Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Brasileirão"

Copa do Brasil: Inter elege jogo contra Ceará como de nível C e rebaixa preços dos ingressos

25 de julho de 2014 0

Ricardo Duarte

Com o novo Beira-Rio, o Inter tratou de escalonar os jogos conforme a grife do adversário, dia da semana e horário. Assim, se o domingo à tarde teve Inter x Flamengo, partida considerada top, com preços altos para os torcedores, agora, chegou a vez de rebaixar os valores. Inter x Ceará, na quarta-feira às 22h, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, terá preços mais acessíveis no Beira-Rio.
A direção nega que os bilhetes estejam mais baratos por ser um mata-mata.
Os valores para Inter x Ceará:
- Superior: R$ 20 para sócios (R$ 40 para a torcida em geral)
- Inferior: R$ 30 para sócios (R$ 60 para a torcida em geral)

O Inter também divulgou os valores que serão cobrados, conforme a “categoria” do jogo:
Reprodução site do Inter

Inter perdeu para o Corinthians por culpa do técnico Abel Braga

17 de julho de 2014 4

Rodrigo Gazzanel/Folhapress

Abel Braga foi o grande responsável pela derrota do Inter para o Corinthians, por 2 a 1, no Itaquerão, na retomada do Campeonato Brasileiro – e já vê Cruzeiro, Corinthians e São Paulo se distanciarem lá na frente.
Aos motivos:
1. Ele não insistiu para que Aránguiz fosse para o sacrifício em uma decisão, com era a partida no Itaquerão.
2. Optou pelo limitadíssimo João Afonso no meio-campo. O volante, por sinal, parece fora de forma. Lembrou Walter dentro da camisa apertada.
3. Tentou corrigir seu erro. Substituiu João Afonso por Cláudio Winck quando já perdia por 2 a 0. O time cresceu. Mas, levando 2 a 0, na casa do adversário…
4. Parece não treinar fundamentos. O Inter é um festival de passes errados.
5. Rafael Moura segue isolado no ataque. Não há aproximação com o centroavante.
6. O sistema defensivo é frágil. A cobertura aos laterais é ruim, vide os gols corintianos.
7. As inúmeras tentativas de virar o jogo foram todas frustradas.

No domingo, o Inter recebe o confuso Flamengo, lanterna do Brasileirão.

Beira-Rio manterá preços dos ingressos para bancar o alto custo do novo estádio

15 de julho de 2014 4

Ricardo Duarte

O Beira-Rio pós-Copa manteve os preços praticados no início do Brasileirão. A direção do Inter alega que o estádio vive um novo momento. Assim, uma partida chamada de Classe A, como a desse domingo à tarde contra o Flamengo, surge como uma das mais caras para a torcida colorada no Brasileirão. A Inferior custará R$ 50 para os sócios e R$ 100 para os torcedores em geral. Já a Superior será vendida por R$ 40 para os associados e a R$ 80 para os não-sócios.
- Há diferenças nos preços dos jogos. Uma partida no domingo à tarde, contra um adversário de massa, tem ingresso mais caro do que uma na quarta-feira à noite contra um clube sem tanta torcida – explica o diretor de administração do Inter, José Amarante. – Não há risco de afastar o torcedor do estádio com os novos preços, pois a qualidade dos jogos mudou. A realidade do Beira-Rio é outra – emenda o dirigente.
O dirigente destaca que os preços serão mantidos e não haverá redução na tabela colorada. Amarante diz que apenas para abrir o novo Beira-Rio para jogos custa R$ 250 mil.
- O Beira-Rio hoje tem um custo quatro vezes superior ao antigo estádio. Uma renda R$ 1 milhão, com impostos, taxas e o cálculo do valor do ingresso para o sócio, nos deixa uma arrecadação de R$ 280 mil – afirma Amarante.
O Inter conta com 102,1 mil sócios em dia, sendo 21 mil deles com direito a ir aos jogos sem ingresso. Os demais 81,1 mil associados necessitam pagar para ir às partidas. A partir de janeiro, o quadro social deixará nos cofres do Beira-Rio uma renda mensal de R$ 6 milhões. Será a segunda maior arrecadação do clube, perdendo apenas para a TV. Hoje, ela é de R$ 5 milhões ao mês.
- Na retomada do Brasileirão, colocaremos 50 mil ingressos à venda. E tenho certeza que o Beira-Rio estará lotado para o clássico contra o Flamengo – finaliza José Amarante.

