a foto? Será que vai dar certo? – divertiu-se Mano.

O alvo colorado para o comando do vestiário em 2015 passará as festas de final de ano no Rio Grande do Sul. Ficará entre os gaúchos até início de janeiro. Se nada fizer com que seus planos mudem, viajará. Possivelmente, Europa. Quando perguntado sobre a declaração de que sua forma de trabalho não bate com o estilo de Vitorio Piffero, foi enfático:

- Não me envolvo, nem avalio as declarações alheias. Cada um é responsável por aquilo que diz. Mas pelo tempo de futebol eu sei que as pessoas, às vezes, dizem o que não querem dizer.

Envie seu Comentário