Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Tite, o sonho de consumo do Grêmio, teria compromisso com uma seleção sul-americana

27 de julho de 2014 0

Diogo Sallaberry/Agência RBSFoto: Diogo Sallaberry/Agência RBS

Que Tite é o nome preferido da direção do Grêmio para o lugar de Enderson Moreira, não resta qualquer dúvida.
O problema é que, há uma semana, o treinador teria assumido compromisso com uma seleção.
Não se trata da japonesa, que optou pelo mexicano Javier Aguirre. O nome do país deve vir à tona nos próximos dias. A tendência é que seja uma seleção sul-americana.
Desse modo, a direção precisaria voltar seu foco para outro profissional.
Celso Roth conta com a admiração do presidente Fábio Koff.
Jorge Machado, seu procurador, garante não ter sido procurado.
O empresário também acha difícil sua vinda, pelo forte vínculo com o presidente Vilson Ribeiro de Andrade.
A verdade é que o Grêmio, mesmo sabendo da pressão da torcida pela queda de Enderson, apostava que o treinador pudesse dar a volta por cima e, por isso, não antecipou negociação com ninguém.
Por isso, corre o risco de demorar para anunciar o substituto.
Também não poderá propor ao treinador um contrato de longa duração, tendo em vista a eleição de setembro (em primeiro turno), que poderá eleger um nome a oposição.

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

 

Felipão planeja descansar até o fim do ano

27 de julho de 2014 0
Foto: Jefferson Botega/Agência RBS

Foto: Jefferson Botega/Agência RBS

Presente neste domingo na Arena, o jornalista Acaz Fellegger, assessor de imprensa de Scolari, disse que o treinador pretende descansar até o final do ano e cuidar do nascimento do neto, marcado para novembro.

Para ele, não é possível fazer especulações sobre a volta do treinador ao Grêmio, apesar de se tratar de um torcedor declarado do clube e amigo do presidente Fábio Koff.

Copa do Brasil: Inter elege jogo contra Ceará como de nível C e rebaixa preços dos ingressos

25 de julho de 2014 0

Ricardo Duarte

Com o novo Beira-Rio, o Inter tratou de escalonar os jogos conforme a grife do adversário, dia da semana e horário. Assim, se o domingo à tarde teve Inter x Flamengo, partida considerada top, com preços altos para os torcedores, agora, chegou a vez de rebaixar os valores. Inter x Ceará, na quarta-feira às 22h, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, terá preços mais acessíveis no Beira-Rio.
A direção nega que os bilhetes estejam mais baratos por ser um mata-mata.
Os valores para Inter x Ceará:
- Superior: R$ 20 para sócios (R$ 40 para a torcida em geral)
- Inferior: R$ 30 para sócios (R$ 60 para a torcida em geral)

O Inter também divulgou os valores que serão cobrados, conforme a “categoria” do jogo:
Reprodução site do Inter

Inter enviou proposta ao Shakhtar para repatriar Fred

25 de julho de 2014 0

Foto: Guilherme Becker

Por Alexandre Ernst
@alexandre_ernst

Um papel timbrado com as cores do Inter e com a assinatura do presidente Giovanni Luigi já foi enviado à Ucrânia e está na mesa do bilionário Rinat Akhmetov. Nos dizeres do documento, a intenção de repatriar o garoto de 21 anos para o Beira-Rio.

A operação é complicada. Mas representantes do jogador e direção do Inter estão otimistas para um desfecho favorável. A janela de contratações do Exterior para o Brasil fecha no dia 13 de agosto, uma quarta-feira. Flamengo e Atlético-MG tem interesse no jogador.

A negociação entrou em caráter “stand-by”. Não pegou bem com Akhmetov a tentativa de deserção dos jogadores brasileiros. Por conta disso, os ânimos estão acirrados em Donestk. Fred retornou nesta quinta-feira ao Leste Europeu. Foi o primeiro do quinteto de brasileiros (que inclui Douglas Costa, Dentinho, Alex Teixeira e Ismaily) a se reapresentar — embora com um atraso de cinco dias. Fred estava na casa de sua mãe, em Belo Horizonte e retornou a Donetsk como uma espécie de barganha para fluir a negociação.

Para voltar a jogar no Inter, Fred teria de ampliar seu vínculo com o Shakhtar por mais um ano, até 2019. Abriria mão de boa parte do salário, inclusive, para vestir vermelho novamente. É claro para o garoto e seus representantes que não é o momento de retornar ao futebol brasileiro e que o mercado europeu é sedutor. Mas a multa rescisória de 45 milhões de euros — e a vontade de o Shakhtar em contar por muito tempo com seu futebol — complica qualquer transferência no Velho Mundo.