Quanto custaram os ingressos para Inter 0×1 Grêmio, no Brasileirão de 2012, o último clássico antes de o Beira-Rio fechar para a reforma?
Superior para sócios: R$30
Superior para a torcida em geral: R$60

Os ingressos para Inter x Flamengo, nesse domingo, pelo Brasileirão:
Inferior para sócios: R$ 50
Inferior para a torcida em geral: R$ 100

Superior para sócios: R$ 40
Superior para a torcida em geral: R$ 80

Inter renovará com Nike até 2018

14 de julho de 2014 4

Reprodução

Enquanto prepara o lançamento do seu uniforme para a temporada 2014/2015 – já pronto, com poucas mudanças com relação ao atual número 1, e que será apresentado nas próximas semanas -, o Inter trata da renovação de contrato com a Nike, a sua fornecedora de material esportivo. Apesar de a marca não ter obtido grandes títulos na parceria com o clube (desde 2012, quando o uniforme colorado passou a ser Nike foram três títulos estaduais), a renovação está sendo encaminhada. Inter e Nike renovariam o acordo até 2018. A Copa do Mundo no Beira-Rio e o sucesso do novo estádio ajudaram na condução das negociações. A Nike poderá pagar até R$ 18 milhões por temporada aos gaúchos – além de investir na loja do Beira-Rio e em outros produtos ligados ao Inter.

Inter apresenta Wellington Silva, revelado pelo Grêmio: "Quero ganhar títulos"

04 de junho de 2014 2
Foto: Wendell Ferreira/Agência RBS

Foto: Wendell Ferreira/Agência RBS

Chegou ao Beira-Rio o novo reforço colorado para o segundo semestre. O lateral-direito Wellington Silva, emprestado pelo Fluminense até o fim desta temporada, foi apresentado no início da tarde desta quarta-feira no CT Parque Gigante. O jogador de 26 anos, revelado pelo Grêmio, chegou a Porto Alegre na terça e realizou exames médicos antes de ser apresentado e receber a camisa 15.

— Eu vim pra ficar. Quero fazer um bom campeonato, mostrar que eu tenho condições de ficar. Quero agradecer ao Fluminense por tudo, mas cheguei aqui para permanecer. Quero dar assistências, quero ganhar títulos que a torcida quer — destacou o lateral, que concorrerá com Cláudio Winck, Diogo e Gilberto.

Wellington Silva foi revelado pelo Grêmio, mas teve pouco espaço no time de Celso Roth, e saiu do clube em 2009. Teve uma passagem pelo Audax, de São Paulo, e voltou ao Rio de Janeiro, seu estado natal, onde passou por Olaria, Resende e Madureira até ganhar uma chance no Flamengo, em 2012. No ano seguinte, chegou ao Fluminense e trabalhou com o técnico Abel Braga.

— O Abel me conhece, mas conhece os outros três que estão aqui. Nós todos temos condições. Eu quero muito jogar, respeitando eles, e o Abel sabe da minha capacidade. Estamos aqui para contribuir e mostrar pra que eu vim. A experiência conta um pouco mais, eu sou muito agressivo no apoio. O time do Inter é bastante ofensivo. O professor vai escolher. Eu tenho que chegar aqui e treinar forte para começar como titular.