Em um primeiro momento, Fred atuaria no Inter até o final do ano. Tempo para mudar a situação entre a Rússia e a Ucrânia. Porém, na carta de intenção enviada por Luigi aos ucranianos, o vínculo seria até a metade de 2015. A ideia da direção é que Fred atue em uma possível Libertadores.

A grave crise entre Ucrânia e Rússia já beneficiou o Inter uma vez. No começo da temporada, o meia Alan Patrick teve o seu empréstimo ampliado até o final de 2014, uma vez que o meia pediu para permanecer no Brasil por mais tempo, em vez de voltar para o Shakhtar.

Voltando para casa: Shakhtar deve emprestar Fred para o Inter até o final do Brasileirão

25 de julho de 2014 0

fred

Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Fred está perto de ser anunciado pelo Inter. O meia é o alvo do clube para a janela de contratações, cujo encerramento ocorrerá no dia 13 de agosto, uma quarta-feira, na qual a equipe de Abel Braga estará decidindo vaga às oitavas de final da Copa do Brasil contra o Ceará, em Fortaleza. O Flamengo também tem interesse no jogador de 21 anos.

Dos desertores brasileiros do Shakhtar Donetsk, o ex-meia do Inter foi o primeiro a retornar. Se apresentou nesta quinta-feira ao clube, depois de cinco dias de atraso na data estipulada pelos ucranianos para o início da temporada. Fred estava na casa de sua mãe, em Belo Horizonte. E só retornou a Donetsk porque há boas chances de ser cedido ao Inter por pelo menos até o final do Campeonato Brasileiro.

Assim como os demais brasileiros do Shakhtar (Douglas Costa, Dentinho, Alex Teixeira e Ismaily), Fred foi incentivado a desertar pelo empresário iraniano Kia Joorabchian. O plano de pressionar o bilionário presidente do Shakhtar Rinat Akhmetov não deu certo e, agora, o meia precisou apelar para uma negociação.

A negociação que está em curso prevê que Fred amplie o seu vínculo com o Shakhtar por mais um ano, até 2019. Em troca, teria o aval dos ucranianos para jogar no Beira-Rio até o final de dezembro. Mais: os representantes do meia tentam fazer com que o Shakhtar pague metade do salário de Fred. O Inter bancaria a outra parte. Fred até poderá ser emprestado com os direitos fixados, mas o valor seria muito alto, algo superior a 20 milhões de euros – o Inter vendeu Fred para o Shakhtar em junho de 2013, por 15 milhões de euros.

A grave crise entre Ucrânia e Rússia já beneficiou o Inter uma vez. No começo da temporada, o meia Alan Patrick teve o seu empréstimo ampliado até o final de 2014, uma vez que o meia pediu para permanecer no Brasil por mais tempo, em vez de voltar para o Shakhtar.

Com uma equipe baseada em jogadores talentosos de meio-campo, como D’Alessandro, Aránguiz, Alex e Alan Patrick, o Inter já buscava um outro jogador versátil, que pudesse jogar com estes quatro no setor ou até mesmo substituí-los. Lançado por Dorival Júnior em 2012, no time principal, Fred começou como volante, atando com Guiñazu e Ygor, mas logo passou a ser utilizado como armador, dividindo as funções com D’Alessandro. No Beira-Rio, Fred é considerado um substituto perfeito a Aránguiz.

Rodrigo Moledo é outro que está na mira do Inter. O zagueiro do Metalist sofreu uma lesão no joelho esquerdo e precisará de três semanas para voltar aos treinos. O Inter ainda tem três semanas para tentar o seu retorno, também por empréstimo.

* Com Alexandre Ernst

Bolzan e Bellini terão quer ser competentes e criativos na busca de soluções financeiras