*Com Wendell Ferreira

Grêmio prevê Sport turbinado pela goleada sofrida no último jogo

27 de maio de 2014 4

É de quatro pontos o cálculo do Grêmio para os dois jogos que ainda restam do Brasileirão até a parada para a Copa do Mundo.
A projeção é de um empate nesta quarta-feira contra o Sport e vitória domingo frente ao Palmeiras.
Feita a soma das nove rodadas, o time saltaria de 13 para 17 pontos e ainda estaria dentro do G-4, a meta estabelecida antes do início da competição.
Há um certo temor em relação ao jogo contra os pernambucanos, mesmo que eles venham de duas derrotas seguidas, o que evidencia a fragilidade desta equipe.
-Quem toma quatro, vem grande pra cima da gente – diz o assessor de futebol Marcos Chitolina.
Trata-se de uma referência ao São Paulo, que havia sofrido um vexatório 5 a 2 do Fluminense no meio da semana passada e, no jogo seguinte, bateu o Grêmio por 1 a 0.

 

Dos Williams aos Wellingtons, de Kenedy a Gladestony, de Taiberson a Liniker... os estranhos nomes "gringos" do Brasileirão 2014

27 de maio de 2014 6

Atlético-MG
Lee
Uilson
Richarlyson
Michel
Jemerson

Atlético-PR
Taiberson
Dominic
Weverton
Sueliton
Jonatahn (Fernando)
Sidcley
Willian (Rocha)
Deivid
Nathan
Maycon (Canário)
Willyan Sotto
Erwin
Tárik

Bahia
William Barbio
Rhayner
Erick
Roniery
Madson
Railan
Loncoln
Wilson Pittoni
Wangler
Demerson

Botafogo
Wallyson
Jefferson
Lennon
Ronny
Sidney
Dankler
Matheus

Chapecoense
Bergson
Wanderson
Wescley
Willian (Arão)
Hyoran
Neuton

Corinthians
Malcom
Walter
Uendel
Petros
Ralf
Wanderson

Coritiba
Maykon
William (Menezes)
Abner
Jackson
Rhuan
Baraka
Wanderson
Calyson
Welinton

Criciúma
David
Wellington (Bruno)
Ruan
Gualberto

Cruzeiro
Willian
Elisson
Mayke
Alisson
Willian (Farias)
Wallace

Figueirense
Clayton
Jonathan
William (Cordeiro)
Hiroshi
Wesley
Nirley

Flamengo
Nixon
Arthur
Mattheus
Wallace

Fluminense
Fred
Walter
Kenedy
Michael
Klever
Wellington (Silva)
Wellington (Carvalho)

Goiás
Erik
Welinton
Rychely
Assuério
Harlei
Clayton (Sales)
David
Liniker
Ray
Jakcson

Grêmio
Yuri (Mamute)
Follmann
Busatto
Spessato
Werley

Inter
Wellington (Paulista)
Aylon
Alisson
Alan Ruschel
Alan Patrick
Gladestony
Juan
Thales

Palmeiras
Wendel
William Matheus
Wesley
Eguren
Patrick Vieira
Wellington

Santos
Stefano Yuri
Alison
Nailson
David Braz

São Paulo
Alan Kardec
Ewandro
Maicon
Hudson

Sport
Mike
Patric
Rithely
Ewerton Páscoa
Bileu
Wendel
Welton
Hyago

Vitória
Willie
William (Henrique)
Wellington
Wilson
Leilson
Josa
Jonathan Ferrari
Matheus Salustiano

Com derrota, Inter não cumprirá sua projeção de pontos pré-Copa do Mundo

26 de maio de 2014 13

Felix Zucco

Os planos pré-Copa do Mundo do Inter já foram frustrados. Após um bom começo de Brasileirão, quando a equipe de Abel Braga chegou a liderar o campeonato, o clube sonhava ingressar no recesso para o Mundial com um aproveitamento de 70% e, assim, tentar se manter na primeira colocação. Mas isso já não acontecerá. Com os tropeços em série nas últimas três rodadas – os empates com Criciúma e Coritiba mais a derrota de virada por 3 a 1 para o Cruzeiro, ontem, no Centenário -, o Inter só poderá atingir 66,6% de aproveitamento, mesmo que vença a Chapecoense, nessa quarta-feira, em Caxias do Sul, e ganhe ainda do Fluminense, em Macaé.
Marcelo Medeiros, vice de futebol do Inter, projetou estes 70% de aproveitamento depois da vitória em casa sobre o Atlético-PR. Naquele momento, os colorados lideravam com 83,3%. Com a saída de Aránguiz (que não esteve presente nestas três últimas rodadas) para a seleção chilena e a de Gilberto para a seleção sub-21, além dos reforços de peso que se revezaram no departamento médico, como D’Alessandro, Alex, Alan Patrick, Paulão, Rafael Moura e Claudio Winck, a tabela não perdoou a equipe de Abel Braga – nem os erros no Centenário. Não quis saber se o time estava desfalcado ou não.
Após a primeira derrota no Brasileirão e o fim da série invicta de 18 partidas no ano, restaram as explicações.
- É muito cedo ainda (para se falar em disputa de título), mas foi uma vitória importante para o Cruzeiro. Estávamos muito bem no jogo quando sofremos o empate. É incrível o aproveitamento deles em bolas paradas – ponderou Abel. – Depois, estávamos melhor na partida quando eles fizeram o segundo gol, em um erro nosso, e o jogo acabou. Foi um jogaço – definiu o técnico do Inter.
Para enfrentar a Chapecoense, candidata ao rebaixamento, o Inter deverá ter o reforço de Rafael Moura. Os demais lesionados, Alex, Patrick, Paulão e Winck, seguirão fora.
- Hoje, estamos sofrendo (com os desfalques). Mas, ali adiante, os outros também jogarão sem seis ou sete atletas. O coletivo sente. Enfrentamos uma equipe madura, que foi para trás e esperou o momento para meter o facão – comentou Abel Braga.

Mais um argentino na janela: Inter mira o velocista Martín Luque, do Colón. Atacante custa US$ 3 milhões

15 de abril de 2014 8

Reprodução site oficial do Colón

Ainda que o plano do Inter seja investir com força total na compra de Aránguiz, que custará US$ 5 milhões (R$ 11,1 milhões), após a Copa do Mundo, uma segunda incursão no mercado sul-americano não pode ser descartada. O atacante Martín Luque, de 21 anos e 1m75cm de altura, do Colón de Santa Fe, está na mira.
Terceiro colocado no Torneo Final, atrás apenas de Estudiantes e de River Plate, o Colón passa por séria crise financeira e tem em seu camisa 24 uma espécie de cheque em branco. Destaque da seleção sub-20 por sua velocidade, assistências e até alguns gols, o veloz Luque é observado pelos colorados e pelos encarnados do Benfica. Canhoto, vem atuando como ponteiro pela esquerda e com obrigações de marcação na equipe do Colón.
Os portugueses seriam o principal rival do Inter nessa briga. Luque custaria cerca de US$ 3 milhões (R$ 6,6 milhões). O Inter poderia buscar um parceiro para bancar a contratação. No Torneo Final, tem dois gols em 13 partidas. Nesta quarta-feira, o Colón, de Luque, jogará em Rosario contra o Newell’s Old Boys.

Inter confirma Beira-Rio como o palco para a estreia no Brasileirão. Ministério Público, porém, ainda não liberou o estádio

14 de abril de 2014 5

Ricardo Duarte

Após mandar a final do Gauchão para o Estádio Centenário, o Inter confirmou que será no Beira-Rio a sua primeira partida no Campeonato Brasileiro, diante do Vitória, neste sábado, às 18h30min.
O Corpo de Bombeiros autorizou a realização do jogo, uma vez que será um confronto com poucos torcedores rivais, além de o clube ter retirado as portas de emergência, que não estavam de acordo com o projeto original de reforma do estádio. O Inter ainda não divulgou as informações sobre a venda de ingressos nem a capacidade de torcedores que o Beira-Rio receberá para este compromisso.
O Ministério Público, porém, ainda não confirma a liberação do estádio.
- Ainda não recebemos os laudos do Inter. Nesta terça-feira comunicarei à CBF que não recebemos a documentação. O estádio ainda não está adequado ao que exige a lei. É a mesma situação da semana passada (quando o Beira-Rio foi vetado para o Gre-Nal) – disse José Seabra Mendes Júnior, responsável pela Promotoria do Torcedor.