24 de julho de 2014 0
Roni Rigon

Roni Rigon

A disputa entre Romildo Bolzan Jr. e Homero Bellini Jr. pela presidência do Grêmio colocará frente a frente dois homens que representam a renovação do quadro político do clube.
Mas já houve outras iniciativas nesse sentido, mesmo que, a partir de 1960, o clube tenha sido administrado por nomes como João Leitão de Abreu, Pedro da Silva Pereira, Renato Souza, Mário Antunes da Cunha, Rudi Armin Petry, Hermínio Bittencourt, Flávio Obino, David Gusmão, Oly Fachin, Luiz Carvalho, Hélio Dourado, Fábio Koff , Alberto Galia e Irany Sant’ Anna, todos já de idade avançada.
Quando assumiu pela primeira vez, em 1987, Paulo Odone ainda era relativamente jovem, a exemplo de Obino, em 1969. Outros exemplos são Rafael Bandeira dos Santos, Luiz Carlos Silveira Martins, José Aberto Guerreiro e Duda Kroeff.
Uma das diferenças é que se trata do primeiro embate entre dois jovens desde 2004, quando o clube ingressou em um processo de abertura política, concedendo maior espaço para o voto dos associados. Até então, as eleições se decidiam basicamente no âmbito do Conselho Deliberativo, com a participação de dois candidatos. Em alguns casos, o eleito era apenas ungido ao cargo com a benção de um dos cardeais.
Agora, não. Cheios de gás, Bolzan e Bellini se lançam na disputa para administrar o clube em uma época de retração financeira. Terão que ser muito competentes e criativos para buscar soluções além das tradicionais, o Quadro Social e a verba da televisão. 

Tudo em nome da montagem de um time forte, que recoloque o clube na rota dos títulos.

Jean Schwarz

Jean Schwarz

Inter suspende organizadas. De novo

24 de julho de 2014 0

Mauro Vieira

O Inter suspendeu as torcidas organizadas Guarda Popular e Nação Independente pela briga entre seus integrantes depois da vitória sobre o Flamengo, no último domingo, em frente a um posto de gasolina a cerca de três quilômetros do Beira-Rio.

Os integrantes destas duas torcidas não poderão utilizar suas faixas, instrumentos musicais e não terão acesso ao estádio como integrantes de organizada pelos próximos dois jogos no Beira-Rio: contra Ceará e Santos.

Além disso, seis associados que estavam na lista dos 11 envolvidos na briga estão excluídos do quadro social do clube, e os outros cinco envolvidos não poderão se associar.

Não é a primeira vez que a Popular leva um gancho. Em outra ocasião, após o episódio Hierro – quando o então capo da torcida invadiu a antiga social e passou a agredir diversos torcedores -, a torcida chegou a ser extinta pelo Inter. E parece que não aprendeu.

O Inter possui cinco organizadas: Camisa 12, Força Feminina, Fico, Nação Independente e Guarda Popular.

Made in USA: Inter pode contratar o seu primeiro jogador norte-americano

23 de julho de 2014 0

Reprodução site oficial do Fluminense

Ainda sob o clima de Copa do Mundo, o Inter pode contratar em breve um jogador norte-americano. Com 20 anos e passagens pelas seleções de base e até pelo Fluminense (na foto, treinando com a base do Fluminense, em fevereiro, em Orlando, na Flórida), o texano Alfred Koroma, realiza testes no CT de Alvorada.

Seguirá sob avaliação junto ao time sub-23 por mais 20 dias. Se aprovado, assinará com o Inter. Koroma tem 1m82cm de altura e pesa 72 quilos. É atacante de movimentação e que pode atuar também como um centroavante de área.

Era só um treino. Mas é difícil explicar 7 a 0

23 de julho de 2014 0

Foi apenas um treino, mas a goleada por 7 a 0 aplicada pelos reservas do Grêmio contra os titulares, na tarde desta quarta-feira, não passa despercebida dos jornalistas e torcedores.
O que mais chamou a atenção neste treinamento anormal foi o fato de Lucas Coelho, autor de três dos sete gols, ter permanecido o tempo todo na equipe de baixo.
Quando Barcos saiu, foi para dar lugar a Rodriguinho.
A boa performance de Lucas Coelho e a apatia de Barcos ocorrem justamente na semana em que mais se cobra uma modificação no comando do ataque. Algo que, pelo jeito, ainda não parece passar pela cabeça de Enderson Moreira.
Pode servir como atenuante o fato de Pedro Geromel e Riveros terem sido preservados. Ou não, a interpretação fica por conta da torcida.
Repórteres lamentam que Enderson não estivesse escalado para entrevista coletiva nesta quarta-feira. Somente ele poderia ajudar a explicar como tudo saiu errado para os titulares.

 

 

Papa Francisco envia carta ao Inter, agradecendo camiseta autografada pelo compatriota D'Alessandro

23 de julho de 2014 0

Reprodução

O Inter recebeu uma correspondência (acima) do Vaticano, enviada em nome do Papa Francisco (o argentino Jorge Mario Bergoglio), na qual ele agradece ao presente enviado pelo clube aind ano ano passado, em homenagem à sua eleição: uma camiseta autografada pelo também argentino D’Alessandro.